Millenium / Artigos e reportagens de games / League of Legends /

Riot Games manda fechar "servidor clássico" de LoL feito por fãs

Riot Games manda fechar "servidor clássico" de LoL feito por fãs
0

Criado em 2016, projeto Chronoshift deixava jogadores acessarem uma versão "legado" do League of Legends de 2011

A Riot Games ordenou a desativação de um servidor League of Legends criado por fãs. Batizado como Chronoshift, o server dava aos jogadores acesso a uma versão "legado" do LoL de 2011 de forma inteiramente gratuita. Essa edição era voltada para os fãs que desejassem acessar uma versão nostálgica do MOBA, e feita com base no código fonte que os desenvolvedores do projeto disseram estar disponível publicamente no Content Delivery Network (CDN) da Riot.

Após determinação da Riot de que os servidores de Chronoshift deveriam ser desligados, um dos desenvolvedores do projeto acusou o estúdio de extorsão para ter acesso ao código de programação da versão "legado" de LoL. A empresa, por sua vez, nega as acusações.

No dia 24 de abril, um usuário chamado "ChronoshiftDev" postou um texto no Reddit ressaltando que recebeu contato de um funcionário da equipe de segurança virtual da Riot. Na publicação, o desenvolvedor de Chronoshift anexou o print de um e-mail pela Riot, no qual um rioter chamado Zed solicitava uma conversa com criador da versão legado de LoL via Discord.

A conversa aconteceu entre o rioter e um usuário chamado Lord Lothendran, e Zed disse que a Riot "não estava feliz com o projeto" e preferia solucionar o imbróglio sem levar o caso à Justiça. Na sequência, Zed endureceu o tom da conversa e ameaçou processar a equipe de Chronoshift fossem entregues à Riot o site do jogo, o código-fonte do servidor e todas as “informações identificáveis” trocadas entre os desenvolvedores.

"Entregue o que estou pedindo e não vamos processar vocês. Recuse, e nós processamos. Não quero prolongar isso. Se acha que deve falar com um representante legal, você pode. Eu estou na equipe de segurança. Eu encontro pessoas e coisas. Não sou da equipe de advocacia e tenho pouco ou nada a ver com os processos legais em que a Riot esteja envolvida. Podemos chegar a um acordo para encerrar isso hoje ou podemos levar ao tribunal. Para ser honesto, eu não me importo de qualquer forma", disse Zed na mensagem.

O tom da mensagem de Zed despertou desconfiança dentro da própria comunidade. Alguns usuários duvidaram que um funcionário da Riot usaria um tom tão incisivo numa troca da mensagens, e que a conversa talvez tivesse sido forjada pela própria equipe da Chronoshift como justificativa para encerrar o projeto.

A veracidade das mensagens, no entanto, foi reconhecida pela Riot, que foi procurada pelo site PC Gamer após a publicação de ChronoshiftDev, mas se disse "desapontada" com o tom da conversa. O estúdio de League of Legends disse ainda ter mandado uma carta para a equipe de Chronoshift determinando o encerramento do projeto, alegando que o mesmo violava os termos legais Riot.

A companhia exigiu o desligamento definitivo do servidor, a exclusão de todas as postagens do Chronoshift nas redes sociais e a entrega de todo o conteúdo relacionado ao projeto, como clients e código-fonte. A equipe da versão nostálgica de LoL atendeu as demandas da Riot. Hoje, apenas o site do projeto está no ar com uma publicação de despedida aos fãs.

"Esse projeto sempre foi sobre a preservação das primeiras temporadas do jogo que não podem mais ser acessadas, uma cápsula do tempo para algo que já se foi e que as pessoas têm muito interesse até hoje. Em vez de conversar sobre o futuro e o interesse por esse tipo de projeto, eles tentaram se aproveitar do nosso trabalho de graça e nos processar judicialmente. Estamos extremamente desapontados com a forma como a Riot escolheu lidar com esta situação", diz um trecho da publicação.

Riot Games cria vagas de emprego voltadas para criação de filmes e séries de TV

A comunidade de fãs de League of Legends pode esperar por filmes e séries de TV sobre o universo de Runeterra nos próximos anos

Streamer de nível Radiante é banido ao vivo de Valorant pelo Riot Vanguard

Solista_TV chegou a figurar em 65º lugar na lista de melhores jogadores do servidor norte-americano do FPS da Riot Games

Projeto L: Novo gameplay do game de luta da Riot será revelado em 5 de maio

Transmissão mostrando mais detalhes do jogo acontecerá no canal oficial da Riot Games na Twitch

0
Gabriel SALES
Gabriel Sales

Jornalista apaixonado por games desde o jardim de infância e fã de quase todo tipo de RPG, especialmente os da série Chrono. Nos esports, shooters e jogos de luta são minhas maiores paixões, mas abraço qualquer jogo com uma cena competitiva pulsante.

Mais Reportagens

18:27 LoL: Riot anuncia as primeiras mudanças da 13ª temporada e promete revolução na selva
16:06 Fizz receberá atualização visual em todas as suas skills no LoL; veja como ficou em cada skin
14:31 Quem é bom no LoL tem QI mais alto? Pode parecer absurdo, mas cientistas dizem que sim
13:37 CBLOL 2022: Quais foram os campeões mais contestados no 2º split? Veja top 5 de maior presença
13:16 Riot revela o retorno mais temido pela comunidade: o Dragão Quimtec voltará ao LoL
12:00 Fluxo adquire vaga da Rensga no CBLOL para 2023, diz site
20:00 Formato, calendário e mais informações sobre os playoffs do CBLOL 2022
18:32 Tinowns tem o KDA mais alto do 2º split do CBLOL 2022, ao lado de outros meios e atiradores
16:51 Filho do campeão mundial de LoL Ambition se chamará Jarvan V
16:30 Ex-topo da INTZ no LoL, Tianci é banido do competitivo por manipulação de resultados

Recomendados

Guia do 2º split do CBLOL 2022: tabela, times, jogos, ingressos e mais informações
LoL: 4 vezes em que a Riot Games foi acusada de plágio
As maiores novidades do LoL: novas skins, campeões, reworks e mais

Descubra guias

Guardiãs Estelares 2022 no LoL: Tudo que você precisa saber sobre o evento
Tudo sobre o passe Guardiãs Estelares 2022 e suas missões no League of Legends
LoL: Qual é o personagem mais forte de acordo com a lore?