Millenium / Artigos e reportagens de games / Valorant /

Projeto Valkirias se torna organização de esports e terá line-ups de LoL, Valorant e PUBG

Projeto Valkirias se torna organização de esports e terá line-ups de LoL, Valorant e PUBG
0

Projeto Valkirias passa a ser uma organização de esports que terá line-ups de LoL, Valorant e PUBG, e que seguirá focando na formação de mulheres para o cenário competitivo

Projeto Valkirias se torna organização de esports e terá line-ups de LoL, Valorant e PUBG

Nesta quarta-feira (26), o Projeto Valkirias, conhecido por oferecer formação profissional para mulheres que desejam se tornar pro players, anunciou que deixa de ser uma iniciativa para se tornar uma organização. Em breve, o novo time anunciará line-ups de League of Legends, Valorant e PUBG Mobile.

"Nosso objetivo não mudou, ele só cresceu e vamos continuar a inserir de maneira efetiva mulheres no cenário de esports. Queremos criar um espaço digital seguro e confiável para as pessoas do cenário de esports e acima de tudo ser um clube ético e prestativo, que seja exemplo para a torcida e para toda a comunidade representando-a efetivamente", disse Pamela Mosquer, fundadora da equipe Valkirias e atual streamer do Flamengo Esports.

A direção das Valkirias será feita por Renata "itsvermelha" Almeida, que fará com que a organização esteja presente nos principais campeonatos de cada modalidade na qual a empresa estará envolvida.

De acordo com Felipe "Pig" Manhães, diretor comercial, o objetivo é fazer com que entre três e quatro anos, a Valkirias tenha como realizar uma aplicação por uma vaga no sistema de franquias do CBLOL.

Segundo Pig, o projeto de formar mulheres pro players em Valorant e LoL continuará sendo realizado. Além disso, a organização também oferecerá assessoria jurídica, atendimento psicológico e apoio para criação de conteúdo na internet para todas as suas alunas.

“É muito fácil para as organizações e para os jogadores dizerem que apoiam o cenário feminino quando eles querem fazer campanha de marketing, mas inserir as jogadoras no cenário não é do real interesse deles. É nítido isso. Você vê as pessoas se reunindo para conversar sobre filas ranqueadas e os problemas delas e nenhuma mulher é chamada para participar. Nós também jogamos esses jogso e nos importamos com o que acontece dentro deles!”, disse Pamela em entrevista ao MGG em 2019, quando lançou o Projeto Valkirias.

esports

A falácia de que "videogame é coisa de menino"

Conceito ainda permanece na cabeça de muitas pessoas no meio de jogos e esports

esports

Sim, nós jogamos: Mulheres contam sobre sua relação com videogames em documentário

Melany, Cherna, Marina, Victoria, Carol e Eliana são apaixonadas por games

PUBG Mobile e Projeto Valkirias criam torneio feminino com R$ 48 mil de premiação

Em parceria com o Projeto de Valkirias, PUBG Mobile terá um torneio feminino com R$ 48 mil de premiação

0

Mais Reportagens

12:17 Patch notes 3.0 de Valorant prometem fim do patinete, trazem novo agente KAY/O e mais
12:11 Mundial de Valorant será disputado em Los Angeles, diz site
09:27 LoL, Fortnite, Valorant e mais estão entre os games mais comentados no Twitter em 2021
13:42 Valorant: Gamelanders vence FURIA e é tricampeã da Copa Rakin
12:26 VCT Game Changers Series: Gamelanders Purple vence B4 Angels e é campeã do torneio
15:00 Jogador inclui nomes dos mapas de Valorant em seu discurso de formatura
13:00 Valorant: Jogador faz vídeos desmentindo ou comprovando mitos do jogo
10:00 Riot comemora 1 ano de Valorant dando spikes personalizadas para criadores
20:44 Hastad é banido da Copa Rakin após acusação de injúria racial e Slick é suspensa de futuras edições
19:57 Hastad é banido da Twitch após ser acusado de injúria racial

Recomendados

Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
Por que Valorant conquistou jogadores de diversas comunidades diferentes

Descubra guias

4 jogos viciantes que os pro players usam para treinar
Tudo sobre elos e o sistema de partidas ranqueadas
Como funciona o Passe de Batalha de Valorant