Millenium / Artigos e reportagens de games /

Santos e-Sports é processado por 2 jogadores por irregularidades trabalhistas

Santos e-Sports é processado por 2 jogadores por irregularidades trabalhistas
0

Hawk, jogador de League of Legends, e Destiny, de Rainbow Six Siege, moveram ações contra o Santos e a Select, empresa que licenciava a marca do clube nos esportes eletrônicos

Dois ex-jogadores do Santos e-Sports abriram um processo contra o clube e a Select, empresa que administrou até recentemente a divisão de esportes eletrônicos. A ação é movida pelos atletas Gabriel "Hawk" Gomes, jogador de League of Legends que hoje defende a Miners, e Nicolas "Destiny" Alves, pro player de Rainbow Six Siege que defendeu a Team Singularity após deixar o Santos. As ações giram em torno de valores de R$ 566 mil, no caso de Destiny, e R$ 9 mil, no caso de Hawk. As informações sobre os processos movidos pelos jogadores e valores das ações foram reveladas pelo jornalista Gabriel Oliveira, do GE.

Parceiros desde 2018, Santos e-Sports e Select romperam o vínculo no começo de 2022. No período em que houve a parceria, a Select geriu as equipes do Peixe em modalidades como League of Legends, Rainbow Six, Counter-Strike: Global Offensive e FIFA.

Destiny alega que contraiu dermatite em alojamento

No caso do processo movido por Destiny, o jogador e advogados do atleta solicitam o reconhecimento de vínculo empregatício do pro player com o Santos e a Select e a reintegração do jogador à organização para que ele tenha despesas médicas pagas pelo clube e pela antiga gestora do Peixe nos eSports. Segundo Destiny, ele desenvolveu um quadro de dermatite - inflamação na pele que acomete várias áreas do corpo - devido às más condições do alojamento da equipe de Rainbow Six.

"A enfermidade que acomete o Reclamante [Destiny], equiparada a acidente do trabalho, estará configurada quando constatado que o exercício da atividade desenvolvida pelo empregado contribuiu para a evolução ou agravamento da moléstia incapacitante, valendo frisar que esta decorreu das péssimas condições do alojamento em que o autor [Destiny] estava locado para o exercício de suas atividades", argumentaram na ação os advogados Bruno Freire Gallucci e Juliana de Cássia dos Santos Guimarães.

Embora tenha assinado um contrato de prestação de serviços com Santos e-Sports e Select, Destiny argumenta que o vínculo era empregatício, em função da rotina diária de treinos pela equipe, e pede a assinatura da Carteira de Trabalho pelo período em que defendeu o Peixe, de março a agosto de 2021.

Destiny solicita ainda a anulação da rescisão contratual na Justiça, alegando que foi dispensado por Santos e Select quando estava impossibilitado de competir devido à dermatite, uma indenização de R$ 50 mil por danos morais e uma pensão mensal vitalícia com base na expectativa de vida do brasileiro (76,6 anos), o que totalizaria um valor acima de R$ 408 mil. Somado aos honorários dos advogados, o valor total da ação ultrapassa R$ 566 mil

Hawk pede reconhecimento de vínculo empregatício e pagamento de valores pendentes

Hawk pede mais de R$ 9 mil em ação movida contra o Santos (Foto: Bruno Álvares/Riot Games) - Millenium
Hawk pede mais de R$ 9 mil em ação movida contra o Santos (Foto: Bruno Álvares/Riot Games)

A exemplo de Destiny, Hawk também solicita o reconhecimento de vínculo empregatício, o pagamento de R$ 6.989,24 por salário não pago na rescisão de contra, fundo de garantia por tempo de serviço (FGTS), multa e honorários dos advogados, além R$ 2.101,10 para pagamento de multa e honorários adicionais dos advogados caso a o valor inicial cobrado pelo jogador não seja pago até a primeira audiência do processo. Hawk defendeu o Santos de dezembro de 2019 a agosto de 2020.

Hawk alega que quando houve a rescisão de contrato com Santos e-Sports, o clube e a Select deveriam ter pago uma quantia de R$ 6.598,14, valor que deveria ser pago até dezembro daquele ano. Desde então, Hawk disse ter recebido apenas R$ 3.298,14, restando ainda R$ 3,3 mil. Devido à inflação do período, Hawk e seus advogados solicitam hoje o pagamento de R$ 3.654,10.

A multa corresponde a R$ 1.328,76, além de R$ 1.095,92 de FGTS e R$ 910,46 de honorários dos advogagos. Caso o valor não seja pago até o fim da primeira audiência do processo, Hawk cobra um pagamento de R$ 1.827,05 e um acréscimo de R$ 274,05 para o pagamento dos advogafos.

Santos contesta acusações de Destiny

Em resposta enviada ao GE, o Santos contesta a ação movida por Destiny e diz que o clube não pode ser responsabilizado pela falta de vínculo empregatício, uma vez que o contrato do jogador com a Select, com quem o clube tinha um vínculo contratual apenas de licenciamento de marca.

Mesmo alegando não ter vínculo com Destiny, o Santos alega que Destiny não provou que o quadro de dermatite foi desenvolvido pelas condições do alojamento, destacando a necessidade uma perícia médica para sustentar a acusação. O clube alega ainda que a dermatite não é uma doença incapacitante e tem cura, enfatizando que o jogador continuou competindo normalmente mesmo após contrair a doença, e argumenta ainda que a rescisão de contrato foi assinada por Destiny sem que o atleta tenha passado por qualquer tipo de coação ou tenha sido induzido a erro.

esports-lol

LoL: 4Lan é condenado em 1ª instância por importunação sexual

Ex-pro player de League of Legends foi condenado a 1 ano de prisão, mas pena foi convertida em prestação de serviços à comunidade. Streamer ainda pode recorrer da sentença

esports

Six Invitational 2022: "Todos os times mudaram muito a forma de jogar", diz Psycho

Campeão mundial em 2021, capitão da Ninjas in Pyjamas considera equipes brasileiras favoritas ao título, mas faz alerta sobre força de outras regiões

esports

Six Invitational 2022: "O título do Major mostrou o quanto somos capazes", diz Astro

Jogador da FaZe Clan mostrou confiança mesmo após estreia com derrota para a Spacestation e acredita que equipe é uma das candidatas a título do Mundial de Rainbow Six

0
Gabriel SALES
Gabriel Sales

Jornalista apaixonado por games desde o jardim de infância e fã de quase todo tipo de RPG, especialmente os da série Chrono. Nos esports, shooters e jogos de luta são minhas maiores paixões, mas abraço qualquer jogo com uma cena competitiva pulsante.

Mais Reportagens

20:18 Quando a história de Genshin Impact vai acabar? A resposta é muito mais difícil do que parece
20:11 Banners da atualização 3.0 de Genshin Impact vazam e indicam retorno de três grandes personagens
20:00 Todos os anúncios da EVO 2022: Street Fighter VI, KOF XV, Guilty Gear Strive, Garou 2 e mais
19:31 Tower of Fantasy atinge mais um marco de pré-registros; jogadores ganharão prêmios
19:25 Pokémon Scarlet & Violet permite progressão na ordem que o jogador quiser
19:04 5 coisas que Pokémon Scarlet & Violet tem em comum com Zelda Breath of the Wild
18:56 Criação de personagens em Hogwarts Legacy é revelada e traz ponto de preocupação
18:51 Modern Warfare 2: Mudança nos mapas multiplayer causará o caos nas partidas
18:47 As 5 principais diferenças entre Tower of Fantasy e Genshin Impact
18:46 Duas equipes e 28 pessoas são banidas para sempre do competitivo de LoL por matchfixing na China

Recomendados

Mudando de vida: como Free Fire e LoL trouxeram novas perspectivas para a favela
PogChamp, LUL, Kappa: O significado e origem dos memes dos esports
Conheça os jogos que foram sucessos ou fracassos na história dos games

Descubra guias

Quem são os melhores personagens de MultiVersus?
Guardiãs Estelares 2022 no LoL: Tudo que você precisa saber sobre o evento
Tudo sobre o passe Guardiãs Estelares 2022 e suas missões no League of Legends