Millenium / Artigos e reportagens de games / Rainbow Six Siege /

Six Invitational: "Nós nunca tivemos medo de perder", diz Nesk, da Team Liquid

Six Invitational: "Nós nunca tivemos medo de perder", diz Nesk, da Team Liquid
0

Grande destaque da Cavalaria na vitória sobre a TSM, jogador enaltece capacidade de adaptação de sua equipe

Six Invitational:

A Team Liquid esteve a um round de ser derrotada pela TSM e ser eliminada do Six Invitational, mas teve a frieza necessária no empate em 7 a 7 no mapa Chalé, marcou o oitavo ponto para empatar a série e, na sequência, atropelou os americanos por 7 a 3 em Oregon. Situações como essa normalmente deixam as equipes que estão contra a parede receosas na hora de tomar decisões importantes, mas André "Nesk" Oliveira, grande destaque da Cavalaria com 49 eliminações, enaltece a segurança de seus companheiros no momento mais crítico da série.

Em entrevista ao MGG Brasil após a classificação para a final dos perdedores contra a MIBR, o experiente jogador, que há anos é considerados um dos melhores do mundo no FPS tático da Ubisoft, garante que em nenhum momento a Cavalaria teve medo de perder a série, e fala sobre as conversas com seus companheiros nos momentos mais críticos do jogo.

"Nós nunca pensamos na possibilidade de perder ou tivemos medo de perder. Nós percebemos os nossos erros no (mapa) Café, e mais uma vez foi a comunicação foi um problema, mas nós conseguimos resolver isso e encaminhar pro resultado final para o nosso lado e recuperar a nossa comunicação. O tempo todo eu tentei lembrar ao máximo a importância da comunicação, vibrar a cada round que a gente ganhava, gritar para eles entenderem que aquele era o nosso momento, que a gente nunca tinha chegado tão longe no Invi e que essa era nossa chance de continuar no torneio”, comenta.

E se após o empate na série a Liquid partiu para uma atuação dominante em Oregon, chegando a abrir 6 a 1 e conquistar cinco match points, o placar elástico na maior parte do tempo nunca foi, segundo Nesk, um fator que influenciou ele e seus companheiros de time. O jogador ressalta que a equipe só se deu conta da proximidade da vitória quando ela já estava praticamente garantida, com o time em ampla situação de vantagem no 10º round em Oregon.

“A gente tem uma coisa de meio que esquecer o placar. Procuramos apenas fazer o nosso e não dar brecha para eles voltarem para o jogo. A gente meio que esqueceu que estava no match point e só se deu conta quando só tinha um cara da TSM vivo. A gente tenta focar só no nosso jogo para não se desesperar nem se apressar para fechar o game de qualquer jeito, e tem a paciência de jogar da mesma forma que nos outros rounds, para fechar o jogo de forma tranquila e não dar brecha para eles voltarem. Todos os times daqui são muito fortes, e se dermos qualquer espaço, eles voltam, o que pode se tornar um perigo e até causar uma virada”, analisa.

Com o título do Six Invitational já garantido para o Brasil, uma vez que as três primeiras colocações serão de times do país (Ninjas in Pyjamas, MIBR e Team Liquis), Nesk frisa que ele e seus companheiros de time vão pensar primeiramente apenas no duelo com a MIBR na chave dos perdedores, e somente depois, em caso de vitória, no confronto com a NiP, que avançou pela chave dos vencedores e terá um mapa de vantagem na série MD5 decisiva do mundial de Rainbow Six.

“Em primeiro lugar, vamos pensar bem mais na MIBR, que é um time muito difícil. Nos jogos contra eles a gente sempre sofre, sempre é pegado, com margem mínima de erro, então vamos focar bastante neles, assistir aos jogos, assim como eles vão assistir aos nossos. A gente vai ter um tempinho para se preparar para a NiP, mas antes disso a nossa preocupação é somente a MIBR. São dois adversários muito duros, o nosso histórico contra eles é muito pau a pau e os caras jogam demais. É muito importante manter o foco o tempo todo, não se afetar com derrotas de round e, principalmente, não pensar em MIBR e NiP ao mesmo tempo. Tem que ser um passo por vez", crava.

O Six Invitational 2021 já é, independentemente do campeão, um momento histórico para o Brasil, que além de conquistar seu primeiro título, foi dominante nos confrontos contra as principais equipes da América do Norte e da Europa na fase de playoffs. Para Nesk, o país atingiu o seu pico de rendimento desde o lançamento de Rainbow Six, e acredita que essa evolução se deve pelo nível elevado de jogo em todo o cenário brasileiro, inclusive em divisões inferiores.

"“O cenário brasileiro chegou ao seu ápice. Agora podemos falar: não tem mais NA (América do Norte) ou Europa, o cenário mais forte do mundo é o nosso. Desbancamos todo mundo. O meta brasileiro evoluiu muito de 2020 para cá, desde que a NiP chegou à final do Invi do ano passado. Daquele dia em diante, o nosso meta virou outro, nós realmente ultrapassamos os outros cenários e viramos a região mais forte, porque além de a Série A ser muito disputada, a Série B também dá muito trabalho. A região ficou muito forte em questão de treinamento e meta, e temos muita variedade. Com a Série B evoluindo da forma que evoluiu, isso ajudou até a Série A em questão de preparação para campeonatos mundiais”, conclui.

"O que mais mudou foi a velha guarda saindo aos poucos", diz Reduct, da MIBR

Jogador considera que melhor desempenho do Brasil na história do Six Invitational se deve também à abertura para novos talentos

esports

"Nosso jogo não encaixou contra a Liquid", diz Ramalho, técnico da Faze Clan

Treinador admitiu superioridade da Cavalaria em duelo decisivo do Six Invitational

esports

Six Invitational: "Estamos com a mente mais blindada", diz Kamikaze, da NiP

Finalista do mundial de Rainbow Six, suporte falou sobre maior preparo emocional dos Ninjas para momentos de pressão

0
Gabriel SALES
Gabriel Sales

Jornalista apaixonado por games desde o jardim de infância e fã de quase todo tipo de RPG, especialmente os da série Chrono. Nos esports, shooters e jogos de luta são minhas maiores paixões, mas abraço qualquer jogo com uma cena competitiva pulsante.

Mais Reportagens

16:52 Team Liquid lança coleção temática da Marvel no Brasil
18:52 Rainbow Six: Brasileirão R6 não terá mais rebaixamento e aumenta rumores sobre franquias
14:44 Beta de Rainbow Six Mobile começa nesta segunda (12); saiba como participar
18:00 FaZe Clan é vice-campeã do Six Major Berlim após derrota para Rogue na final
18:47 FaZe Clan vence FURIA no Six Major Berlim e fará semifinal brasileira com W7M
09:50 W7M vence Elevate e encara FURIA ou FaZe na semifinal do Six Major Berlim
09:30 FaZe Clan e FURIA se enfrentam nos playoffs do Six Major Berlim; W7M encara Elevate
10:00 Six Major Berlim: FaZe Clan, W7M e FURIA avançam aos playoffs; NIP ainda luta por vaga
09:41 Six Major Berlim: FaZe, FURIA e W7M terminam 1º dia com 100% de aproveitamento
16:51 Six Major Berlim: guia com times participantes, classificação, grupos, horários e mais

Recomendados

Mudando de vida: como Free Fire e LoL trouxeram novas perspectivas para a favela
PogChamp, LUL, Kappa: O significado e origem dos memes dos esports
Conheça os jogos que foram sucessos ou fracassos na história dos games

Descubra guias

Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
Conheça os operadores mais banidos no competitivo de Rainbow Six
Dicionário Rainbow Six: O glossário completo de termos e gírias