Millenium / Artigos e reportagens de games /

Cruzeiro anuncia retorno aos esports e terá times de CS:GO, Free Fire e Valorant

Cruzeiro anuncia retorno aos esports e terá times de CS:GO, Free Fire e Valorant
0

Após rompimento da parceria com a E-Flix, Raposa terá gestão própria nos esportes eletrônicos

Cruzeiro anuncia retorno aos esports e terá times de CS:GO, Free Fire e Valorant

O Cruzeiro anunciou oficialmente nesta sexta-feira (4) seu retorno aos esportes eletrônicos. Pouco mais de dois meses a E-Flix, empresa que hoje gere a Netshoes Miners, anunciar o rompimento do contrato com o clube mineiro para a disputa do CBLOL e da LBFF, a Raposa confirmou que passará ter uma gestão própria nos esports, e atuará, a principio, nos cenários de CS:GO, Free Fire, Valorant, FIFA e PES.

Durante entrevista coletiva para anunciar a volta do clube ao cenário competitivo, o diretor de Marketing e Inovação do Cruzeiro, Rodrigo Moreira, ressaltou que o clube fundará uma empresa própria para administrar a divisão de esports. Essa empresa contará com diversos sócios investindo no projeto, e até mesmo torcedores do clube poderão participar do modelo de negócio.

Embora esteja de volta ao competitivo em diversos jogos que contam hoje com um circuito aberto, no qual qualquer organização interessada pode disputar as principais competições se tiver bom desempenho esportivo, a equipe permanece de fora do League of Legends, que conta hoje com um sistema de franquias e, portanto, um circuito fechado. Ainda assim, Rodrigo Moreira frisou que o Cruzeiro entende ser o verdadeiro dono da vaga no CBLOL, e não a E-Flix, e indicou que o clube lutará na esfera jurídica para voltar ao CBLOL.

"É um interesse nosso relevante, mas existem alguns entraves internos e jurídicos que estamos discutindo, até porque entendemos que o Cruzeiro já conquistou vaga do CBLOL anteriormente, mas a gente vai tratar isso no foro adequado", comentou.

Para Rodrigo Moreira, a força do nome do Cruzeiro teve peso decisivo para que a E-Flix tenha conseguido entrar no sistema de franquias, uma vez que a Raposa é um dos maiores clubes do futebol brasileiro e também um dos de maior torcida, o que atrairia mais torcedores para o CBLOL. Ele, no entanto, reconheceu que o contrato do clube com a E-Flix era frágil, o que resultou no rompimento do mesmo e na saída do Cruzeiro do League of Legends, ao menos por ora.

"Nós nos envolvemos em todo o processo de aplicação para o CBLOL. Participamos eu e o presidente do clube, fiquei horas e horas na reunião convencendo o pessoal da Riot de que valia a pena aceitar o Cruzeiro como membro e fomos aceitos. Acredito que o poder da marca e a estrutura que apresentamos tenham feito sentido, mas a gente tinha um contrato frágil e ficou em um ponto difícil", avaliou.

Embora nenhum anúncio de lineup ou jogador tenha sido feito oficialmente, o Cruzeiro Esports disse que já voltará a competir na próxima segunda-feira (7). Ainda na coletiva, Rodrigo Moreira pontuou que mesmo nesses dois de dois meses de inatividade, os perfis oficiais da clube nos esportes eletrônicos continuaram crescendo.

"A intenção sempre foi retomar esse projeto de Esports dentro do clube. Agora ele volta com mais vigor, mais vibrante e inserido em algumas das principais modalidades praticadas no Brasil. A expectativa nas redes sociais sempre foi imensa e, hoje, mesmo sem atividades, nossos canais de Esports acumulam mais de 150 mil seguidores. Agora, essa comunidade tem tudo para voltar a crescer e levar o nome do Cruzeiro ainda mais longe."

Em comunicado oficial, o Cruzeiro Esports disse que irá finalizar o processo de contratação dos jogadores, já de olho nas competições do segundo semestre, e que tudo poderá ser acompanhado pelas redes sociais do clube.

personalidades

Nobru é anunciado como Head Criativo de Games das Casas Bahia

Jogador do Fluxo vai participar de todas as estratégias e decisões da rede varejista ligadas ao universo dos games

esports

Gaules foi o segundo streamer mais assistido do mundo na Twitch em maio

Com mais de 15 milhões de horas assistidas, o brasileiro Gaules foi o segundo streamer mais assistido do mundo na Twitch durante o mês de maio

esports

TSM vende direitos de nome por R$ 1 bilhão para empresa de criptomoedas

Acordo foi fechado com a empresa FTX, empresa de Hong Kong, e valor será pago ao longo de 10 anos

0

Mais Reportagens

13:33 Fallen é o quarto atleta de esports mais citado do mundo no Twitter em 2021
12:45 Novas skins Sentinela são reveladas para Diana, Irelia, Riven, Vayne e Olaf no LoL
12:17 Patch notes 3.0 de Valorant prometem fim do patinete, trazem novo agente KAY/O e mais
12:11 Mundial de Valorant será disputado em Los Angeles, diz site
10:36 Nova atualização da Temporada 7 de Fortnite traz evento Verão Cósmico
09:59 LoL: Site mostra playlist ideal para você jogar com seu main
09:27 LoL, Fortnite, Valorant e mais estão entre os games mais comentados no Twitter em 2021
19:52 BGS organiza campeonato brasileiro de KOF 2002: Unlimited Match
18:56 LOUD é a org de esports mais citada do mundo no Twitter em 2021
17:33 "Nosso early game não caiu, mas temos coisas para adaptar", diz Cariok sobre Pain

Recomendados

Conheça as maiores viradas da história dos esports
Afrogames e a luta coletiva de jovens negros por mais oportunidades nos games
Exposed nos esports: como denunciar e agir diante de casos de violência sexual

Descubra guias

Os maiores influenciadores de Free Fire, o battle royale da Garena