Millenium / Artigos e reportagens de games / Jogos de Luta /

Bandai Namco e NetherRealm rompem parceria com a WePlay Ultimate Fighting League

Bandai Namco e NetherRealm rompem parceria com a WePlay Ultimate Fighting League
0

Estúdios, que tiveram seus jogos na primeira temporada da WUFL, encerraram vínculo pouco após produtora de torneios fechar parceria com o site de apostas 1xBet

A Bandai Namco e a NetherRealm Studios, anunciaram nesta sexta-feira o rompimento da parceria com a WePlay Ultimate Fighting League, evento de jogos de luta realizado de forma presencial na Ucrânia e que teve sua primeira temporada disputada de 25 de março a 11 abril, com torneios de Mortal Kombat 11, da NRS, SoulCalibur VI e Tekken 7, ambos da Bandai Namco.

Em suas notas oficiais, as empresas não disseram o motivo para o fim da parceria, mas o vínculo com a produtora de torneios foi encerrado pouco após a WePLay fechar um contrato de patrocínio com o site de apostas 1xBet, acusado de envolvimento em apostas de competições e de promover um "cassino pornô" no site PornHub. A empresa também enfrenta acusações de peculato e envolvimento em atividades desconhecidas com empresas offshore.

Por conta dessas acusações, o 1xBet foi está proibido de atuar desde 2019 no Reino Unido, embora seja o patrocinador master do Campeonato Italiano de futebol e um patrocinadores do Barcelona, além de ser ter grande presença nos esports, patrocinando a ESL Pro Tour de CS:GO, StarCraft II e Warcraft III.

"A Bandai Namco Entertainment está constantemente se empenhando em entregar os melhores torneios e eventos de esports para atender nossos jogadores e fãs. Devido a diferenças de visão e posicionamentos profissionais, nós não iremos mais trabalhar com a WePlay como uma empresa parceira organizadora de eventos", disse a Bandai Namco em nota.

A NetherRealm Studios está constantemente se empenhando em abraçar os melhores torneios de esports para os nossos dedicados fãs e comunidade. Devido a diferenças de visão, nós não permitiremos mais que nossos jogos sejam utilizados em eventos de esports operados pela WePlay", frisou a NetherRealm em comunicado.

Em nota, a WePlay disse ter sido pega de surpresa com a decisão de NetherRealm e Bandai Namco em encerrar a parceria com a Ultimate Fighting League, mas ressaltou que continuará trabalhando na organização de eventos focados em jogos de luta no futuro. Vale ressaltar, contudo, que vários dos principais jogos de luta do mercado pertencem a esses dois estúdios. Além de Tekken, SoulCalibur e Mortal Kombat, títulos como DragonBall FighterZ e Injustice também são publicados por essas empresas.

"As notícias que recebemos hoje nos pegou de surpresa. Desde que a WUFL começou e também depois que o evento terminou, nós tentamos discutir futuras temporadas, ir atrás de um feedback, e conversar sobre a primeira temporada com a NRS e a Bandai, mas não tivemos resposta. Nossa visão e dedicação à FGC não mudaram, e continuaremos em busca de fazer incríveis eventos e conteúdos que a comunidade merece", pontuou a WePlay.

Na primeira temporada da Ultimate Fighting League, o torneio de Mortal Kombat 11 foi vencido por Dominique "SonicFox" McLean. No torneio de SoulCalibur VI, o americano Jonathan "Woahhzz" Vo ficou com o título. Já no campeonato de Tekken 7, o paquistanês Arslan "Arslan Ash" Siddique foi o grande campeão.

Associação brasileira processa Riot, Garena, Valve e outras empresas pela venda de loot boxes

A Associação Nacional dos Centros de Defesa da Criança e do Adolescente entrou com uma ação na justiça para proibir a venda de loot boxes por diversas desenvolvedoras e publishers

esports-csgo

Opinião: O cenário de CS:GO está se matando enquanto a Valve assiste de camarote

Migrações de jogadores para outros games, polêmicas como hacks e outra trapaças e até combinação de resultados têm se mostrado rotineiras

Riot Games manda fechar "servidor clássico" de LoL feito por fãs

Criado em 2016, projeto Chronoshift deixava jogadores acessarem uma versão "legado" do League of Legends de 2011

0
Gabriel SALES
Gabriel Sales

Jornalista apaixonado por games desde o jardim de infância e fã de quase todo tipo de RPG, especialmente os da série Chrono. Nos esports, shooters e jogos de luta são minhas maiores paixões, mas abraço qualquer jogo com uma cena competitiva pulsante.

Mais Reportagens

17:45 CEO 2022: Brasileiros FKang e Hicchan ficam no top 5 de KOF XV e BlazBlue Central Fiction
11:17 KOF XV: Time Awakened Orochi chega como DLC e traz novas versões de Yashiro, Shermie e Chris
10:00 Street Fighter 6: Todos os easter eggs revelados até agora
16:48 Street Fighter 6: Guile é oficialmente anunciado em trailer de gameplay
11:00 Política de aprovação de visto nos EUA prejudica eventos de esports realizados no país
19:59 Street Fighter 6 ganha trailer de gameplay; jogo terá modo aventura e chega em 2023
16:16 Projeto L "ainda não está próximo de ser lançado", conta Rioter
19:30 Mod coloca personagens de Elden Ring em Tekken 7
11:21 Presidente do COB diz que lutará contra videogames nas Olimpíadas
12:34 Jogadora de Mortal Kombat 11 é acusada de usar namorado e ex em torneios femininos online

Recomendados

Mudando de vida: como Free Fire e LoL trouxeram novas perspectivas para a favela
PogChamp, LUL, Kappa: O significado e origem dos memes dos esports
Conheça os jogos que foram sucessos ou fracassos na história dos games

Descubra guias

Mortal Kombat 11: Cinco dicas que transformarão todos em kampeões
Como treinar após escolher um personagem em Mortal Kombat 11