Millenium / Artigos e reportagens de games / Teamfight Tactics /

TFT: Torneio feminino arrecada mais de R$ 2 mil de premiação graças à comunidade

TFT: Torneio feminino arrecada mais de R$ 2 mil de premiação graças à comunidade
0

Campeonato feminino de TFT contará com a participação de 64 mulheres neste sábado (5) e domingo (6)

TFT: Torneio feminino arrecada mais de R$ 2 mil de premiação graças à comunidade

Neste sábado e domingo (5 e 6), às 15h, acontece o Power Camp, torneio feminino de Teamfight Tactics que contou com a ajuda da comunidade para arrecadar mais de R$ 2 mil de premiação para as participantes da disputa.

Organizado por quatro mulheres, Nathalia "nmiolo" Miolo, Carol "CFerreguetti" Ferreguetti, Milena "MissSherlockH" Rezende e Alice "Peixinhahh" Rodrigues, o torneio também oferecerá à grande campeã da competição uma bolsa de estudos de inglês por um mês.

TFT para mulheres: O início de um sonho

De acordo com Milena, a ideia de organizar um torneio de TFT voltado para mulheres surgiu no chat de uma transmissão ao vivo de Lucas "Slooper", terceiro colocado no Mundial de TFT realizado em setembro.

"As mulheres estão presentes por toda Twitch e vemos que uma grande parte se sente confortável para usar nicks femininos e também seus próprios nomes. Mas é perceptível que quando chegamos nos torneios, o nome número de mulheres cai, além do competitivo ser dominado por homens. A ideia surgiu durante a stream do Slooper, no chat dele, quando de repente propus a jogadora Viic que fosse realizado um torneio feminino e perguntei se ela participaria. Não só ela, como outras meninas presentes naquele momento, se sentirem animadas em levar a ideia a diante", explica Milena.

De acordo com ela, o cenário competitivo de TFT no Brasil "ainda tem muito o que avançar". Além da falta de torneios oficiais, o jogo ainda não tem um modo espectador para que transmissões melhores possam ser realizadas. Por conta disso, a comunidade vem se mostrando cada vez mais forte na hora de organizar iniciativas competitivas.

"A cena feminina se mostrou gigante quando descobrimos mais de 64 mulheres interessadas no nosso torneio, e nos mostrou que a nossa união vem desse desejo enorme de cada uma, de mostrar que também somos potência no jogo", diz Milena.

Carol completa a fala de sua colega, afirmando que o torneio pode ser um pontapé inicial na vida das 64 mulheres inscritas e de todas que assistirão o campeonato.

"Muitas meninas falaram que tinham medo ou não se sentiam confortáveis em campeonatos e agora com o Power Camp elas finalmente vão ter sua primeira experiência competitiva! Então por mais que nossa comunidade seja extremamente unida, ainda existe muita mina incrível pra agregar e é exatamente isso que nós queremos",

Foto: Riot Games/Reprodução - Teamfight Tactics
Foto: Riot Games/Reprodução

Deu tudo certo

Com a ideia do campeonato pronta, as organizadoras do evento decidiram contar com a ajuda da comunidade para garantir premiação para o torneio.

"Desde o início pensávamos em realizar a arrecadação para a premiação. Já tivemos alguns campeonatos assim no cenário e que deram certo, mas acredito que nenhuma de nós esperava chegar numa quantia tão legal e em tão pouco tempo!", contou Alice.

Até o momento, foram arrecadados mais de R$ 2 mil reais para a premiação da disputa, que graças a um patrocínio oferecido por um jogador que faz parte da comunidade de TFT, contará também com uma bolsa de estudos de inglês por 30 dias.

O torneio está aceitando doações para a premiação até 4 de dezembro às 23h59. Para saber como doar, acesse o canal #doações do servidor Equipe Rubi no Discord.

Para Nathalia, tudo o que envolve o torneio até o momento ressalta como a comunidade de TFT é unida. "Nos altos e baixos estamos sempre nos apoiando, principalmente em iniciativas que são tomadas para agregar ou melhorar o cenário como um todo. Sempre apoiamos e ajudamos novos jogadores, novos streamers e torneios feitos pela comunidade, como esse e é muito bom saber que podemos um contar com os outros".

Segundo Carol, as jogadoras estão muito animadas pelo torneio. "Criamos salas de interação no Discord do torneio para que elas pudesse conversar entre si, jogar juntas, compartilhar suas streams e digamos que essas salas estão bem movimentadas. Vira e mexe recebemos mensagens de meninas falando que estão ansiosas pelo torneio e não vêem a hora do dia chegar! Estamos muito felizes com a reação delas e de ver que estão se ajudando".

Segundo Milena, "a meta é alcançar mais meninas e motivá-las para que o próximo [torneio] seja ainda maior", portanto, jogadoras de TFT podem esperar por mais torneios e mais vagas para estas disputas.

O Power Camp pode ser assistido no canal de Slooper na Twitch:

Conheça as organizadoras

Nathalia ‘nmiolo’ Miolo

Tenho 24 anos e estou no cenário de TFT há mais de um ano e acredito que ao mesmo tempo no cenário feminino, pois sempre estou incentivando meninas a competirem, inclusive a Carol e a Milena começaram a jogar torneios por eu conversar com elas sobre isso. Apesar disso, estou inserida no cenário gamer desde os dois anos de idade e já passei por diversas comunidades de jogos online e single player, inserida também no cenário feminino dessas comunidades. No cenário competitivo, atualmente, eu sou STAFF de TFT pela BlakeGames - plataforma de torneios para o público BR, NA, EUW e TR, responsável pelos torneios mais bem premiados de TFT do Brasil (mais que as próprias qualificatórias da Riot). Também, sou dona da Equipe Rubi - Torneios e Treinamento, que é uma equipe especializada em realizar torneios de TFT para Organizações, Streamers e Criadores de Conteúdo. Nas horas vagas, eu faço streams de TFT, conversa e divulgações na Twitch. Também responsável por toda a comunicação da BlakeGames, BlakeTrader e Blake eSports. Fora do cenário de TFT, sou Publicitária, Especialista em Mídias Digitais Sociais e tenho uma Agência de Publicidade Digital chamada Gatto Publicità. Sou nomeada como “rainha do TFT” pela comunidade.

Twitter | Twitch

Carol ‘CFerreguetti’ Ferreguetti

Tenho 23 anos e me considero recente no mundo gamer. Entrei nesse universo por influência do meu noivo que joga League of Legends desde sempre e do meu time do coração, Flamengo, ter ingressado no cenário de esports. Comecei assistindo streams de LoL e aos poucos ganhando confiança para jogar. Então veio o TFT e o jogo me prendeu, comecei a me desafiar, querendo me aprofundar cada vez mais, tendo chegado ao Mestre. Assisto muitas lives e foi na live do Zadust que fui acolhida pela comunidade e conheci pessoas incríveis, como a Nath, Milena e a Alice. Me aventurei em outros jogos, como Valorant, mas nenhum que me atraísse tanto quanto o TFT. Por meio da Nath, fui convidada a participar da organização de campeonatos, como o qualify do Pro Legends da Gamers Club, e hoje sou Staff da Equipe Rubi - Torneios e Treinamento, estando desde o ínicio da organização. Recentemente, moderei a Sloocopa, do jogador Slooper para subscribers. Participo também, como jogadora de alguns campeonatos, entretanto, moderar é de longe minha paixão. Por fora (mas nem tanto) do mundo gamer, sou estudante de Arquitetura e Urbanismo pela UFRJ e pretendo relacionar minha área com os jogos. Também possuo o título de “mod fofa”, título este concedido pelos jogadores dos campeonatos que moderei.

Twitter

Milena ‘MissSherlockH’ Rezende

Tenho 25 anos e sou mãe de um neném de quase 3 meses. Minha história com o TFT começou quando após o início da pandemia, com a gravidez e o isolamento, fui apresentada ao jogo e logo de cara me apaixonei. Fui conhecendo os streamers aos poucos e a comunidade do Zadust me acolheu desde o início, onde conheci a Peixinhahh, Carol e a Nath, que me incentivou a participar dos torneios e acreditou muito no meu potencial. Minha vontade desde o início é ser streamer, e com isso, tive a oportunidade de ter meu primeiro contato com o Slooper, por conta do EAD que ele faz para os subs do seu canal. Era uma ótima oportunidade para aprender mais sobre o jogo e acabei ganhando um parceiro para minha vida, sendo hoje meu noivo. Tive meu primeiro contato com a equipe Rubi no torneio Os Renegados, um torneio gratuito para a comunidade, e a Nath me convidou para continuar fazendo parte da sua equipe de organização de torneios. Fora do eSports, sou DJ, produtora cultural pela La Guapa Produções, da qual sou dona, e tenho uma loja virtual chamada FASHIONTULI.

Twitter | Instagram

Alice ‘Peixinhahh’ Rodrigues

Tenho 29 anos e sou “pc gamer” desde 2002, comecei com Tibia e me encantei pelo mundo dos jogos online, antes disso já era viciada no meu Mega Drive desde criancinha. Jogando LoL desde 2014, amando o jogo mas detestando os “rager’s”, vi no TFT uma comunidade mais amigável e logo me apaixonei pelo cenário. No começo do ano entrei na peneira do time “High Rollers”, infelizmente não tinha tempo hábil (muito trabalho pré-evento) e não consegui uma das vagas. Quando começou a pandemia, recebi o convite para ser Staff do time, onde passei/obtive muitos conhecimentos e experiências. Foi lá que trabalhei na realização do primeiro campeonato com base na leader, conheci a “Nmiolo” e até fui chamada de “Ban Hammer” do “Big Legends”. Depois disso, ela me chamou para participar da organização de uma das classificatórias brasileiras de TFT e, logo após, eu gerenciei a “Indiez Cup”. Além disso, sou conhecida como a “tabeleira dos camp’s” e ainda fui manager do time universitário de TFT da INTZ A2E (UFF). Por fora do mundo gamer, eu trabalho em uma empresa de eventos (UFC, Cirque du Soleil, Rock in Rio, CBV, Circo Voador, Shows, Teatros, etc) na área de vendas de ingressos, acesso e cashless, como suporte técnico. Ah, nessa loucura toda, sou formada em Gastronomia na UFRJ.

Twitter | Twitch

Campeões, classes e origens do Conjunto 4

Prepare-se para embarcar em Destinos já com as novidades da atualização 11.2

Patch Notes 10.24 de TFT traz nerfs para Cultistas e ajustes para controle de grupo

A atualização mais recente de Teamfight Tactics traz mudanças significativas para Lulu, Talon, Warwick e Yone

0

Mais Reportagens

13:26 Wild Rift terá campeonato mundial no fim de 2021 e torneios regionais a partir de junho
20:46 Notas da atualização 11.9 de TFT trazem lançamento do Set 5 Contestação
14:51 Projeto L: Novo gameplay do game de luta da Riot será revelado em 5 de maio
17:15 Atualização 11.8 de TFT é a última antes do fim do conjunto Destinos
20:08 Campeões, classes e origens de Contestação, o Set 5 de TFT
05:00 Set 5 de TFT se chama Contestação e traz Itens Sombrios como nova mecânica
17:21 Nimo TV firma parceria com Riot Games para transmissão de campeonatos
11:13 5 geradores de nicks pra você encontrar a gamertag perfeita
10:51 Notas da atualização 11.7 de TFT trazem buffs para Vanguarda, Nidalee e mais
12:28 Microsoft quer comprar Discord por mais de US$ 10 bilhões, diz site

Recomendados

Qual é o futuro das loot boxes no Brasil?
Afrogames e a luta coletiva de jovens negros por mais oportunidades nos games
Exposed nos esports: como denunciar e agir diante de casos de violência sexual

Descubra guias

Campeões, classes e origens de Contestação, o Set 5 de TFT
Melhores composições e sinergias do Conjunto 5 de Teamfight Tactics
Todas as combinações de itens do conjunto 5 de Teamfight Tactics