Millenium / Artigos e reportagens de games / Counter-Strike: Global Offensive /

CS:GO: Após perder para Nigma Galaxy, FURIA é vice-campeã da ESL Impact Season 1

CS:GO: Após perder para Nigma Galaxy, FURIA é vice-campeã da ESL Impact Season 1
0

A equipe feminina da FURIA, composta por kaah, OLGA, izaa, GaBi e Mari, é vice-campeã da 1ª Temporada da ESL Impact de CS:GO, faturando US$ 25 mil

Com a melhor campanha de uma equipe brasileira em torneios femininos internacionais de CS:GO, a FURIA é vice-campeã da 1ª Temporada da ESL Impact, realizada em Dallas, nos Estados Unidos. A equipe composta por olga, kaah, GaBi, izaa e Mari perdeu por 2 a 1 na final para a Nigma Galaxy, mas faturou US$ 25 mil de premiação pelo segundo lugar, aproximadamente R$ 119 mil. O torneio faz parte do #GGFORALL, circuito competitivo voltado para o cenário feminino de esports ao redor do mundo.

A jornada da FURIA na ESL Impact

O caminho da FURIA até a grande final da ESL Impact Season 1 começou com um convite direto para participar da divisão sul-americana da competição. A FURIA fez uma campanha invicta em seu próprio continente, na qual não perdeu nenhuma série, finalizando a Fase de Grupos com seis vitórias e nenhuma derrota, e os playoffs com mais uma vitória contra a Liberty Female, o que rendeu a vaga para a grande final em Dallas.

Já nos EUA, a FURIA garantiu o 2º lugar do Grupo B, conquistando seu espaço nos playoffs, fase na qual venceu a CLG Red, um dos mais famosos e vitoriosos times femininos de CS:GO, por 2 a 1. Na primeira partida as brasileiras perderam de 16 a 3 na Vertigo, mas se recuperaram vencendo a Mirage por 19 a 17, e finalmente venceram a série ao conquistar a Dust 2 por 16 a 2.

A grande final: FURIA x Nigma Galaxy Fe

Counter-Strike: Global Offensive

Mirage

Na Mirage, a FURIA começou a partida como TR, em um jogo no qual conseguiu vantagem inicial, vencendo o primeiro half por 9 a 6. No entanto, ela foi diminuída pela equipe da Nigma, que tornou a partida bastante acirrada. Quando o placar chegou em 12 a 10 contra as brasileiras, a FURIA soube controlar o jogo novamente até garantir seu 15º round. A Nigma tentou atrasar a vitória BR, mas olga, kaah, GaBi, izaa e Mari conseguiram vencer por 16 a 14.

Vertigo

Começando como CT, a FURIA começou na Vertigo com um pouco de dificuldade na primeira metade da partida, que foi finalizada em 11 a 4 a favor da Nigma. Sem impedimentos, a equipe europeia continuou avançando diante da FURIA e round a round conseguiu conquistar o jogo por 16 a 5.

Overpass

Na Overpass, a FURIA apresentou dificuldades novamente, principalmente por estar em seu sexto mapa seguido do dia, já que antes da final o time enfrentou a CLG Red, o que foi motivo de críticas por parte da comunidade. Sem conseguir se impor dentro de jogo, a FURIA esboçou uma boa reação, mas acabou perdendo por 16 a 7.

Counter-Strike: Global Offensive

Nova movimentação do cenário feminino de CS:GO

Após a pandemia de Covid-19 e uma grande movimentação no cenário feminino de Valorant, que contou com várias jogadoras de CS:GO migrando para o FPS da Riot Games, o cenário feminino internacional do FPS da Valve está voltando a ficar agitado, principalmente após o anúncio do #GGFORALL, circuito feminino, cujo principal torneio até o momento é a ESL Impact League.

No Brasil, muita gente acompanhou as finais desta primeira temporada do torneio. A transmissão feita por Gaules alcançou mais de 92 mil espectadores e no Twitter a torcida ficou orgulhosa e emocionada com a conquista da FURIA.

Vale lembrar que a equipe feminina da Black Dragons, organização cuja dona é uma mulher: Nicole "Cherrygumms" Merhy, também participou do torneio. O time foi eliminado ainda na Fase de Grupos, mas ainda assim deixou sua marca no torneio, garantindo resultados muito apertados contra grandes times internacionais.

esports-csgo

Line-up feminina da FURIA é convidada para ESL Impact Valencia 2022 de CS:GO

A equipe feminina da FURIA de CS:GO foi convidada para um torneio avulso da ESL Impact, circuito competitivo voltado para o cenário feminino mundial do jogo

Major no Brasil: Por que o Rio é uma escolha acertada para sediar o Mundial de CS:GO

Experiência em receber grandes eventos de grande porte e atratividade turística são pontos fortes da cidade. No quesito violência, Rio aparece na 18ª posição no ranking das 27 capitais com maiores taxas de homicídios por 100 mil habitantes

esports-csgo

Line-up feminina do MIBR se classifica para ESL Impact Valencia 2022 de CS:GO

Após vencer a Black Dragons, equipe feminina do MIBR de CS:GO se classificou para a ESL Impact Valencia 2022, torneio do qual a FURIA também participará

0
Beatriz Coutinho
Bia  - Repórter

Garota mágica formada em jornalismo que ama a sensação de assistir campeonatos e escrever sobre as histórias dos fãs de esports.

Mais Reportagens

10:58 IEM Cologne: 00 Nation atropela Astralis na estreia; Imperial, Pain e MIBR perdem
17:40 Guia IEM Cologne de CS:GO: Times participantes, tabela, horários dos jogos e mais
10:06 FURIA perde para Nigma e é vice-campeã da ESL Impact Valencia 2022 de CS:GO
16:20 Amassando dentro e fora do CS:GO: como Olga cresceu e se tornou a referência LGBTQIAP+ que não teve
15:42 ESL Impact Valencia: FURIA vence MIBR e CLG Red, avançando às semifinais
12:30 Fluxo quer entrar no CS:GO e mira contratações de Felps e WOOD7, diz site
10:30 00 Nation anuncia contratações de TACO, Dumau e Latto, trio ex-GODSENT
20:00 Quais são os periféricos usados pelo jogador fnx da Imperial Esports?
16:00 Gaules tem quinto maior pico de audiência da história da Twitch
17:57 Herdeiras da Tradição arrecadam mais de R$ 8 mil para Casa1, que acolhe a comunidade LGBTQIAP+

Recomendados

Os 7 maiores jogadores brasileiros de CS:GO (até agora)
Quais são as piores armas do CS:GO? Pro players opinam
"O time que eu estiver será o melhor" e outras frases marcantes da história do CS

Descubra guias

Guia IEM Cologne de CS:GO: Times participantes, tabela, horários dos jogos e mais
Comandos para treinar e como montar sua configuração no CS:GO
Todas as patentes e ranks do CS:GO