Millenium / Artigos e reportagens de games / Counter-Strike: Global Offensive /

LG, Corinthians, Liquid e mais: As melhores equipes brasileiras nos esports

LG, Corinthians, Liquid e mais: As melhores equipes brasileiras nos esports
0

Estes times realmente fizeram história no Brasil e até no mundo

LG, Corinthians, Liquid e mais: As melhores equipes brasileiras nos esports

O Brasil sempre foi muito bem representado no mundo dos esports. De tempos em tempos novas equipes foram formadas e mais momentos incríveis ficaram marcados na história. Para relembrar nosso passado com orgulho, o Millenium reuniu algumas das melhores equipes brasileiras de todos os tempos - desde Counter-Strike: Global Offensive e League of Legends, até Free Fire, Rainbow Six: Siege e mais.

Made in Brazil (2006)

Cogu, KIKO, nak, ellllll e fnx. Foto: Reprodução/ESWC - Counter-Strike: Global Offensive
Cogu, KIKO, nak, ellllll e fnx. Foto: Reprodução/ESWC

Em uma época em que as lan houses eram lotadas e os corujões movimentavam a madrugada de muitos, a MiBR reuniu grandes jogadores e começou a mostrar o potencial brasileiro no Counter-Strike para o mundo inteiro.

A MiBR deu a largada para o sucesso brasileiro no CS e garantiu inúmeras conquistas internacionais, servindo de inspiração para muitas outras equipes que foram formadas posteriormente.

Diferentes line-ups passaram pela organização, porém o conjunto inicial que desbancou a grande Fnatic no primeiro título mundial na ESWC em 2006 era formado por:

  • Carlos "KIKO" Segal
  • Raphael "cogu" Camargo
  • Renato "nak" Nakano
  • Lincoln "fnx" Lau
  • Bruno "ellllll" Ono

Luminosity Gaming/SK Gaming (2016/2017)

Luminosity Gaming campeã da MLG Columbus Major 2016 | Foto:  MLG/Reprodução - Counter-Strike: Global Offensive
Luminosity Gaming campeã da MLG Columbus Major 2016 | Foto: MLG/Reprodução
SK Gaming campeã da ESL One Cologne 2016 (Major) | Foto: ESL/Reprodução - Counter-Strike: Global Offensive
SK Gaming campeã da ESL One Cologne 2016 (Major) | Foto: ESL/Reprodução

Na versão mais recente do CS, o CS:GO, o Brasil voltou a fazer história.

Desta vez liderados por Gabriel "FalleN" Toledo, a Luminosity Gaming garantiu mais um título mundial no FPS da Valve (o Major MLG Columbus 2016) e conquistou uma nação de torcedores, tornando-se a melhor equipe do mundo na época.

Após a conquista do Major, os brasileiros passaram a representar a SK Gaming e conquistaram mais um Major (ESL One Cologne 2016), além de outros diversas títulos extremamente importantes.

  • Gabriel "FalleN" Toledo
  • Fernando "fer" Alvarenga
  • Epitácio "TACO" de Melo
  • Lincoln "fnx" Lau
  • Marcelo "coldzera" David
  • Wilton "zews" Prado

INTZ (2015/2016)

Tockers, Jockster, Revolta, Mica0 e Yang. Foto: Reprodução/Riot Games - Counter-Strike: Global Offensive
Tockers, Jockster, Revolta, Mica0 e Yang. Foto: Reprodução/Riot Games

A INTZ foi tricampeã do Campeonato Brasileiros de League of Legends (LoL) e criou uma hegemonia por quase 2 anos no cenário nacional de LoL.

A line-up ficou conhecido como Exódia - referência ao personagem mais poderoso do jogo de cartas, Yu-Gi-Oh! - pela invencibilidade que perpetuou por anos e que foi perdida apenas em 2018, quando a composição foi novamente reunida e perdeu para o time da ProGaming.

Entretanto, a equipe não obteve bons resultados internacionais e fez história apenas em solo brasileiro.

  • Felipe "Yang" Zhao
  • Gabriel "Revolta" Henud
  • Gabriel "tockers" Claumann
  • Micael "micaO" Rodrigues
  • Luan "Jockster" Cardoso

BIG GODS (2016)

DEUS, Jschritte, Murizz, Typhex e Vieira. Foto: Reprodução/OGN - Counter-Strike: Global Offensive
DEUS, Jschritte, Murizz, Typhex e Vieira. Foto: Reprodução/OGN

A formação da Big Gods de Heroes of the Storm (HotS) é, sem sombra de dúvida, a equipe nacional mais vitoriosa no MOBA da Blizzard.

O time apresentou algumas variações em suas composições e também não conquistou nenhum resultado internacional, porém em toda sua história, a equipe nunca perdeu uma Copa América que disputou, sempre sendo considerada a melhor equipe latino-americana da modalidade.

  • Juan “Jschritte” Passos
  • Matheus “Typhex” Santos
  • Rodrigo “Vieira” Lopes
  • Murillo “murizz” Tuchtenhagen
  • Esteban “DEUS” Aspera/Roberto “betoxd” Alves

Black Dragons (2017)

DAANIMAL, wil, vianna1, mnds e rst. Foto: Reprodução/Z8 Games - Counter-Strike: Global Offensive
DAANIMAL, wil, vianna1, mnds e rst. Foto: Reprodução/Z8 Games

O CrossFire contou com uma hegemonia chinesa por cerca de 6 anos, enquanto as equipes brasileiras sempre deixaram a desejar nos campeonatos mundiais... Mas tudo tem seu fim.

A soberania da China terminou em 2017, quando a Black Dragons surpreendeu a todos no CrossFire Stars Invitational e conquistou o primeiro título mundial no FPS da Smilegate.

  • Daniel “DAANIMAL” Polidoro
  • Thadeu “vianna1” Vianna
  • Willian “wil” Bello
  • Rafael “mnds” Mendes
  • Lucas “rst” Franco

2kill Gaming (2016)

Koy, Jhow, foox, Jonn e fznnn. Foto: Reprodução/Ongame - Counter-Strike: Global Offensive
Koy, Jhow, foox, Jonn e fznnn. Foto: Reprodução/Ongame

O Point Blank nacional também teve seu momento de glória a nível mundial, mostrando o potencial brasileiro nos jogos de tiro em primeira pessoa.

A 2Kill Gaming venceu o Point Blank World Challenge 2016, onde desbancou os favoritos da Rússia e os habilidosos tailandeses para trazer mais um troféu para o Brasil.

  • Pedro “Koyoteeeeee” Pulig
  • Jonathan “Jhow” Glória
  • Michel “foox” Felype
  • Walney “Jonn” Reis
  • Fernando “fznnn” Cerqueira

paiN Gaming (2018)

Duster, hFn, KINGRD, tavo e Rayuur. Foto: Reprodução/EPICENTER - Counter-Strike: Global Offensive
Duster, hFn, KINGRD, tavo e Rayuur. Foto: Reprodução/EPICENTER

Dota 2 possui um dos maiores eventos de eSports do mundo: o The International. Mesmo com uma competição tão importante, o Brasil teve pouco sucesso no passado ao tentar se destacar no cenário internacional do game.

Essa realidade começou a mudar no final de 2017, quando a SG eSports garantiu um bom resultado no Major de Kiev. Desde então, os brasileiros estão conquistando cada vez mais espaço no Dotinha.

Com a volta da equipe da Pain Gaming no mercado nacional do MOBA da Valve, a equipe composta por KINGRD e companhia tem grandes chances de ser a próxima a fazer história nos eSports, já que em 2018 o cenário de Dota está recheado de Majors e campeonatos internacionais.

  • Willian “hFn” Medeiros
  • Gabriel “Rayuur” Pinheiro
  • Otavio “tavo” Gabriel
  • Danylo “KINGRD” Nascimento
  • Heitor “Duster” Pereira

Team Liquid (2018)

psk, Bullet, ZiG, nesk, sexy | Foto: ESL/Reprodução - Counter-Strike: Global Offensive
psk, Bullet, ZiG, nesk, sexy | Foto: ESL/Reprodução

A Team Liquid de Rainbow Six: Siege foi a única equipe brasileira do jogo a conquistar um grande título internacional. Isso aconteceu durante a ESL Pro League Season 7 finals, quando eles derrotaram a praticamente imbatível PENTA Esports por 2 a 1, de virada.

Até hoje o título não é esquecido pela comunidade, que sempre lembra com carinho. Não só pelo título de extrema importância, mas também pela narração de André "Meligeni" Leal que, espontaneamente e na emoção, soltou um "PENTA vai cagar!".

A line-up era formada por:

  • André "nesk" Oliveira
  • Leo "ZiG" Duarte
  • Thiago "xS3xyCake" Reis
  • José "Bullet1" Victor
  • Paulo "psk1" Augusto
  • André "Sensi" Kaneyasu (treinador)
  • Adenauer "Silence" Alvarenga (treinador)

Corinthians (2019)

Corinthians campeão de Free Fire | Foto: Garena/Reprodução - Counter-Strike: Global Offensive
Corinthians campeão de Free Fire | Foto: Garena/Reprodução

2019 foi o ano do Corinthians no Free Fire. Com uma multidão apaixonada torcendo a cada minuto, a equipe conquistou os dois títulos mais importantes do ano em uma das arenas do Parque Olímpico do Rio de Janeiro.

Em um final de semana o time paulista provou-se o melhor do Brasil e se consagrou campeão brasileiro. No outro foi a vez de enfrentar adversários do mundo todo e soltar o grito de campeão mundial.

A equipe era formada por:

  • Carlos “Fixa” César
  • Bruno “Nobru” Goes
  • Genildo “Japa” André
  • Douglas Pires
  • Samuel “Level Up 007” Lima

Dentre os conjuntos citados, existem pelo menos seis títulos mundiais em diferentes cenários. Todas são equipes que servem de inspiração para todos que torcem, amam e competem nos esportes eletrônicos atualmente... Mas e pra você, qual é sua line-up favorita dentre todas elas?

0

Mais Reportagens

16:00 Jogadores e times que colocaram seus países no mapa dos esports
20:11 Da perda dos pais ao domínio no Brasil e ida ao NA: a ascensão de biguzera
12:49 CS:GO: Campeão mundial em 2018, Tarik vai para o banco da Evil Geniuses
11:51 Major de CS:GO: CBCS sediará dois eventos RMR da América do Sul
15:27 CS:GO: v$m poderá disputar Majors e RMRs após Valve mudar regras sobre banimento
15:47 FURIA vence MIBR, mas jogadores lamentam estreia contra brasileiros
15:10 FURIA elimina MIBR e avança na BLAST Premier Spring Showdown 2021
17:47 "Derrota decepcionante", diz EliGE após eliminação da Liquid
17:22 Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
16:23 Liquid perde para Dignitas e é eliminada da BLAST Showdown 2021

Recomendados

Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
Sete jogadoras para ficar de olho no cenário feminino de CS:GO e Valorant
Vsm pode ter uma carreira internacional no CS:GO?

Descubra guias

Quando a MIBR joga?
Agenda completa de quando o FalleN joga pela Team Liquid
Quando a FURIA joga?