Millenium / Artigos e reportagens de games / Valorant /

Valorant: Riot trabalha em buffs para Phoenix e Cypher, confirmam desenvolvedores

Valorant: Riot trabalha em buffs para Phoenix e Cypher, confirmam desenvolvedores
0

Atualmente pouco utilizados no meta competitivo, personagens receberão melhorias para melhorar balanceamento de agentes do FPS tático da Riot

O balanceamento dos agentes de Valorant tem sido uma das principais preocupações da Riot desde o lançamento do jogo. Desde o rework que afetou drasticamente Jett até os buffs recentes de Yoru, a desenvolvedora tem trabalhado para equilibrar o FPS, e tudo indica que Phoenix e Cypher, que atualmente têm sido pouco utilizados no meta competitivo, deverão ser buffados em breve.

A respeito dos buffs em Phoenix, a informação foi revelada pelo produtor de personagens do jogo, John Goscicki, respondendo a questionamentos publicados no fórum oficial de Valorant no Reddit. Segundo o desenvolvedor, a Riot está atenta às demandas da comunidade, ao estado atual do duelista e que em breve os dois personagens receberão mudanças.

“De antemão, sim, estamos trabalhando em Phoenix. Mas ainda é muito cedo para falarmos sobre detalhes do que pode acontecer. Queremos aproveitar o tempo para explorar tudo entre ajustes de números. Infelizmente, ainda não temos algo concreto sobre isso, e queremos tempo para encontrar um lugar certo para Phoenix (no meta do jogo”, ressaltou.

Em outra pergunta do fórum, o designer de agentes de Valorant, Jay Watford, confirmou que Cypher deverá receber mudanças ao longo dos próximos meses, embora tenha evitado entrar em detalhes sobre as mudanças que serão feitas no personagem.

VCT 2023 terá ligas continentais

Se 2022 ainda terá mudanças em agentes do jogo, 2023 será um ano de grandes mudanças no cenário de esports de Valorant. Na semana passada, a Riot que deverá criar ligas continentais para o Valorant Champions Tour, com confrontos entre times da América, Europa + MENA (Oriente Médio e Norte da África) e Ásia.

Sob o novo formato de disputa, que terá detalhes revelados no futuro, os melhores times de cada bloco continental garantindo presença nos grandes campeonatos internacionais, como os Masters e o Valorant Champions, mundial da modalidade.

Na prática, a mudança colocará equipes brasileiras, como LOUD e NIP, enfrentando regularmente outros times da América Latina, como KRU e Leviatán, e da América do Norte, como OpTic e Sentinels. Ao que tudo indica, os deverão servir como seletivas para a liga continental.

Na Ásia, por exemplo, times da Coreia do Sul e do Japão competirão na mesma liga que os demais times da Ásia-Pacífico (APAC) em vez de disputarem seletivas dentro do próprio país por vagas em eventos internacionais.

"Ao longo de 2022, a Riot Games pretende realizar um processo de inscrição seletiva a fim de identificar as melhores parcerias de longo prazo, que ajudarão a transformar o VALORANT no melhor Esport de FPS do mundo. As equipes que atenderem aos critérios de seleção receberão apoio financeiro da Riot Games por meio de uma bolsa anual e a oportunidade exclusiva de colaborar com produtos e ações exclusivos no jogo. As equipes parceiras também poderão distribuir conteúdo de marca dos Esports, permitindo que os atuais 15 milhões de jogadores mensais do VALORANT mostrem sua torcida enquanto assistem e jogam.", disse a empresa em nota enviada à imprensa.

esports-valorant

LOUD coloca Brasil em alta após Valorant Masters, mas demais equipes também precisam evoluir

LOUD mostou altíssimo nível de jogo e ficou com vice-campeonato em Reykjavík, mas cenário brasileiro precisa que outros times também apresentem bons resultados

esports-valorant

Fnatic teve interesse em contratar Sacy para equipe de Valorant, revela Boaster

Durante stream com Tarik, capitão da Fnatic disse que interesse no brasileiro surgiu logo após ele deixar a Team Vikings, mas não revelou se houve conversas ou propostas por Sacy

esports-valorant

Riot revela grupos e calendário da segunda etapa do Valorant Challengers Brazil

Atual campeã brasileira e vice-campeã do Masters, LOUD caiu no mesmo grupo que FURIA, Gamelanders, Los Grandes e Stars Horizon. Grupo B terá NIP, Keyd, TBK, MIBR e Liberty

0
Gabriel SALES
Gabriel Sales

Jornalista apaixonado por games desde o jardim de infância e fã de quase todo tipo de RPG, especialmente os da série Chrono. Nos esports, shooters e jogos de luta são minhas maiores paixões, mas abraço qualquer jogo com uma cena competitiva pulsante.

Mais Reportagens

18:51 "Entendemos a pressão, mas é um processo difícil", diz Nobru sobre Fluxo no LoL e Valorant
19:37 Miras engraçadas de VALORANT com as quais você provavelmente não ganhará, mas se divertirá muito
15:09 LOUD anuncia saída do técnico Bzka, campeão mundial de Valorant pela organização
12:45 Los Grandes anuncia compra da Team One
11:30 Valorant: VCT BR Off Season é anunciado com 3 campeonatos no fim do ano
19:14 Recurso muito requisitado pela comunidade de VALORANT chegará ao jogo no próximo patch
14:17 Jogadores das franquias de VALORANT terão salário mínimo de US$ 50 mil anuais
10:00 CS:GO, Valorant, Free Fire e mais: Todas as vezes em que o Brasil foi campeão mundial nos esports
16:52 Team Liquid lança coleção temática da Marvel no Brasil
14:20 "Meu objetivo é criar uma dinastia, a era LOUD no Valorant", diz Sacy

Recomendados

Mudando de vida: como Free Fire e LoL trouxeram novas perspectivas para a favela
PogChamp, LUL, Kappa: O significado e origem dos memes dos esports

Descubra guias

4 jogos viciantes que os pro players usam para treinar
Tudo sobre elos e o sistema de partidas ranqueadas
Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro