Millenium / Artigos e reportagens de games / Diablo Immortal /

Diablo Immortal: Vitaath chega ao jogo, mas com requisito quase impraticável para F2P

Diablo Immortal: Vitaath chega ao jogo, mas com requisito quase impraticável para F2P
0

A primeira adição de conteúdo chegou ao Infernicário - depois de Lassal você pode enfrentar um segundo chefe, mas o requerimento para combatê-la é dificilmente alcançável por quem não investiu dinheiro em equipamentos

O Códice vem provocando os jogadores de Diablo Immortal há semanas com uma missão de matar Vitaath, uma chefe que estava disponível no beta, mas não deu as caras no lançamento oficial. No entanto, conforme anunciado pela Blizzard, a cada mês um novo inimigo chega ao Infernicário e ela fez sua estreia em 1º de julho. O problema é que ela se provou uma grande decepção para jogadores, pois o requisito de Taxa de Combate para enfrentá-la neste ponto é quase impraticável para jogadores não pagantes, ou seja, F2P.

Um requerimento delirante para Vitaath

Derrotar a terceira versão de Lassal levou bastante tempo para os jogadores, com uma Taxa de Combate recomendada de 1640, o que estava longe de ser fácil de alcançar sem comprar Brasões Lendários. A progressão é ainda mais abrupta com este segundo chefe, já que sua primeira versão aconselha uma Taxa de Combate de 2000 aos jogadores. Sua segunda versão pede 2450 e a terceira exorbitantes 3465.

Diablo Immortal

Mesmo levando em conta o aumento dos níveis de Paragon no servidor e o fato de os jogadores começarem a chegar na dificuldade mais alta com equipamentos de maior qualidade, chegar perto de 2000 de Taxa de Combate ainda é difícil. No entanto, é possível matar o chefe com uma pontuação um pouco abaixo do requisito jogando bem. A segunda versão provavelmente pedirá que você jogue com vários jogadores pagantes (sejam aqueles que gastam muito ou os que gastam moderadamente) se você quiser matar Vitaath esta semana e nas próximas semanas.

O ponto chato é a terceira versão que traz um salto de mais de mil de uma vez, pedindo um total de 3465. A mensagem é bem clara neste caso: o desafio mais difícil é destinado aos jogadores que já investiram uma boa quantia no jogo, já que são necessárias muitas Gemas Lendárias de alta qualidade para chegar ao tal valor. Esse requisito pode ser interpretado como mais um incentivo para gastar quantias irracionais na loja, mas a realidade é que demorará vários meses até que jogadores F2P consigam chegar perto de tal pontuação, possivelmente anos, dada a velocidade agonizantemente lenta de conseguir Gemas Lendárias sem pagar.

jogos-mobile

Diablo Immortal: Personagem com atributos máximos pode custar mais de R$ 2,8 milhões

Conseguir todos os melhores upgrades do jogo pode custar uma verdadeira fortuna, e valor é até 5 vezes maior do que o previsto pela comunidade inicialmente

Rumo a um terceiro chefe do Infernicário reservado apenas para pagantes?

Se a Blizzard continuar nessa direção, pode significar que o terceiro chefe do Infernicário, desconhecido até o momento, que está programado para chegar em 1º de agosto, exigirá mais de 3465 de Taxa de Combate considerando apenas sua primeira versão. É possível também que a pontuação exigida seja muito menor e, portanto, mais acessível, e que as terceiras versões dos chefes do Infernicário sejam "reservadas" para os pagantes. Como o estúdio permanece em silêncio por enquanto, teremos que esperar para verificar essas hipóteses.

Mas se essa tendência continuar, os jogadores F2P terão que esperar muitos meses, até anos, antes de enfrentar os próximos chefes do Infernicário, já que a inflação da Taxa de Combate parece ser muito maior do que os jogadores são capazes de obter jogando normalmente.

jogos-mobile

Legado dos Horadrim: Tudo sobre o Sacrário de Iben Faad em Diablo Immortal

A área opcional possui um altar para equipar runas que dão diversos bônus para vários atributos. Veja tudo sobre o Legado dos Horadrim e como conseguir os receptáculos do Sacrário

jogos-mobile

Diablo Immortal: Apesar das críticas negativas, game fatura mais de US$ 1,6 milhão por dia

Sistema de microtransações e loot boxes do RPG de ação tem sido bombardeado por jogadores do mundo inteiro, mas faturamento da Blizzard com jogo é alto

0
Matheus de Lucca
Zelsh  - Editor-chefe

Jornalista atuando no cenário de games e esports desde 2015. Sempre escolhe a protagonista menina porque as roupas são mais bonitas.

Mais Reportagens

12:01 Jogador gasta mais de R$ 500 mil e "quebra" matchmaking de Diablo Immortal
18:00 Diablo Immortal se torna jogo com pior nota de usuários da história do Metacritic
15:06 Presidente da Blizzard defende microtransações de Diablo Immortal
11:59 Diablo Immortal recebe primeiro patch tremendamente decepcionante
18:03 Vitaath chega a Diablo Immortal, mas com requisito quase impraticável para F2P
14:00 Diablo Immortal: Apesar das críticas negativas, game fatura mais de US$ 1,6 milhão por dia
15:45 Diablo Immortal perde um de seus principais suportes de conteúdo por conta da monetização do jogo
12:07 Diablo Immortal: Personagem com atributos máximos pode custar mais de R$ 2,8 milhões
20:00 Legado dos Horadrim: Tudo sobre o Sacrário de Iben Faad em Diablo Immortal
17:00 Diablo Immortal: Lista de atividades diárias que você não pode deixar de fazer

Recomendados

Diablo Immortal: Data de lançamento, requisitos, gameplay... tudo o que você precisa saber

Descubra guias

Classes de Diablo Immortal: quais são elas e qual escolher?
Diablo Immortal é pay to win ou não? E quais são os limites para jogadores F2P?
A melhor build para Necromante em Diablo Immortal: guia com habilidades, gemas e mais