Millenium / Artigos e reportagens de games / League of Legends /

CBLOL 2022: Robo diz chegar com "sangue nos olhos" e conta expectativas contra Flamengo e Pain

CBLOL 2022: Robo diz chegar com "sangue nos olhos" e conta expectativas contra Flamengo e Pain
0

Top laner declara querer se esforçar ainda mais para que torcedor veja o máximo de seu potencial no presencial

A LOUD teve que se movimentar na janela de transferências para a segunda etapa do CBLOL. Sem apresentar bons resultados com as adições de Tinowns e Robo, a organização contratou o sul-coreano Croc para o lugar de Tay e subiu Brance, que ocupa a posição de Duds. Conversamos com o topo Robo sobre o que esperar da LOUD para o 2º split e também acerca da primeira etapa conturbada da equipe, que sequer se classificou para a fase eliminatória da competição.

Começo conturbado em 2022

‘’Esse primeiro split foi realmente bem turbulento para mim. Não vinha de coisas boas, pessoalmente falando e profissionalmente também. Aconteceram muitas coisas que me deixaram bem para baixo. Claro, nada a ver com a LOUD, mais coisas pessoais mesmo, e isso me afetou bastante. Não me recuperei a tempo’’, conta Robo sobre esse período em que não conseguiu demonstrar todo o seu potencial e acabou ficando fora dos playoffs do CBLOL pela primeira vez na sua carreira.

Outro ponto que o jogador abordou foi a questão da distância do seu antigo apartamento para o centro de treinamento da LOUD. Segundo ele, era uma viagem longa, que obviamente dá para lidar, mas as condições psicológicas não eram as melhores no momento. ‘’Era uma coisa que eu precisava focar para essa próxima etapa’’, explica. Agora, com a casa mais perto do office, Robo diz estar bem menos estressado e com a confiança lá em cima para o retorno da competição.

As chegadas de Croc e a subida de Brance pegaram Robo de surpresa. O topo não achou que haveria tantas mudanças na equipe de uma etapa para a outra. Para Robo, o processo de adaptação tem sido bem rápido com os novos jogadores.

‘’Achei fantástica as novas adições. Nos adaptamos muito bem a eles e eles a nós, estamos entrosando rápido nesse pouco tempo, mas claro que ainda temos muito para arrumar. Eu diria que estamos em um nível bem legal para a estreia’’. Robo completa dizendo que a primeira semana ‘’será bem difícil'' por conta dos adversários, Flamengo Los Grandes e paiN, mas diz estar bem confiante para os confrontos.

‘’Para ser sincero, fiquei surpreso positivamente. Os dois, tanto o Croc, quanto o Brance, estão mandando super bem, e temos tudo para evoluir ainda mais durante todo esse 2º split’’.

CBLOL presencial e rivalidade com Flamengo Los Grandes

Reprodução: Riot Games - League of Legends
Reprodução: Riot Games

Esta será a primeira vez que a LOUD fará jogos presenciais e também com torcida no CBLOL. Por não ter conseguido a classificação para os playoffs na etapa passada, Robo não chegou a estrear no novo estúdio da Riot Games. É uma novidade que pode potencializar ou diminuir o desempenho dos jogadores.

‘’ Não sei o que esperar disso para a galera do meu time, mas, falando de mim, provavelmente vou ter um nível um pouco maior. Normalmente jogo melhor quando tenho torcida e vejo a galera ali torcendo, acho que me dá um pouco mais de garra para continuar jogando. Então vai ser uma coisa bem interessante, estou bem ansioso porque jogamos pela torcida. Só existimos pela torcida. Então ter eles ali representando muita gente é uma energia completamente diferente e é algo que me hypa bastante. E também vou conhecer a torcida da LOUD, que ainda não conheço pessoalmente’’, explica o topo.

Os dois primeiros jogos da LOUD no CBLOL serão dois clássicos. A organização enfrenta duas gigantes logo de cara, o Flamengo, que agora também é Los Grandes, e a paiN, rival histórico desde os tempos de Free Fire, assim como a primeira citada. É bem verdade que a rivalidade com os Tradicionais cresceu ainda mais depois da entrada da LOUD no CBLOL, assim como as idas de Robo e Tinowns no começo do ano também potencializaram a atmosfera em volta deste confronto.

‘’Eu também não esperava a entrada da Los Grandes no CBLOL. Eles têm uma rivalidade grande com a LOUD em outras modalidades, então sei que vai ser um jogo bem importante para a torcida. Talvez para os jogadores não tenha uma rivalidade gigantesca, até porque eles são novos no CBLOL, mas sei que para a torcida e para a organização é bem legal ganhar deles. Então estamos bem animados para vencê-los’’, conta Robo.

Sobre jogar contra o velho conhecido, Tay, o topo diz não saber o que esperar do confronto, muito por conta do tempo em que o ex-companheiro não joga na posição na qual foi bicampeão do CBLOL pela INTZ.

‘’Vai ser bem engraçado e divertido porque jogamos juntos nesse último split. Acho que ele pegou bastante informação de mim, de como gosto de jogar na rota. Quero ver se ele vai saber utilizar isso para abrir alguma vantagem. Estou bem confiante para jogar contra ele e curioso para ver como ele vai se adaptar de volta para o top. Acho que ele não estava em uma fase tão boa quando decidiu mudar para a jungle, mas sei que é bem esforçado e dedicado, então acredito que volte ao alto nível bem rápido’’.

Novo meta, novo LoL

O LoL mudou muito nas últimas semanas. As diversas atualizações não só enfraqueceram ou aumentaram a força dos campeões, mas também mudaram seus status base. Além disso, também houve mudanças nas torres e em uma boa parte dos itens presentes dentro do jogo. Por conta disso, a comunidade acha que todas essas alterações terão um grande efeito no competitivo - e Robo concorda.

‘’Pelo o que estou percebendo, no top dá para você jogar de qualquer coisa, para ser sincero. Acho que tudo funciona. Claro, tem alguns campeões um pouco mais fortes que os outros e que vão aparecer mais fácil, mas em geral muita coisa funciona, muitos counterpicks malucos. Então normalmente quem tem um leque de campeões maior pode ser que tenha uma leve vantagem nesse patch.

As ligas lá fora ainda não começaram, então é um patch ‘’às cegas’’ para a galera do Brasil, mas acho que a região como um todo conseguiu ler bem o meta. Porém, pode ser que amanhã surja um campeão com uma build muito roubada, principalmente com essas mudanças nas resistências, que abriu bastante para conseguir pegar campeões com um início de jogo um pouco mais fraco. As coisas estão bem diferentes, principalmente pela torre estar tão forte no começo do jogo’’, explica o topo.

Reencontro com a paiN

Reprodução: LOUD - League of Legends
Reprodução: LOUD

‘’Vai ser um jogo bem difícil. Somos um time novo, eles estão juntos desde o começo do ano e chegaram à final. Ficaram bem perto de ser campeões, então eles mostraram um nível muito bom. Não sei como eles estão, já que não treinamos contra eles porque nos enfrentamos. Não sei o que esperar, mas acredito que será bem complicado.

Estou bem curioso para jogar contra o Wizer. Ele é um cara que mostrou muita dominância com Jayce e Tryndamere, dois campeões que não estão na melhor fase no momento. Quero ver como ele vai se adaptar a isso, se ele vai ter um leque de campeões mais do que esses dois para conseguir mandar super bem. Acho que ele consegue, é um jogador com uma fase de rotas muito forte e estou curioso com a adaptação dele. Mas estou bem confiante contra ele e sei que sou capaz de ganhar tranquilo’’.

A saída de Robo da paiN Gaming foi bem conturbada. O jogador sequer recebeu uma postagem de despedida e saiu pela porta dos fundos da organização, muito por conta das polêmicas envolvendo a troca de documento para uma possível ida do topo para a Europa. Não é à toa que a torcida dos Tradicionais tem pegado bastante no pé do jogador quando as duas organizações se enfrentam. Sobre ter um gosto especial de vencer a antiga equipe, Robo diz que esse não é o caso.

‘’ Tive momentos muito bons na paiN. Recebi muito carinho da torcida. Claro, o jeito que saí, da maneira que aconteceu, não foi como eu esperava e nem como os fãs também esperavam, então isso gera um pouco de atrito com a torcida e com toda a galera de lá. Então há quem ache que talvez eu tenha um gosto a mais por vencer, mas realmente para mim não é uma coisa que penso ou que me afeta muito.

Com certeza é bem legal ganhar deles, eles têm uma torcida gigante e conheci tudo isso bem de perto. Sei como eles são e é muito bom por isso. Mas, em geral, só por ser a paiN, acho que não faz tanta diferença’’, explica.

Expectativa pessoal

‘’Espero que eu consiga dar meu máximo durante toda a temporada. É um desafio bem difícil, porque são três meses e estar sempre no seu 100% é bem complicado e você também precisa estar bem fora do jogo. Acho que agora essa minha parte está boa, então o foco total é dar tudo que posso em todos os treinos, todos os jogos, e também agora que vai ter torcida dar meu máximo ainda mais no presencial. Pois sei que muita gente vai conseguir ir só um dia, então nesse dia quero que a pessoa me veja no meu mais alto nível.

Não me importa se eu for o melhor da posição ou se for o pior, acho que se der o meu máximo junto com o time nós vamos apresentar um desempenho muito bom. Fiquei fora de um playoff e agora estou com sangue no olho’’, finaliza.

esports-lol

CBLOL: Croc será o novo caçador da LOUD para o 2º split

Jungle estava na Netshoes Miners e entrou em acordo com os mineiros para deixar a equipe nesta janela de transferências

esports-lol

CBLOL 2022: Frosty é demitido pela LOUD por caso de injúria racial

Frosty assumiu ter chamado fNb de "macaco" em 2020. Comunidade relembrou o caso e a LOUD decidiu dispensar o jogador, que atuaria pela equipe Academy da organização

esports-lol

CBLOL 2022: Flamengo fecha a contratação de Blacky para substituir Lynkez

Mid laner fará sua segunda passagem pela equipe rubro-negra

0
Luis Santana
Showtana  - Redator

Estudante de jornalismo com paixão em contar histórias. Amante do cenário competitivo de League of Legends e assíduo comentarista de coisas que não sou pago para fazer.

Mais Reportagens

12:00 LoL: Fanart de Lux Florescer Espiritual impressiona por parecer uma arte oficial da Riot
21:02 CBLOL: Maestro diz ter errado em draft da derrota da FURIA; "Até pedi desculpas para o RedBert"
14:00 Fanart de Gwen como Draculaura é o crossover perfeito de LoL com Monster High
18:58 LoL: Riot trai a si mesma, saiba como as novas skins colocam o futuro da empresa em risco
14:50 Bug em habilidades de Olaf e outras falhas corrigidas com o Patch 12.12 do LoL
14:30 LoL: A contradição dos campeões mais populares e o objetivo oculto da Riot com Nilah
11:44 Um dos itens mais importantes do LoL receberá um grande nerf no próximo patch
19:11 Riot propõe mudanças controversas para um dos campeões mais odiados do LoL
17:40 A Loja de Essência Azul vai sumir por tempo indeterminado no LoL e comunidade reage; entenda
17:24 Essa campeã quase foi cancelada do LoL por conta de um simples chapéu

Recomendados

Guia do 2º split do CBLOL 2022: tabela, times, jogos, ingressos e mais informações
LoL: 4 vezes em que a Riot Games foi acusada de plágio
As maiores novidades do LoL: novas skins, campeões, reworks e mais

Descubra guias

Bel'Veth: Runas, build e guia da campeã de LoL para jogar na jungle
Quais são os campeões mais difíceis de se jogar em LoL?
Dicionário e glossário completo de termos e gírias de League of Legends