Millenium / Artigos e reportagens de games / League of Legends /

O que esperar da Netshoes Miners para o CBLOL 2022?

O que esperar da Netshoes Miners para o CBLOL 2022?
0

A organização mineira aposta na chegada de dois sul-coreanos para reverter o ano abaixo que teve em 2021 em suas estreia nas franquias

Com um primeiro ano de franquias conturbado e de resultados abaixo do esperado, a Netshoes Miners mira um ano sólido no League of Legends em 2022. E apostaram alto, logo na primeira etapa contrataram dois sul-coreanos, um velho conhecido, Croc, e um novato no Brasil, DoRun. Além da dupla, Anyyy fechou o elenco que manteve Drop e Hawk na rota inferior. A mensagem que querem passar é a de que eles finalmente vieram para incomodar e lutar pelo título.

O elenco da Netshoes Miners para o CBLOL 2022

Lee "DoRun" Soo-min
Foto: Leaguepedia/Leaguepedia
Park "Croc" Jong-hoon
Foto: Leaguepedia/Leaguepedia
Ruan "Anyyy" Silva
Foto: Leaguepedia/Leaguepedia
Matheus "Drop" Herdy
Foto: Leaguepedia/Leaguepedia
Gabriel "Hawk" Gomes de Araujo
Foto: Leaguepedia/Leaguepedia
Iago "Politico" Cerqueira da Silva (Head Coach)
Foto: Leaguepedia/Leaguepedia
Bruno "Bp" Pombal (Assistant Coach)
Foto: Leaguepedia/Leaguepedia

Primeiro como Cruzeiro, depois como Netshoes Miners e agora tendo que mudar novamente seu nome para a próxima etapa, os mineiros vêm para o CBLOL 2022 com um elenco forte, que caso se encaixe, com as peças se entendendo entre si, dará muito trabalho para os adversários. A verdade é que, por ter dois sul-coreanos, a análise é bem difícil de ser feita. Afinal, depende muito de como a comunicação entre os cinco jogadores vai fluir, se o inglês é bom e tudo mais. Porém, podemos esperar uma parte superior do mapa muito mais ativa do que a inferior, isso por conta da sinergia entre os dois conterrâneos - algo do qual não sei se gosto. Prefiro ver o Drop como principal protagonista do time e acho que ele faz muito bem esse papel, ainda mais nesse meta atual no qual vemos atiradores mais hyper carrys ou de dominância na lane, como Jinx e Caitlyn.

Sobre os dois estrangeiros, Croc é fácil de analisar. Finalista e decisivo em sua primeira temporada no CBLOL, se destacando pela agressividade e a forma de jogar para cima, sem medo. Entretanto, muito da sua facilidade em jogar teve como auxílio o sul-coreano Yuri, que atuava na rota do meio e era seu companheiro de equipe na Rensga. Por conta disso, estou com dúvida de como será o desempenho do Croc com Anyyy, visto que claramente há um grande caminho a ser percorrido para que a comunicação em inglês fique perfeita. Então, logo de cara, acredito que esse ponto será muito sentido e que o encaixe entre a dupla, que é muito importante, irá demorar um tempo para entrar nos trilhos. Mas acho que se os dois estiverem na mesma página, podem ser uma dupla mortal. O meio gosta de abusar das mínimas vantagens que consegue e é conhecido pelas suas escolhas mais agressivas, além de algumas mais inusitadas, como Kassadin e Vladimir.

Anyyy busca retomar a boa fase na Netshoes Miners. Reprodução: Riot Games - League of Legends
Anyyy busca retomar a boa fase na Netshoes Miners. Reprodução: Riot Games

DoRun é uma incógnita. Jogador que atuou na Coreia e na China, ele estava há um tempo sem jogar competitivo, mas ativamente nas filas ranqueadas sul-coreanas. Em uma observação rápida, é possível perceber que os principais campeões dele são os que abusam da fase de rotas, como Jayce e Kennen, personagens que são especialidades de asiáticos, principalmente dos que vêm para o Brasil. Parang é um grande exemplo disso. Agora é preciso ver seus jogos para saber o que ele pode fazer e se conseguirá se sobressair em relação aos outros adversários de rota. Um ponto que está a favor da Miners é a sinergia entre Croc e DoRun, que deverão abusar da facilidade da comunicação para jogarem mais juntos, seja com escolhas mais agressivas, na transferência de recursos ou rotações para o restante do mapa.

Anyyy era uma promessa, mas seu brilho foi diminuindo conforme o tempo e as atuações e campanhas nada boas na FURIA. Na minha opinião, essa saída e os novos ares podem ser muito importantes para que ele se reinvente na carreira, algo como encontrar novamente o bom LoL que ele já demonstrou que sabe jogar. Em seus tempos áureos era considerado um dos melhores da posição, muito por conta da sua facilidade em abusar da mínima vantagem que conseguia e também de sua particularidade em abusar de campeões nada populares entre seus adversários. Para mim, ele pode ter o mesmo sucesso de Damage, que ficou muito tempo na própria FURIA e que quando saiu, se reencontrou, com uma temporada espetacular pela Rensga.

Drop foi o principal nome da Miners em 2021. Reprodução: Drop/Twitter - League of Legends
Drop foi o principal nome da Miners em 2021. Reprodução: Drop/Twitter

A manutenção do bot foi um movimento acertado, na minha opinião. Vejo Drop e Hawk com bons olhos, embora o suporte tenha tido apenas lapsos de boas atuações no ano passado. Entretanto, o considero um ótimo jogador e que pode fazer uma grande diferença entre todos da posição. Nas partidas em que vimos ele jogar o seu máximo, foi um jogador completamente decisivo, principalmente de Braum e Leona, campeões que exigem proatividade e personalidade. Falar do atirador é chover no molhado, Drop é um dos nossos melhores da posição e tem tudo pra brilhar agora com um time mais forte.

Por fim, acredito que a Miners precise de tempo. Então, não acho que eles comecem o campeonato muito bem. Talvez percam alguns jogos e demorem para se encaixar, o que vai custar uma boa posição na tabela. Mas, ainda assim, os vejo chegando nos playoffs, e encaixadinhos no mata-mata podem mirar objetivos bem mais sólidos, como o título do CBLOL.

Mais textos da série de expectativas para o CBLOL 2022:

esports-lol
Fogueta e Tabata são anunciadas no CBLOL e Academy; confira elenco completo de 2022

Equipe de repórteres do CBLOL é composta completamente por mulheres, mas na narração e comentários só há homens; elenco de comentaristas do Academy é majoritariamente feminino

esports-lol
CBLOL suspende venda de ingressos após nova alta de casos de Covid

Decisão da Riot é válida por tempo indeterminado. Disseminação rápida da variante Ômicron foi determinante para a decisão

esports-lol
CBLOL 2022 terá interpretação em Libras em transmissões

Diversos conteúdos da transmissão do CBLOL 2022 terão interpretação em Libras, trazendo mais um recurso de acessibilidade para o campeonato

0
Luis Santana
Showtana  - Redator

Estudante de jornalismo com paixão em contar histórias. Amante do cenário competitivo de League of Legends e assíduo comentarista de coisas que não sou pago para fazer.

Mais Reportagens

21:30 “Minha família respeitou minha decisão”, Faker explica motivo de ter recusado proposta milionária de equipe chinesa
12:13 LoL: RED Canids anuncia retorno de Grevthar, bicampeão do CBLOL
11:47 LoL: Jogadores tentam imitar Faker e destroem a taxa de vitórias do campeão mais presente no Mundial 2023
16:18 LoL: Ex-campeão mundial pode estar envolvido em grande polêmica na China que abala sua carreira profissional
12:29 LoL: Duas grandes movimentações ocorreram na LPL, a hegemonia do JDG poderia estar ameaçada?
11:42 LoL: KT Rolster recruta dois ex-campeões mundiais para a temporada de 2024 da LCK
12:06 LoL: RED Canids oficializa retorno de Jojo por R$ 300 mil
15:03 LoL: Alguns jogadores da T1 podem ter problemas na escolha de skins para seus campeões
13:42 LoL: Brance é o novo reforço da RED Canids para a temporada de 2024
09:12 Guia do Worlds 2023: Times participantes, formato, horários dos jogos e mais

Recomendados

Guia do 2º split do CBLOL 2023: tabela, times, jogos, ingressos e mais informações
LoL: Tier list 13.18 com guia dos melhores campeões de LoL
7 curiosidades sobre League of Legends que você não conhecia

Descubra guias

LoL: Tier list 13.18 com guia dos melhores campeões de LoL
Dicionário e glossário completo de termos e gírias de League of Legends
Tudo sobre o passe do Mundial 2020 e suas missões