Millenium / Artigos e reportagens de games / Valorant /

Riot exigirá vacinação completa em todos os eventos presenciais no Brasil

Riot exigirá vacinação completa em todos os eventos presenciais no Brasil
0

Medida é válida para todos os campeonatos de games como League of Legends, Valorant e Wild Rift

A divisão brasileira da Riot Games comunicou nesta segunda-feira (3) que exigirá o esquema vacinal completo de jogadores, técnicos, staff das equipes e todos os demais profissionais que estiverem no local de disputa e transmissão de campeonatos League of Legends, Valorant e Wild Rift disputados no Brasil na temporada de 2022. A informação foi revelada pelo GE, que recebeu um comunicado enviado pela própria Riot.

"A Riot Games irá exigir que jogadores, técnicos e membros das equipes tenham esquema vacinal completo contra a Covid-19 (duas doses para as vacinas do Butantan, da Fiocruz e da Pfizer; uma dose para a vacina da Janssen) para serem inscritos e participar presencialmente de todos seus torneios brasileiro. A comprovação de esquema vacinal é uma das medidas que, em conjunto com outras medidas envolvendo testagens, sanitização de ambientes e distanciamento social, tem por objetivo trazer mais segurança e proteção a todos os envolvidos na produção e transmissão dos campeonatos, que serão realizados em instalações da Riot Games", informou a empresa.

Todos os eventos presenciais da Riot em 2022 serão disputados no estúdio da desenvolvedora na cidade de São Paulo. A princípio, as partidas do CBLOL também contarão com presença de público, e todas os espectadores dos jogos também deverão apresentar esquema vacinal completo.

O comunicado da Riot foi publicado um dia após a revelação de que a LOUD desistiu da contratação do técnico de Valorant Rodrigo "Onur" Dalmagro, semifinalista do Valorant Champions pela KRU Esports. Onur chegou a desembarcar no Brasil para acertar os detalhes finais do acordo com a LOUD, mas foi deportado do país após a descoberta de que ele não havia se vacinado. Segundo Dalmagro, a LOUD sabia que ele não tinha esquema vacinal completo, mas desistiu da negociação após as declarações do treinador terem má repercussão nas redes sociais.

Campeonatos remotos ainda são possibilidade

Embora os planos da Riot sejam de realizar as partidas do CBLOL, da Valorant Champions Tour e da Wild Tour de forma presencial, a desenvolvedora ainda pode voltar atrás na decisão e realizar os eventos de forma remota. Ao GE, a empresa disse que acompanha de perto o avanço da variante Ômicron no país e não descarta a possibilidade de realizar as partidas de forma online caso seja necessário.

"A Riot Games está monitorando os número de casos decorrentes das novas variantes, assim como das comemorações dos feriados de final de ano, e ainda poderá modificar esta decisão até o início dos campeonatos. Por ora, estão mantidos os planos de realização dos campeonatos presenciais."

Sobre a presença de público, a desenvolvedora informou que as partidas do CBLOL contarão com um número menor de espectadores do que nos tempos pré-pandemia de Covid-19. Será necessário apresentar o comprovante de pelo menos duas doses das vacinas Pfizer, AstraZeneca e CoronaVac ou uma dose da Janssen. O comunicado não faz qualquer citação sobre doses de reforço para qualquer uma das vacinas, mesmo com a variante Ômicron apresentando maior escape imune.

"O público presente no CBLOL também terá de apresentar comprovante de vacinação com esquema vacinal completo (duas doses para as vacinas do Butantan, da Fiocruz e da Pfizer; uma dose para a vacina da Janssen) para entrar no estúdio, além de contar com outros protocolos de prevenção. A apresentação do comprovante de vacinação poderá ser realizada por meio de aplicativos ou de registro físico de vacinação, conforme legislação estadual. Estas informações estarão disponíveis no momento da compra de ingressos e serão divulgadas em breve pela Riot Games", frisou.

Riot anuncia transmissão para revelar novidades de LoL e Wild Rift para 2022

Mais informações sobre os conteúdos que chegam ao Mobile e PC serão mostrados em janeiro

esports-valorant

LOUD desiste de contratação de técnico de Valorant após críticas ao passaporte vacinal

Rodrigo "Onur" Dalmagro se mostrou contrário à exigência de comprovante de vacinação contra a Covid-19 para entrar no Brasil

Riot revela teaser de Neon, nova agente de Valorant, no TikTok

Personagem foi mostrada brevemente em postagem do perfil oficial de Killjoy

0
Gabriel SALES
Gabriel Sales

Jornalista apaixonado por games desde o jardim de infância e fã de quase todo tipo de RPG, especialmente os da série Chrono. Nos esports, shooters e jogos de luta são minhas maiores paixões, mas abraço qualquer jogo com uma cena competitiva pulsante.

Mais Reportagens

19:33 VCT Game Changers Series 1 de Valorant: Times, jogos, confrontos e mais
11:15 Valorant: NIP tem missão de quebrar jejum de brasileiros contra KRU
17:25 Valorant Masters: FPX pode desfalcar evento por causa da guerra da Ucrânia
17:57 Herdeiras da Tradição arrecadam mais de R$ 8 mil para Casa1, que acolhe a comunidade LGBTQIAP+
17:44 Last Chance Qualifier do Valorant Champions será no Ginásio do Ibirapuera com torcida
10:45 Valorant: LOUD domina NIP e é campeã da 2ª etapa do VCT BR 2022
17:35 Valorant Challengers Brazil: LOUD atropela NIP e avança à grande final
14:25 Valorant Masters Copenhagen será o primeiro da história com presença de torcida
17:43 Valorant Challengers Brazil: LOUD e NIP dominam rivais e farão final da chave superior
11:45 Valorant Challengers Brazil: Los Grandes e Vivo Keyd avançam à semifinal da chave superior

Recomendados

Mudando de vida: como Free Fire e LoL trouxeram novas perspectivas para a favela
PogChamp, LUL, Kappa: O significado e origem dos memes dos esports
Conheça os jogos que foram sucessos ou fracassos na história dos games

Descubra guias

Valorant Challengers Brazil: Los Grandes e Vivo Keyd avançam à semifinal da chave superior
Tudo sobre elos e o sistema de partidas ranqueadas