Millenium / Artigos e reportagens de games /

Bobby Kotick permanecerá à frente da Activision Blizzard se venda à Microsoft fracassar, diz site

Bobby Kotick permanecerá à frente da Activision Blizzard se venda à Microsoft fracassar, diz site
0

Segundo a Fox Business, executivo só teria chances de sair com a eventual aprovação da venda do estúdio à Microsoft, mas receberia cerca de US$ 15 milhões para deixar o cargo

Bobby Kotick permanecerá à frente da Activision Blizzard se venda à Microsoft fracassar, diz site

Um dos executivos mais controversos da indústria dos games, o CEO da Activision Blizzard, Bobby Kotick, deve continuar como chefe da desenvolvedora e publisher caso a venda da empresa para a Microsoft fracasse. Segundo fontes ouvidas pela Fox Business, a tendência é que o executivo seja realmente mantido no cargo caso o estúdio de jogos caso venda para a fabricante dos consoles Xbox não seja aprovada por órgãos reguladores.

Kotick já foi alvo de diversos protestos de funcionários da própria Activision Blizzard e acusado de manter na companhia um ambiente permissivo para abusos e assédios, além de ele próprio ser alvo de algumas das acusações. Ainda assim, o executivo foi, em junho de 2022, reeleito para o cargo de CEO pelo conselho acionistas da Activision Blizzard, com 91% dos votos.

Embora a venda da Activision Blizzard diminua, em tese, as chances de Bobby Kotick ser reconduzido ao cargo de CEO, o executivo é um dos principais entusiastas do negócio, tendo inclusive acusado a Autoridade de Competição e Mercado do Reino, a CMA, de não ter visão de mercado.

Embora a Microsoft ainda não tenha se pronunciado oficialmente sobre o que fará com Bobby Kotick caso a compra da Activision Blizzard seja concluída, o executivo é um dos principais acionistas da publisher, o que significa que ele próprio receberia uma grande quantia caso a venda da empresa por US$ 68,7 bilhões seja aprovada, provavelmente na casa das centenas de milhões de dólares, o que explicaria o interesse de Kotick na venda da companhia. Além disso, a Fox Business cita que Kotick receberia uma quantia de mais US$ 15 milhões para deixar o cargo de CEO caso a Microsoft compre mesmo o estúdio

Denúncias múltiplas de assédio e abuso na Activision Blizzard

No comando da Activision desde 1991, Kotick é considerado um dos grandes responsáveis pelo sucesso comercial e crescimento da empresa nas últimas décadas, ao mesmo tempo que é um dos executivos com pior imagem da indústria, justamente pela explosão de casos de abuso e assédio na Activision Blizzard, com ele próprio enfrentando acusações.

Entre os casos mais graves, Kotick teria feito vista grossa para um caso de estupro ocorrido no estúdio Sledgehammer, não levando as denúncias da funcionária ao conselho da empresa. Alguns meses após a denúncia, a Activision Blizzard teria firmado um acordo extrajudicial com a ex-funcionária.

Em 2019, após uma investigação interna, o RH da Activsion Blizzard recomendou à empresa a demissão de Dan Bunting, co-líder da Treyarch, um dos estúdios responsáveis pela franquia Call of Duty. Bunting teria assediado sexualmente uma funcionária em 2017 durante uma festa, mas Kotick interferiu diretamente no caso e Bunting foi mantido no cargo após receber "aconselhamento" a respeito do episódio.

Em 2020, 30 mulheres da divisão de esports da Activision Blizzard, responsável por competições como a Overwatch League e a Call of Duty League, enviaram um e-mail conjunto para chefes do departamento informando que haviam sido “submetidas a toques indesejados, comentários humilhantes, exclusão de reuniões importantes e de comentários não solicitados sobre a aparência delas”. De acordo com o Wall Street Journal, Kotick teve acesso ao conteúdo do e-mail, mas não tomou nenhuma atitude para apurar as denúncias e punir os responsáveis pelos casos de abuso sexual e assédio moral que teriam ocorrido.

Kotick já teria ameaçado assistente

Ainda de acordo com reportagem do Wall Street Journal publicada em novembro de 2021, destaca que o próprio Kotick tem um histórico de escândalos. Em 2006, o executivo teria ameaçado de morte uma assistente por meio de um correio de voz. Procurada pelo WSJ, a Activition Blizzard não negou a veracidade do episódio, mas disse que Bobby procurou esclarecer o ocorrido, dizendo que ele “rapidamente se desculpou pelo obviamente hiperbólico e impróprio correio de voz há 16 anos, e lamenta profundamente o exagero e o tom usado no áudio até hoje".

Em 2007, o executivo foi processado por uma comissária de bordo do jato particular utilizado por Kotick. A comissária disse ter sido demitida por Kotick após denunciar que havia sido assediada pelo piloto do jatinho. A assessoria de imprensa do executivo negou a informação, dizendo que a comissária nunca relatou o caso diretamente a Kotick e que, por isso, o executivo poderia ter sido demitida em decorrência da denúncia.

CEO da Activision Blizzard, Bobby Kotick sabia dos casos de assédio e abuso na empresa, diz jornal

Segundo reportagem do Wall Street Journal, executivo não repassou denúncias ao conselho da empresa

Em meio a escândalos, Bobby Kotick é reeleito diretor da Activision Blizzard por acionistas

Apontado como um dos principais responsáveis pelo ambiente abusivo dento da empresa, executivo foi mantido no cargo de CEO por conselho de acionistas com 91% dos votos

xbox
Reino Unido sugere que Call of Duty seja retirado do acordo entre Microsoft e Activision Blizzard

CMA, órgão regulador britânico, considera que inclusão de Call of Duty na compra da Activision Blizzard criaria desequilibrio no mercado dos games, dada a enorme popularidade da franquia

0
Gabriel SALES
Gabriel Sales

Jornalista apaixonado por games desde o jardim de infância e fã de quase todo tipo de RPG, especialmente os da série Chrono. Nos esports, shooters e jogos de luta são minhas maiores paixões, mas abraço qualquer jogo com uma cena competitiva pulsante.

Mais Reportagens

14:43 Esports World Cup anuncia parceria de três anos com Esports Awards
11:44 Ubisoft Foward 2024: Assassin's Creed Shadows, Star Wars Outlaws e remake de Prince of Persia: The Sands of Time! Confira tudo o que rolou na conferência
12:02 MMORPG League of Angels: Pact já está disponível no Brasil
18:38 O guia definitivo da Esports World Cup: de 3 de julho a 25 de agosto
18:15 Times brasileiros entram em programa de apoio financeiro da Esports World Cup; confira lista completa.
18:15 Esports World Cup 2024 terá Mobile Legends: Bang Bang, Counter-Strike 2, Dota 2, Honor of Kings e StarCraft II
18:14 Mobile Legends: Bang Bang, MOBA de sucesso nos celulares, é o primeiro título anunciado da Esports World Cup 2024
18:14 Esports World Cup terá primeira edição disputada Riad, em 2024
16:03 Esports World Cup terá premiação total marcante de US$ 60 milhões
12:23 Lançamento de Eternal Fury 3 Brasil traz eventos temáticos do BARÇA e recompensas gratuitas

Recomendados

Mudando de vida: como Free Fire e LoL trouxeram novas perspectivas para a favela
PogChamp, LUL, Kappa: O significado e origem dos memes dos esports

Descubra guias

Códigos de GTA San Andreas PC: Dinheiro infinito, armas, veículos e lista completa
Guia TFT: Melhores composições e sinergias do Conjunto 9.0 de Teamfight Tactics
Quais são os melhores personagens de Genshin Impact?