Millenium / Artigos e reportagens de games / League of Legends /

Cruzeiro está fora do CBLOL e da LBFF após E-Flix romper com o clube

Cruzeiro está fora do CBLOL e da LBFF após E-Flix romper com o clube
0

Empresa que geria a marca do Cruzeiro nos esports encerrou a parceria e competirá nas ligas de LoL e Free Fire com o próprio nome

O Cruzeiro eSports não disputará mais o CBLOL e a LBFF. Nesta terça-feira, a E-Flix, empresa que utilizava a marca da Raposa nos Campeonato Brasileiro de League of Legends e na Liga Brasileira de Free Fire, anunciou o rompimento da parceria com o clube e informou que disputará as duas competições utilizando o próprio nome. A informação foi revelada pelo jornalista Chandy Teixeira e posteriormente confirmada pela própria E-Flix em comunicado.

No acordo entre E-Flix e Cruzeiro, a E-Flix apenas usou de forma licenciada a marca do Cruzeiro, mas era a empresa quem de fato a vaga tanto no CBLOL, quanto na LBFF. Com o fim da parceria, o clube de futebol mineiro, que vive desde 2019 uma grave crise esportiva, deixa, ao menos por ora, o cenário dos esports, enquanto a E-Flix seguirá agora como uma marca independente.

"No dia 22 de março de 2021, nós comunicamos a rescisão do contrato de licenciamento de marca firmado com o Cruzeiro Esporte Clube para criação e gestão das equipes de eSports daquela entidade. A extinção da relação entre as duas organizações se deu conforme previsão contratual que facultava às partes a dissolução do vínculo", disse a E-Flix

Ainda no comunicado, a empresa de gestão e criação de conteúdo em esports disse que a Riot Games, que adotou em 2021 o sistema de franquias no CBLOL, está ciente do fim do vínculo entre Cruzeiro e E-Flix. Ainda segundo a companhia, o estúdio de League of Legends está de acordo com o plano de transição apresentado pela E-Flix após o fim do vínculo com o clube mineiro. Os contratos com os jogadores de LoL, Free Fire e FIFA também estão mantidos.

"Assim sendo, E-Flix e Cruzeiro seguirão rumos desassociados a partir de agora. As equipes de League of Legends, Freefire e FIFA desenvolvidas e gerenciadas pela E-Flix deixam de exibir a nomenclatura Cruzeiro eSports, de modo que E-Flix não responderá mais por qualquer iniciativa de esportes eletrônicos do clube. De igual forma, os atletas contratados pela E-Flix encerram seus contratos de imagem junto ao Cruzeiro. Além disso, reitera-se que as vagas nos campeonatos disputados, especialmente no CBLOL e na LBFF, são de titularidade exclusiva da E-Flix, que continuará a exercer seu direito de participação nos próximos splits das competições. A operação foi informada à Riot Games, que está ciente da mudança, e a empresa está de acordo com o plano de transição apresentado pela E-Flix."

Após ser uma das dez equipes selecionadas para o sistema de franquias do CBLOL 2021, o Cruzeiro terminou a competição na oitava posição, com uma campanha de seis vitórias e 12 derrotas, e não se classificou para os playoffs do 1º Split.

Na LBFF, a equipe disputou a Série C no começo 2020 e garantiu a vaga para a disputa da primeira divisão da LBFF 3 em agosto do mesmo ano. Em sua primeira temporada na elite, a Raposa terminou a temporada na oitava colocação. Na LBFF 4, primeira edição da competição em 2021, o Cruzeiro novamente chegou às finais e, desta vez, terminou na terceira posição, atrás apenas da Fluxo, campeã do torneio, e da LOUD, segunda colocada.

Riot diz confiar em projeto apresentado pela E-Flix

No fim da tarde desta terça-feira, a Riot Games se pronunciou em seu site oficial sobre o fim do vínculo entre E-Flix e Cruzeiro, e disse confiar no projeto apresentado pela empresa de gestão e conteúdo de esports para a entrada no sistema de franquias do CBLOL. Em comunicado, o Rioter "Cacophonie", líder do time de Esports da Riot Games no Brasil, disse que a E-Flix apresentou no processo de seleção uma "visão de longo prazo no desenvolvimento esportivo, capacidade de gestão e de criar operações sustentáveis financeiramente", indicando que a empresa seguirá no CBLOL.

"Durante o processo de seleção das organizações para o CBLOL 2021, passamos por um grande processo de análise de todas as inscrições das mais de vinte organizações que se candidataram para a franquia. Esse processo envolveu a análise de diversos documentos (financeiros, jurídicos), assim como conversas com vários executivos dos times, entendimento das estratégias de negócio e investimento no cenário de Esports, com o objetivo de trazer para o CBLOL organizações com visão de longo prazo no desenvolvimento esportivo, capacidade de gestão e de criar operações sustentáveis financeiramente. Identificamos na E-Flix um parceiro que cumpre a todos esses pontos, e com quem desde o começo criamos um relacionamento muito positivo", disse.

Ainda em nota, Cacophonie confirmou que antes de tornar público o fim da parceria com o Cruzeiro, a E-Flix entrou em contato com a Riot para informar o fim do vínculo com o clube mineiro, e reforçou que a Riot acredita no plano apresentado pela empresa de gestão e criação de conteúdo de esports. Cacophonie informou ainda, que a E-Flix competirá com um novo nome no segundo split de 2021 do CBLOL.

"Durante o processo de revisão de sua parceria com o Cruzeiro Esporte Clube, a E-Flix procurou a Riot Games para compartilhar todas as informações e decisões proativamente, sempre com muito profissionalismo e transparência, e apresentando uma revisão de seus planos de negócio e planejamento para o futuro a partir da Segunda Etapa do CBLOL 2021. Nós acreditamos nos planos da E-Flix, em sua visão de longo prazo e capacidade para implementar esses planos, e por isso confirmamos nossa confiança na E-Flix como parceira do CBLOL e da Riot Games. A partir da Segunda Etapa do CBLOL 2021, a E-Flix competirá com outro nome, e temos certeza de que continuará a escrever sua história no CBLOL e nos Esports", concluiu em nota.

Receita dos esports em 2021 deve ultrapassar US$ 1 bilhão

Previsão realizada pela consultoria NewZoo aponta que o mercado do esporte eletrônico deve apresentar um crescimento de 14,5% em relação ao ano de 2020

esports-lol

Tinowns lidera média de KDA do 1º split do CBLOL 2021; veja top 5

Meio da Pain Gaming mais uma vez foi um dos grandes destaques da cena brasileira de LoL

esports-lol

LOUD anuncia saída de Don Arts antes do 1º split do CBLOL 2021 acabar

Contratado em dezembro de 2020, o alemão Finn-Lukas "Don Arts" Salomon não faz mais parte da equipe de LoL da LOUD

0

Mais Reportagens

12:46 Brasil deixa de ser a pior região competitiva do mundo no LoL
10:25 Baiano anuncia terceira edição do Cbolão com três vagas abertas ao público
17:26 LoL: Jogo entre Pain e MAD Lions tem o maior pico de audiência do MSI até agora
16:13 Atualização 11.10 inclui buffs para Kayle, Lux e mais mudanças
14:38 Novas skins Projeto são reveladas para Mordekaiser, Senna, Sylas e mais campeões
13:54 MSI 2021: Pain perde para MAD Lions e já está eliminada do torneio
11:44 MSI 2021: paiN perde para PSG Talon, mas segue viva na disputa do torneio
17:20 MSI 2021: Conheça DSN, a primeira jogadora inscrita na história do torneio
14:00 MSI 2021: "O melhor jogador deles é o Tinowns", diz Carzzy da MAD Lions sobre Pain
10:00 Orianna com Gangplank AP é o duo mais explosivo que você verá hoje no LoL

Recomendados

O quanto você sabe sobre LoL? Este quiz testará seus conhecimentos
Quando chega o próximo patch do LoL
Qual é o futuro das loot boxes no Brasil?

Descubra guias

Gwen Top: Runas, build e guia da campeã de LoL
Kog'Maw: Runas, build e guia do campeão de LoL para jogar como atirador
Leona: Runas, builds e guia da campeã de LoL para jogar como suporte