Millenium / Artigos e reportagens de games / Counter-Strike: Global Offensive /

CS:GO: "O time que eu estiver será o melhor" e outras frases marcantes da história

CS:GO: "O time que eu estiver será o melhor" e outras frases marcantes da história
1

Fnx, Gaules, Paulo Velloso e HeatoN foram responsáveis por frases que não devem ser jamais esquecidas na história do CS:GO

A história do Counter-Strike é disparada uma das mais ricas no meio dos esportes eletrônicos. Das versões mais antigas até a Global Offensive (CS:GO), os fãs já puderam acompanhar diversas mudanças, conquistas, choros e também sorrisos causados pela competição. Além disso, o que também ficou marcado para sempre foram frases ditas por jogadores profissionais e personalidades. Nesta matéria lembraremos algumas delas, ditas por Lincoln "fnx" Lau, Alexandre "Gaules" Borba, Paulo Velloso e até Emil "HeatoN" Christensen.

Fnx e as melhores equipes do Brasil

SK Gaming, campeã de Major - Foto: ESL/Reprodução - Counter-Strike: Global Offensive
SK Gaming, campeã de Major - Foto: ESL/Reprodução

Fnx já está eternizado como uma das maiores figuras do CS dentro e fora de jogo, já que suas maiores características sempre foram carisma e colecionar títulos - além da alcunha de clutchmaster. Ainda bem jovem, na época do 1.6, ele causou certa polêmica quando disse a seguinte a frase: "O time que eu estiver será o melhor do Brasil".

Assim como todo atleta, ele teve diversos altos e baixos na carreira e nem sempre esteve no topo. No entanto, durante grande parte de sua trajetória ele sustentou muito bem a frase e foi não só campeão brasileiro diversas vezes, como também campeão mundial no Counter-Strike 1.6 e no Global Offensive quando conquistou dois Majors.

Até hoje a frase é lembrada e muitos torcem por um "The Last Dance" com a antiga line-up da Luminosity/SK. Outros o pedem até no Valorant, para quem sabe ele conquistar novos títulos em mais um jogo.

Gaules e sua Tribo

Gaules se encontrando com a Tribo na BLAST Pro Series São Paulo - Foto: BLAST/Reprodução - Counter-Strike: Global Offensive
Gaules se encontrando com a Tribo na BLAST Pro Series São Paulo - Foto: BLAST/Reprodução

Gaules é outro nome que está eternizado no Counter-Strike, porém, em diversas funções diferentes. No 1.6 ele ficou conhecido tanto pelas suas passagens como pro player quanto treinador. Já no CS:GO ele se tornou o maior influenciador do Brasil e também um dos maiores do mundo dentro dos esports.

Neste período mais recente como streamer ele foi capaz de criar diversos bordões que se tornaram febre dentro da comunidade. No entanto, o que causou mais impacto entre todos foi: "A Tribo cuida da Tribo".

Em dado momento, a simples frase transcendeu a outros significados e virou não só um lema, mas também uma ideia. A forma como Gaules conduziu sua comunidade a se unir e a cuidar uns dos outros é algo único, que ficou marcado na vida de muitos.

Paulo Velloso e a escalação da MIBR

Paulo Velloso com cogu e ellllll na época do Rio Sinistro | Foto: Reprodução - Counter-Strike: Global Offensive
Paulo Velloso com cogu e ellllll na época do Rio Sinistro | Foto: Reprodução

Paulo Velloso é um dos grandes precursores do cenário de esports e CS, aqui no Brasil. Quando nem ao menos existia a nomenclatura de esportes eletrônicos, ele já se mostrava extremamente visionário e vislumbrava um mercado gigante desta modalidade para o futuro. Foi ele o fundador e patrocinador da MIBR, que no futuro se tornaria uma tag lendária e a primeira a trazer um título mundial do FPS para o país.

Durante sua caminhada junto da MIBR, Paulo adquiriu uma grande confiança em Raphael "cogu" Camargo, a qual se mostrou recíproca. Na época o sniper esbanjava talento e, de fato, era a principal estrela do elenco. Não à toa o empresário costumava dizer que "A MIBR é cogu mais quatro", dando a entender que o pro player tinha vaga vitalícia no time.

Até hoje cogu é considerado a principal figura que passou pela MIBR, por tudo que conquistou na época do 1.6. No próprio CS:GO ele também teve uma curta passagem como treinador do time e chegou a fazer um breve sucesso com a torcida, mas a renovação do vínculo com a organização não aconteceu e mais uma vez os caminhos se dividiram.

A profecia da Fênix

Por falar em MIBR, vamos mais uma vez falar da organização na segunda frase de fnx nesta matéria, que na verdade está mais para uma profecia, como disse o jornalista Roque Marques.

No início de 2016, quando a tag tinha planos de voltar à ativa ainda com Paulo Velloso no comando, fnx opinou sobre o assunto no Twitter e se mostrou contrário a este retorno: "Se o MIBR voltar mesmo vai ser uma piada, na minha humilde opinião. Vão acabar com o nome que foi bem representado", disse o jogador.

Na época o projeto não foi bem sucedido e posteriormente o empresário brasileiro optou por vender a marca para a Immortals. Sob o comando gringo, a MIBR teve sua volta aos esports em 2018 e até hoje não atingiu o sucesso que todos esperavam ansiosamente. Nem mesmo com grandes nomes campeões de Major como Gabriel "FalleN" Toledo, Marcelo "Coldzera" David, Jake "Stewie2K" Yip e Tarik "tarik" Celik.

Será que fnx apenas opinou ou previu o que estava por vir?

HeatoN questiona: AWP pra que?!

HeatoN com a camisa da NiP, equipe em que fez grande sucesso | Foto: NIP/Reprodução - Counter-Strike: Global Offensive
HeatoN com a camisa da NiP, equipe em que fez grande sucesso | Foto: NIP/Reprodução

HeatoN é considerado por muitos como um dos melhores jogadores da história do Counter-Strike. Ele se mostrou um grande estrela ainda no início do cenário do game no começo dos anos 2000, vivendo grande fase pela SK Gaming e principalmente pela Ninjas in Pyjamas.

Além da frieza sueca, HeatoN ficou conhecido por sua mira afiadíssima de pistola e principalmente AK-47. Já a AWP era um pouco mais rara de vermos nas mãos do jogador. E foi pensando justamente nisso que um jornalista chinês perguntou o porquê de ele mal usar a sniper em sua carreira. A resposta não poderia ter sido melhor...

"Quando eu uso AK ela funciona como uma AWP pra mim. Por que eu gastaria mais dinheiro comprando uma AWP?"

Resumindo, HeatoN afirmou que com a AK em mãos ele só precisava de uma bala para matar um inimigo. Como com a AWP é a mesma coisa, ele optava pela arma mais barata. Confiança que fala, né?

Qué Bônus? Me fala que eu te dou oto bônus!

Lucas1 quando atuou pela MIBR | Foto: MIBR/Reprodução - Counter-Strike: Global Offensive
Lucas1 quando atuou pela MIBR | Foto: MIBR/Reprodução

Inicialmente esta matéria teria apenas cinco frases. Porém, a pequena e extremamente icônica frase de Lucas "lucas1" Teles não poderia faltar nesta lista. Quem nunca deu aquela bala maravilhosa e soltou em seguida um "Qué Ota?!".

O bordão do jogador surgiu em uma das suas transmissões quando ele estava usando Desert Eagle e prometia dar apenas uma bala nos adversários. E ele realmente fez isso. Assim que acertava uma, ele prometia outra em seguida e perguntava "Qué ota? Me fala que eu te dou ota!".

Apesar de simples, o "Qué Ota" virou uma febre não só no Brasil, mas também no mundo. Até mesmo os jogadores profissionais internacionais soltam a frase de efeito quando dão uma bela bala na cabeça do inimigo. O sucesso foi tanto que nem a Valve ficou de fora e constantemente lança missões de D.Eagle nas Operações com o nome de "Qué Ota".

Dicionário CS:GO: O glossário completo de termos e gírias

Aprenda as expressões mais utilizadas no FPS da Valve

esports-csgo

CS:GO: Nicks de pro players que viraram nome de posições no game

Vários brasileiros deixaram sua marca no shooter da Valve

esports-csgo

O significado por trás do nome dos times brasileiros de CS:GO

Descubra a inspiração para equipes como MIBR, FURIA, DETONA e mais

1
Nicolas Nascimento de Oliveira há 1 semana

Obrigado jairo pela notícia

Mais Reportagens

16:00 Jogadores e times que colocaram seus países no mapa dos esports
20:11 Da perda dos pais ao domínio no Brasil e ida ao NA: a ascensão de biguzera
12:49 CS:GO: Campeão mundial em 2018, Tarik vai para o banco da Evil Geniuses
11:51 Major de CS:GO: CBCS sediará dois eventos RMR da América do Sul
15:27 CS:GO: v$m poderá disputar Majors e RMRs após Valve mudar regras sobre banimento
15:47 FURIA vence MIBR, mas jogadores lamentam estreia contra brasileiros
15:10 FURIA elimina MIBR e avança na BLAST Premier Spring Showdown 2021
17:47 "Derrota decepcionante", diz EliGE após eliminação da Liquid
17:22 Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
16:23 Liquid perde para Dignitas e é eliminada da BLAST Showdown 2021

Recomendados

Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
Sete jogadoras para ficar de olho no cenário feminino de CS:GO e Valorant
Vsm pode ter uma carreira internacional no CS:GO?

Descubra guias

Quando a MIBR joga?
Agenda completa de quando o FalleN joga pela Team Liquid
Quando a FURIA joga?