Menu
Millenium / Artigos e reportagens de games /

Os pro players mais ricos e valiosos dos esports

Os pro players mais ricos e valiosos dos esports
0

Que os esports movimentam milhões de dólares todos os anos, já sabemos, mas quais são os jogadores mais valiosos e ricos deste mercado?

Os pro players mais ricos e valiosos dos esports

De acordo com a consultoria New Zoo, a receita do mercado de esports deve ultrapassar US$ 1,1 bilhão em 2020. Em um segmento com grandes campeonatos e premiações, as verdadeiras estrelas dos esportes eletrônicos são os pro players. São eles que acumulam fãs, deixam organizações famosas e ditam comportamentos na comunidade.

Cada cenário competitivo possui suas próprias estrelas e pensando nisso o MGG Brasil reúne nesta lista os nomes de alguns dos pro players mais ricos e valiosos dos esports ao redor do mundo.

Os mais premiados do mundo

Foto: Valve/Reprodução - Millenium
Foto: Valve/Reprodução

Apesar dos dados de salários e publicidade e propaganda de jogadores profissionais de esports não serem amplamente divulgados, quando se trata de quem recebeu as maiores premiações deste mercado, há um consenso sobre o cenário competitivo de Dota 2.

Todo ano, o The International, torneio mundial do MOBA, distribui premiações que quebram seus próprios recordes. Em 2020, mais de US$ 40 milhões foram arrecadados para a premiação do campeonato.

Em 2019, quem venceu o TI foi a organização OG, que na época, era composta pelos jogadores Anathan "ana" Pham, Topias Miikka "Topson" Taavitsainen, Sébastien "Ceb" Debs, Jesse "JerAx" Vainikka e Johan "N0tail" Sundstein.

Por conta da premiação de mais de US$ 34,3 milhões distribuída naquele ano do torneio, eles são os pro players que lideram a lista de jogadores que ganharam mais dinheiro com premiações do Esports Earnings. Confira abaixo o ranking entre eles:

Jogador

Total ganho com premiações

N0tail

US$ 6,964,322.80

JerAx

US$ 6,470,548.78

ana

US$ 6,000,411.96

Ceb

US$ 5,554,297.41

Topson

US$ 5,470,902.57

Faker, o garoto propaganda da Riot Games

Riot Games/Reprodução - Millenium
Riot Games/Reprodução

Lee "Faker" Sang-hyeok é tricampeão mundial de League of Legends. Jogando há sete anos pela mesma equipe, T1 (ex-SK Telecom T1), o pro player tornou-se uma lenda do cenário competitivo de LoL ao redor do mundo com suas habilidades e títulos.

Apesar dessa fama toda, o jogador não vence um Worlds desde 2016, mesmo que continue mostrando muita capacidade dentro de Summoner's Rift. Poucos têm a chance de não cair no esquecimento de uma comunidade mundial mesmo após anos sem conquistar títulos importantes e Faker é um deles.

Em 2020, mesmo após não se classificar para o Mundial, o jogador foi o personagem principal da animação da canção Take Over, música tema do campeonato oficial da Riot Games.

O salário de Faker também é um grande mistério há anos na indústria. Em 2018, o ex-pro player de StarCraft Hong "YellOw" Jin-ho afirmou que o jogador de LoL recebia aproximadamente US$ 5 milhões por ano para jogar profissionalmente.

Faker é um jogador tão valioso que já recebeu propostas como US$ 10 milhões para jogar em uma organização chinesa e até mesmo um cheque em branco de um time norte-americano, para que ele mesmo definisse seu salário. Ele negou ambas as propostas e permaneceu na T1.

Perkz, um import valioso no NA

Foto: Cloud9/Reprodução - Millenium
Foto: Cloud9/Reprodução

Com nada mais, nada menos, que oito títulos da liga europeia de League of Legends, Luka "Perkz" Perkovic é um dos jogadores mais famosos do mundo quando se trata do MOBA da Riot Games.

O croata de 22 anos foi vice-campeão mundial em 2019 jogando pela equipe europeia G2. Em 2020, chegou até a 3ª/4ª colocação do campeonato global, este que, ao menos por enquanto, foi seu último torneio representando a Europa.

Em novembro de 2020, Perkz foi anunciado como o novo jogador da rota do meio da Cloud9, organização norte-americana. A C9 fechou um contrato de três anos com o pro player, que deverá receber aproximadamente US$ 2,7 milhões anualmente.

No vídeo de anúncio do jogador, o dono da Cloud9, Jack Etienne, sugere que o valor da negociação, incluindo o salário e a compra do jogador, seria algo próximo de US$ 11,75 milhões.

SwordArt, o pro player mais bem pago da LCS

Foto: Riot Games/Reprodução - Millenium
Foto: Riot Games/Reprodução

Perkz receberá um ótimo salário com sua mudança para a Cloud9, mas ele ainda não conseguirá superar a contratação de Hu "SwordArt" Shuo-Chieh pela Team SoloMid.

O suporte vice-campeão mundial de 2020 pela Suning foi anunciado como o mais novo jogador da TSM em 26 de novembro deste ano.

Sua troca da Ásua pela América do Norte lhe renderá US$ 6 milhões nos próximos dois anos, tempo de contrato que assinou com a TSM. Este é o maior salário da história da LCS, a liga norte-americana de LoL.

O rei do Fortnite

Foto: Reprodução - Millenium
Foto: Reprodução

Embora Tyler "Ninja" Blevins já tenha participado de diversos campeonatos profissionais de Fortnite, atualmente ele pode ser considerado "apenas" um influenciador do jogo.

Ainda assim, é inegável que ele continua sendo um dos maiores - senão o maior - nome do Fortnite ao redor do mundo. O streamer de 29 anos começou sua carreira como jogador profissional de Halo 3, H1Z1 e PlayerUnknown's Battlegrounds, mas sua vida mudou quando ele passou a streamar Fortnite.

O sucesso de Ninja é tão grande que ele possui a própria skin no battle royale. Além disso, é o dono de diversas linhas de produtos que vão desde cuecas até livros.

Em agosto de 2019, a extinta plataforma de streaming Mixer teria pago ao influenciador entre US$ 20 milhões e US$ 30 milhões para que deixasse a Twitch e fizesse parte de sua equipe de streamers.

Em setembro deste ano, Ninja voltou à sua antiga plataforma com um contrato de exclusividade, cujos valores não foram revelados.

*Esta matéria é patrocinada pelo banco digital Digio.

NRG constrói castelo de US$ 10 milhões para atletas e criadores de conteúdo da organização

Espaço ocupa 20 mil m² no coração de Los Angeles e está disponível para visitas virtuais

0

Mais Reportagens

11:03 Servidor Avançado de Free Fire tem inscrições abertas
09:49 Free Fire x One Punch Man: Como ganhar o paraquedas temático de Saitama
22:00 Vikings vence Imperial e é campeã do Ultimasters AOC de Valorant
19:15 CBLOL 2021: "O LoL que ele mostra é diferente", diz Titan sobre técnico da RED
18:40 CBLOL 2021: "Nos treinos já vimos que não estávamos tão preparados", diz Tinowns sobre paiN
17:41 CBLOL 2021: "Meu trabalho é me manter no auge", diz RedBert sobre FLA
15:49 CBLOL 2021: "Esse time foi escolhido a dedo para ser o melhor do Brasil", diz Duds sobre LOUD
15:04 CBLOL 2021: "5 pessoas estão jogando individualmente, não temos um time", diz Maestro
14:27 Djoko é o novo coordenador da Peneira Preparando Campeões da CNB
13:45 Godsent vaza projeto de dead com TACO, felps e mais

Recomendados

Dezenas de casos de abuso sexual vêm à tona em dia histórico para os esports no Brasil
MGG Brasil realiza ação de lançamento e entrega headsets personalizados a influenciadores
Quem dá mais? A regulamentação das apostas no Brasil e seu impacto nos esports

Descubra guias

Conheça as melhores equipes para desenvolver no Modo Carreira de FIFA 21
Onde encontrar as oito placas de pedra em Espinha do Dragão, nova região de Genshin Impact