Millenium / Artigos e reportagens de games / Counter-Strike: Global Offensive /

CS:GO: Apoka, guerri e mais técnicos são banidos de Majors pelo uso do bug do coach

CS:GO: Apoka, guerri e mais técnicos são banidos de Majors pelo uso do bug do coach
0

Punição ao técnico da MIBR tem duração permanente se for mantida, enquanto treinador da FURIA ficaria de fora por cinco edições. Profissionais podem recorrer da decisão

CS:GO: Apoka, guerri e mais técnicos são banidos de Majors pelo uso do bug do coach

Em uma série de decisões que pegou de surpresa a comunidade Counter-Strike: Global Offensive, a Valve aplicou uma série de novas sanções aos 37 técnicos punidos pela Esports Integrity Comission (ESIC) em 2020 pelo uso do bug do coach, e baniu vários treinadores dos Majors de CS:GO, incluindo Alessandro "Apoka" Marcucci, treinador da MIBR, e Nicholas "Guerri" Nogueira, da FURIA.

Apoka recebeu a pena máxima e nunca mais poderá exercer a função de treinador nos Majors, enquanto Guerri ficará de fora das próximas cinco edições dos mundial de CS:GO. Segundo a Valve, todos os profissionais punidos ainda poderão recorrer da decisão.

Além de Apoka e Guerri, outros cinco brasileiros foram punidos pela Valve. Entre os profissionais banidos para dos Majors, estão Bruno "Ell'" Ono, técnico da Pain Gaming, e Arthur "prd" Resende, da RED Canids. Ricardo "Dead" Sinigaglia, atual manager da GODSENT, foi suspenso pelos próximos três Majors, mas como não atua como técnico da organização, foi menos afetado pela decisão.

Completam a lista brasileiros punidos Henrique "rikz" Waku, treinador da DETONA Gaming, e Pedro "peu" Lopes, que no começo deste ano deixou o comando da RED Canids. Os dois profissionais foram os brasileiros que receberam as menores punições, e estão suspensos pelos próximos dois Majors.

Vale lembrar que Apoka teve sua pena original reduzida pela ESIC em 85%, e Guerri, em 60%. A organização entendeu que os técnicos colaboraram com as investigações e não agiram com dolo no caso do bug do coach.

Até o momento, porém, a Valve não esclareceu se as reduções aplicadas pela ESIC serão consideradas para uma possível redução de pena dos treinadores, nem se as mesmas porcentagens serão aplicadas. Se isso ocorrer, os dois profissionais poderiam ter suas penas reduzida para apenas um Major, enquanto Dead, que teve sua pena reduzida pela ESIC em 35%, ficaria suspenso por dois Majors em vez de três.

Critérios adotados para as punições

Tomando como base a quantidade de infrações identificadas pela ESIC quando a organização aplicou as punições aos técnicos pegos no bug do coach, a Valve estabeleceu seus próprios critérios para decidir o tempo de cada punição. Confira como a desenvolvedora de CS:GO definiu as pontuações para cada infração.

Frequência do uso do bug do coach

  • Três ou mais partidas: 3 pontos de demérito
  • Duas partidas: 2 pontos de demérito
  • Uma partida: 1 ponto de demérito

Duração do uso do bug do coach

  • 50 rodadas ou mais: 5 pontos de demérito
  • 20 rodadas ou mais: 3 pontos de demérito
  • 7 rodadas ou mais: 2 pontos de demérito
  • Menos de 7 rodadas: 1 ponto de demérito

Com base nesses critérios, a Valve estabeleceu a pena de cada treinador a partir da quantidade de pontos de demérito somados pelo uso do bug do coach, com a pena mais leve sendo a suspensão por uma edição do Major, e a mais pesada, o banimento definitivo do mundial de CS:GO.

  • Até 2 pontos de demérito: suspensão por 1 Major
  • 3 pontos de demérito: suspensão por 2 Majors
  • 4 pontos de demérito: suspensão por 3 Majors
  • 5 pontos de demérito: suspensão por 5 Majors
  • 6 ou mais pontos de demérito: banimento dos Majors

Entre todos os profissionais brasileiros, Apoka foi quem mais somou pontos de demérito, com oito ao todo. Já os treinadores Ell e prd somaram seis pontos de demérito, e por isso também acabaram banidos. Guerri, por sua vez, somou cinco pontos, e por essa razão ficará suspenso dos próximos cinco Majors, enquanto Dead, com quatro pontos, não poderá participar das três próximas edições do mundial de CS:GO como técnico, embora não exerça essa função hoje na GODSENT.

Caso as reduções de pena aplicadas pela ESIC se repitam com a Valve, Apoka teria, com a redução em 85%, 1.25 ponto de demérito, enquanto Guerri, com a queda de 60% da punição inicial, teria 2 pontos de demérito. Diante disso, os dois profissionais ficariam suspensos por apenas 1 Major. Já Dead, que teve sua pena reduzida pela ESIC em 35%, teria 2.6 pontos de demérito, e sua suspensão seria diminuída de 3 para 2 Majors.

Treinadores brasileiros que receberam as penas mais leves, Peu e Rikz somaram três pontos de demérito, e por isso foram suspensos pelos próximos dois Majors. Eles, no entanto, não tiveram qualquer tipo de redução de pena por parte da ESIC - a exemplo de Ell e prd, que estão banidos dos Majors. Por isso, ambos devem cumprir a pena completa.

Pontos dos RMRs resetados e treinadores fora de partidas online

Além das penas aplicadas aos 37 treinadores que de alguma forma utilizaram o bug do coach, a Valve também decidiu proibir a presença de todos os treinadores, punidos ou não, em partidas online de torneios da Valve, além de resetar os pontos do RMR (Regional Major Ranking), que conta pontos para os Majors de CS:GO.

Como forma de retaliação ao uso do bug do coach por quase 40 treinadores nos últimos anos em torneios online, a Valve decidiu que os técnicos e membros da organização não poderão estar presentes nos servidores durante as partidas online dos RMRs, o que significa que todos os times irão se enfrentar sem qualquer tipo de orientação externa durante os jogos.

Segundo a Valve, a decisão se dá pela facilidade com que os treinadores utilizaram o bug em partidas online e pelo tempo que o mesmo passou despercebido, gerando desequilíbrio dentro das competições.

esports-valorant

Banido pela Valve, Jamppi confirma migração do CS:GO para o Valorant

Jogador finlandês era impedido de jogar campeonatos como os Majors por conta de cheat usado aos 14 anos

esports-csgo

"Muitos vacilos que não podem rolar", diz guerri sobre derrota da FURIA para VP

O treinador da FURIA criticou a apresentação do time diante da Virtus.Pro, nesta terça-feira (26), pelo CS_Summit 7

esports-csgo

Yel faz ACE de AWP e salva round para MIBR diante da FaZe Clan

A jogada do brasileiro Yel aconteceu durante o CS_Summit 7 e nos deixou de queixo caído

0

Mais Reportagens

16:00 Jogadores e times que colocaram seus países no mapa dos esports
20:11 Da perda dos pais ao domínio no Brasil e ida ao NA: a ascensão de biguzera
12:49 CS:GO: Campeão mundial em 2018, Tarik vai para o banco da Evil Geniuses
11:51 Major de CS:GO: CBCS sediará dois eventos RMR da América do Sul
15:27 CS:GO: v$m poderá disputar Majors e RMRs após Valve mudar regras sobre banimento
15:47 FURIA vence MIBR, mas jogadores lamentam estreia contra brasileiros
15:10 FURIA elimina MIBR e avança na BLAST Premier Spring Showdown 2021
17:47 "Derrota decepcionante", diz EliGE após eliminação da Liquid
17:22 Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
16:23 Liquid perde para Dignitas e é eliminada da BLAST Showdown 2021

Recomendados

Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
Sete jogadoras para ficar de olho no cenário feminino de CS:GO e Valorant
Vsm pode ter uma carreira internacional no CS:GO?

Descubra guias

Quando a MIBR joga?
Agenda completa de quando o FalleN joga pela Team Liquid
Quando a FURIA joga?