Millenium / Artigos e reportagens de games / Rainbow Six Siege /

Six Invitational 2021: FURIA vence Estral na final do qualificatório LATAM e garante vaga no mundial

Six Invitational 2021: FURIA vence Estral na final do qualificatório LATAM e garante vaga no mundial
0

Em partida tensa, equipe brasileira contou com atuação heroica de Miracle nos momentos decisivos e será sexta representante do Brasil no maior campeonato do cenário de Rainbow Six

Six Invitational 2021: FURIA vence Estral na final do qualificatório LATAM e garante vaga no mundial

Foi com muito sofrimento, mas a FURIA garantiu o título do qualificatório LATAM do Six Invitational e a vaga no campeonato mundial de Rainbow Six Siege. Em uma partida que poderia ter terminado com vitória da Estral, do México, ainda no segundo mapa, Oregon, a equipe brasileira contou com uma atuação heroica de Luiz "Miracle" Abrantes nos momentos mais dramáticos e confirmou a sexta vaga do Brasil na competição mais importante do cenário de R6.

Após desperdiçar três map points e perder de 8 a 6 para a Estral no mapa Clubhouse, a FURIA precisou salvar três match points em Oregon, vencido por 8 a 7 pelos brasileiros, para forçar o terceiro e decisivo confronto.

Em Parque Temático, a FURIA chegou ao 6 a 3 e novamente teve três match points a seu favor, mas viu a Estral diminuir para 6 a 4 e quase garantir o quinto ponto. Miracle, no entanto, impediu o plant do desativador no último segundo e garantiu a vitória por 7 a 4 e o título das Panteras, que agora se juntam a Ninjas in Pyjamas, Team Liquid, Team One, Faze Clan e MIBR como representantes do Brasil no mundial de Rainbow Six, que acontece em fevereiro, na Europa.

A INTZ, que também representou o Brasil no qualificatório LATAM, acabou caindo na semifinal da competição para a Estral e adiou o sonho de disputar seu primeiro Six Invitational.

Confira, a seguir, tudo que rolou na partida.

Mapa 1: Clubhouse

A FURIA começou o duelo no lado atacante, e encarou uma Estral muito mais forte do que a equipe derrotada por 7 a 0 no mesmo mapa na fase de grupos. Com as duas equipes se alternando nas vitórias, brasileiros e mexicanos terminaram a primeira metade empatadas em 3 a 3, com pequenos momentos de domínio para os dois lados.

Na defesa, a FURIA teve o um começo dominante no sétimo round e fez bom uso da vantagem de dois homens na maior parte da rodada para abrir 4 a 3, com uma kill decisiva de Gabriel "Highs" Pacheco nos segundos finais. Na sequência, Daniel "Novys" Novy conseguiu três eliminações fundamentais para os brasileiros chegarem ao 5 e 3 e, pela primeira vez no jogo, abrirem dois pontos de vantagem.

A FURIA chegou ao sexto ponto com mais uma rodada extremamente sólida na defesa. No fim da rodada, a Estral tentou uma rushar o bomb site para plantar o desativador, mas Highs e Novys garantiram as kills que deram o 6 a 3 e map point para o time brasileiro. Na sequência, os mexicanos conseguiram pela primeira vez uma rodada dominante no ataque e diminuiu para 6 a 4.

Já nos primeiros 30 segundos do 11º round, a Estral conseguiu duas eliminações de vantagem, dominou a rodada e encostou no placar. Na sequência, a equipe mexicana mais uma vez levou a melhor nas trocações em momentos decisivos, e Arturo "XigmaZ" Vizcarra garantiu o 6 a 6, forçando a prorrogação.

A virada da Estral veio em mais um ataque eficiente da Estral. Após Novys ser eliminado numa tentativa equivocada de rush, a equipe mexicana assumiu o controle do mapa e chegou ao 7 a 6. A vitória veio na rodada seguinte, com a Estral revertendo um 2 x 3 em grande atuação de Christopher "SkMZy" Espinosa, que garantiu três abates para sua equipe.

Mapa 2: Oregon

A FURIA começou jogando na defesa e abriu o placar após um desempenho dominante contra a Estral. Após uma triple kill de LENDA, os brasileiros abriram 2 a 0 em mais uma rodada tranquila. Os mexicanos responderam logo em seguida, marcando seu primeiro ponto numa rodada sem sofrer baixas. As Panteras chegaram ao 3 a 1 ai impedirem um plant de desativador da Estral no último segundo.

A equipe mexicana diminuiu para 3 a 2, mas o capitão da FURIA, Thiago "LENDA" Torres, emplacou um quadra kill e garantiu o 4 a 2 para os brasileiros antes da troca de lados.

Na sétima rodada, a Estral adotou uma postura agressiva mesmo atuando na defesa e encostou novamente no placar. Em seguida, o time mexicano encaixou mais um round impecável na defesa e empatou o jogo, e aproveitou o embalo para chegar ao 5 a 4 no nono round.

Com total controle da partida desde que foi para a defesa, a Estral mais uma vez anulou a investida da FURIA e chegou ao duplo match point eliminando os jogadores brasileiros um a um e sofrendo apenas uma baixa. Em grande round de Luiz "Miracle" Abrantes, a equipe brasileira finalmente interrompeu a série de vitórias dos rivais diminuiu a desvantagem para 6 a 5. Fazendo jus ao próprio apelido, Miracle salvou a FURIA num round que parecia perdido e garantiu o 6 a 6, o overtime e a sobrevida de sua equipe na decisão.

A primeira rodada da prorrogação acabou com vitória da Estral após SkMzY garantir o clutch contra LENDA nos segundos finais. No 14º round, após uma série de refrags de parte a parte, foi a vez de LENDA garantir o clutch no 1 x 1 e forçar a rodada decisiva.

No round que poderia dar o título para a Estral ou a sobrevida da FURIA no qualificatório, Miracle mais uma vez chamou a responsabilidade quando a equipe mexicana estava em vantagem e garantiu a vitória que forçou o terceiro e decisivo mapa.

Mapa 3: Parque Temático

A FURIA começou no lado atacante e aproveitou o embalo da vitória emocionante em Oregon para pressionar a Estral. Com boas participações de LENDA e Miracle, o time brasileiro abriu o placar em Parque Temático. Na sequência, as Panteras garantiram o plant do desativador, mas a Estral conseguiu o retake sem dificuldades e empatou a partida. A virada mexicana veio logo em seguida com grande atuação de XigmaZ.

A resposta da FURIA veio na quarta rodada com um desempenho. Sem sofrer baixas, as Panteras eliminaram todos os jogadores mexicanos e chegaram ao 2 a 2. No quinto round, o time brasileiro reverteu um 3 x 5 para tomar a dianteira do placar pela primeira vez em Parque Temático. Antes da troca de lados, Novys e companhia emplacaram um round perfeito e abriram 4 a 2.

Após um começo desfavorável na defesa, a FURIA fez uma defesa impecável de seu bomb site com Miracle e Highs, chegando ao 5 a 2 e se aproximando da vaga no Six Invitational. A Estral respondeu logo em seguida, com uma rodada eficiente no ataque, e diminuiu a desvantagem para 5 a 3.

O match point da FURIA veio após a equipe brasileira superar uma desvantagem de 4 x 5 e conseguir abates em sequência com Bersa, LENDA e Highs. Na sequência, a Estral encaixou um round no ataque e diminuiu para 6 a 4.

O round que garantiu o título da FURIA foi garantido por Miracle num 1 x 2. Com uma tentativa plant do desativador da Estral no último segundo, o herói da partida conseguiu a kill decisiva nos últimos instantes e fechou a partida em 7 a 4 para o time brasileiro.

Sem surpresa, Miracle acabou como maior destaque individual da final, com 42 kills, rating de 1.51, taxa de sobrevivência em 40% dos rounds, média de 1.05 kills por rodada, seis eliminações de abertura e múltiplas eliminações em 13 rodadas.

Do lado da Estral, XigmaZ terminou como grande estrela do time na final, com 37 kills, rating de 1.21, média de 0,93 abates por rodada, cinco eliminações de abertura e 13 multikills.

esports

Alternância de campeões no cenário brasileiro de Rainbow Six mostra força da região

Conquistas de NiP e Liquid nos Six Majors regionais e da MIBR no Brasileirão reforçam que país chegará como forte postulante ao título do Six Invitational 2021

esports

Rainbow Six: Campeãs do Circuito Feminino, jogadoras da Fury almejam disputar Brasileirão no futuro

Em entrevista ao MGG, Bev, Dii, GaB, Pessima, PinkSouls e yElektra falam sobre evolução da equipe em 2020, importância de psicólogo e cobram maior apoio ao cenário feminino em premiações

esports

Retrospectiva do R6 em 2020: NiP vice-campeã mundial, Majors regionais e MIBR campeã do BR6

Em temporada atrapalhada por pandemia, Brasil chegou perto de conquistar seu primeiro título mundial e teve alternância de campeões em torneios locais

0

Mais Reportagens

12:44 Brasileirão Rainbow Six recomeça com status de melhor liga do mundo
01:13 Rainbow Six: Paluh, da Team Liquid, é eleito o melhor jogador do mundo
18:56 Rainbow Six: Black Dragons é campeã da terceira etapa do Circuito Feminino
17:47 O setup dos sonhos dos pro players de CS:GO, Valorant, R6 e Fortnite
12:02 Rainbow Six: Alem4o, da Team One, conquista o prêmio de Revelação do Ano
17:49 Rainbow Six: Circuito Feminino chega à terceira etapa com cinco equipes na briga pelo título
13:44 TSM vende direitos de nome por R$ 1 bilhão para empresa de criptomoedas
15:12 Six Invitational 2021: Equipes brasileiras somaram mais de R$ 10 milhões em premiação
20:00 Six Invitational: "Nosso time sempre cresce muito na lan", diz Pino, da NiP
16:25 Six Invitational: NiP vence Team Liquid e é campeã mundial de Rainbow Six

Recomendados

Conheça as maiores viradas da história dos esports
Afrogames e a luta coletiva de jovens negros por mais oportunidades nos games
Exposed nos esports: como denunciar e agir diante de casos de violência sexual

Descubra guias

Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
Brasileirão Rainbow Six 2020: Tabela, calendário, horário e mais sobre o BR6
Conheça os operadores mais banidos no competitivo de Rainbow Six