Millenium / Artigos e reportagens de games / League of Legends /

Retrospectiva LoL 2021: China no topo do mundo, RED e paiN campeãs e sucesso de Arcane

Retrospectiva LoL 2021: China no topo do mundo, RED e paiN campeãs e sucesso de Arcane
0

Com novo formato, o ano de 2021 no CBLoL foi recheado de reviravoltas e o mundo foi dominado novamente pela China

O ano de 2021 foi um ano e tanto para o cenário de League of Legends tanto no Brasil, quanto lá fora. O CBLOL conseguiu resgatar a esperança da região, mesmo ficando no quase nas duas oportunidades em que participou de um evento internacional. Além do competitivo, a chegada de Arcane abalou o mundo, não só para consumidores do MOBA da Riot Games.

Aqui você relembra tudo o que aconteceu no League of Legends durante o ano, desde o competitivo até Arcane e todas as polêmicas que envolveram o jogo neste 2021.

Primeiro ano de franquias e paiN campeã

League of Legends

O começo deste ano marcou o início de uma nova era dentro do CBLOL: as franquias. Apenas organizações selecionadas pela desenvolvedora durante o processo de aplicação estavam aptas a disputar o principal campeonato de LoL do Brasil. Entre as mais tradicionais, a Vivo Keyd não foi aceita no processo. As outras saídas também culminaram na chegada de Cruzeiro, LOUD e Rensga, times que fecharam os escolhidos junto de paiN, Vorax, FURIA, Flamengo, RED Canids, KaBuM! e INTZ.

Na primeira etapa, após seis anos a paiN Gaming conseguiu se sagrar campeã do CBLOL. A primeira equipe vencedora neste primeiro ano do novo estilo. Para chegar ao topo, eles precisaram fazer história e aplicar o primeiro reverse sweep do CBLOL em cima da LOUD, vencendo de virada por 3-2 e avançando para as semifinais contra o Flamengo. Lá, mais cinco jogos aconteceram e a passagem foi carimbada na grande final contra a Vorax. Na decisão, venceram e levantaram pela primeira vez a nova taça da competição, além de se qualificarem para o MSI, que aconteceu na Islândia.

A paiN abriu o evento internacional contra a Istambul Wildcats, equipe turca cuja região é uma das maiores rivais do Brasil no LoL. Saíram atrás, mas conseguiram a virada e começaram com um saldo positivo no campeonato. Na segunda partida, contra a MAD Lions, campeã da LEC, ocorreu um jogo pegado e emocionante, mas que não acabou com final feliz para os brasileiros. Mesmo com os Tradicionais chegando a bater no Nexus dos europeus, o inibidor voltou à vida e não foi possível sair com a vitória. Por fim, os brasileiros terminaram o MSI com duas vitórias e duas derrotas, perdendo para os europeus e também a para a PSG Talon, equipe que representa o Sudeste Asiático.

Nesta mesma competição, tivemos a China voltando ao topo do mundo. A região, representada pela RNG, venceu o torneio em cima da DAMWON Kia, até aquele momento atual campeã mundial, mesmo sem Nuguri, que foi transferido para a FPX. O momento marcante e decisivo para o ano de sucesso da Royal Never Give Up foi a troca de posição de Xiaohu, do meio para o topo, mudança que o tornou o melhor jogador da posição durante todo o ano e um dos pilares para as conquistas da equipe.

A ascensão da Matilha e EDward Gaming no topo do mundo

League of Legends

Flamengo, paiN e Vorax Liberty dominaram a fase regular da segunda etapa do CBLOL. O restante corria por fora em busca de uma das vagas dos playoffs. A LOUD, por exemplo, não vinha bem, mesmo emplacando uma sequência boa de vitórias em um período da competição. Os meninos da RED Canids também tiveram uma caminhada tortuosa, com diversos altos e baixos. Além disso, a ascensão meteórica da Rensga foi algo de se assustar. Os cowboys, comandados por dois sul-coreanos no meio e na selva, perderam somente um jogo durante todo o segundo turno da fase regular. Na fase decisiva, despacharam a LOUD com facilidade e depois desbancaram a favorita ao título, paiN, chegando à primeira final da história da organização goiana.

No outro lado da chave estava a RED Canids. A Matilha chegou com poucas expectativas para a próxima fase do campeonato e propôs uma troca ousada: Avenger por Grevthar, alegando melhora na comunicação e que o jogo fluia melhor com o meio que disputou o CBLOL Academy durante todo o ano. E deu muito certo. Avassaladores, passaram por cima do Flamengo e eliminaram o seu nêmesis, a Vorax Liberty na semifinal, alcançando a decisão da competição após quatro anos.

Coroando uma campanha histórica, a RED Canids venceu a Rensga por 3-2, em final no Rio de Janeiro disputada no Pão de Açúcar, um dos pontos turísticos mais importantes e bonitos da cidade.

O Worlds 2021, que também foi sediado na Islândia devido a problemas de emissão de vistos para a entrada na China, marcou uma injeção de ânimo fora do normal dentro da comunidade brasileira de LoL. Em um grupo com Hanwha Life, LNG, Infinity e PEACE, as esperanças de uma boa campanha brasileira em um evento internacional foram gigantescas. Antes do primeiro jogo, as farpas no Twitter foram grandes. Os latinos da Infinity, principalmente Buggax, topo do time, se envolveu em uma discussão acalorada com o atirador TitaN, da RED, o que resultou em um clima tenso e de guerra para a partida entre as equipes, que seria a primeira de ambas no torneio. E o resultado foi vitória brasileira, depois de muita paciência e habilidade dos jogadores da Matilha em retomar o jogo para enfim sair com uma vitória importantissíma. Depois disso, vieram três derrotas seguidas, duas jogando bem contra a China e a Coreia, que tinham as duas equipes mais fortes dentro do grupo. Ainda assim, a RED se classificou para a próxima etapa e encarou a PEACE, time australiano que havia vencido os brasileiros durante a fase de grupos.

Infelizmente, o resultado foi o mesmo. Em uma série acirrada com três jogos, os australianos venceram a Matilha e puseram fim à caminhada histórica da equipe dentro da competição. Ainda assim, o Brasil saiu com um saldo positivo dos eventos internacionais em 2021, deixando de ser a pior região do mundo, segundo a tabela da Riot Games que pontua os desempenhos das regiões nos últimos quatro torneios internacionais.

No restante do Worlds 2021, tivemos a FPX eliminada na fase de grupos e um empate quadrúplo no grupo D, que fez as quatro equipes se enfrentarem novamente para decidir quem se classificaria para a próxima etapa do torneio. Nesta fase de grupos, tivemos um domínio sul-coreano, região que conseguiu colocar todos os seus representantes nos playoffs. Já na fase eliminatória, tivemos três dos quatro nas semifinais, com a EDward Gaming correndo por fora e enfrentando a Gen.G, enquanto a DAMWON Kia encarou a T1. Em duas séries com cinco jogos, EDG e DK garantiram a vaga para a decisão do campeonato.

A EDward Gaming, que nunca havia passado das quartas de final na sua história, desbancou os atuais campeões mundiais e colocou a China mais uma vez no topo do mundo, somando três títulos mundiais para a região.

O CBLOL Academy

League of Legends

Com a chegada do sistema de franquias, o Circuito Desafiante foi extinto pela Riot Games e substituído pelo CBLOL Academy. O campeonato visa desenvolver novos talentos dentro do cenário e não só uma corrida para vencer para ter uma vaga no CBLOL ou então disputar contra algum time que ficou nas últimas colocações do campeonato. Por lá, o domínio do Flamengo foi notório: dois títulos da competição, conquistados com bastante autoridade.

O saldo de jogadores revelados para o CBLOL foi gigantesco, com o maior destaque em Netuno, que foi o craque da primeira etapa do Academy e subiu imediatamente para a equipe titular rubro-negra. Além disso, também tivemos a estreia competitiva de Jean Mago pelo Flamengo, no qual levantou a taça do torneio e foi coroado também como o melhor jogador da competição.

A explosão de Arcane

League of Legends

Junto do Worlds 2021, a Riot Games passou a panfletar a sua série animada sobre o LoL, chamada de Arcane. A produção envolvia as histórias de Jayce, Vi, Caitlyn e Jinx, que ocorrem em Piltover e Zaun. Com uma divulgação pesada em massa, a desenvolvedora abusou do marketing sobre a animação e colocou os personagens em todos os lugares possíveis, sendo impossível você não saber de Arcane. Era no metrô, no trem e até em colaboração com restaurante.

O sucesso foi estrondoso. Arcane se tornou a série mais assistida da Netflix e superou o fenômeno Round 6 em um curto período de tempo. Além disso, a animação também estreou no topo das críticas, completamente aclamada pelos profissionais da área. Com a enorme repercussão positiva, a Riot Games anunciou que Arcane terá uma segunda temporada. Embora não seja lançada no próximo ano, os produtores garantiram que a animação não irá demorar mais seis anos, tempo necessário para toda a criação e produção da série que só foi estrear em 2021.

Um adeus (in)esperado

League of Legends

O final de 2021 ainda reservou uma última surpresa para o cenário de LoL no Brasil. Maior jogador da história da região, brTT anunciou uma pausa na carreira durante o Prêmio CBLOL. O atirador discursou por quase 10 minutos e frisou que precisava de um tempo para descansar, tanto fisicamente, quanto psicologicamente, e que a pandemia afetou diretamente o seu desempenho como jogador, além da perda daquela chama por competir, que foi diminuindo por  estar disputando os campeonatos de forma remota.

Embora não esteja presente na primeira etapa da competição, brTT deixou em aberto sua volta para a segunda metade do ano, e garantiu que seguirá na paiN Gaming, agora como criador de conteúdo dentro da organização pela qual levantou três títulos de CBLOL.

 

Novo bug de LoL prende campeões nos portais do Rift Hextec

O Dragão Hextec e seus portais trouxeram um novo problema para Summmoner's Rift, que pode deixar jogadores presos, literalmente

Faker mostra por que é o melhor jogador de todos usando uma única habilidade no LoL

O sul-coreano pensou fora da caixa para deixar a situação de sua rota extremamente favorável - e ainda admitiu que poderia ter feito melhor

Qual é o melhor dragão do LoL? A resposta é contrária ao que dizem os analistas

Nem todos os dragões em League of Legends têm o mesmo valor. Embora quase qualquer um deles possa garantir a vitória caso a alma seja obtida, os dados mostram que os analistas não estão necessariamente corretos em suas opiniões sobre esse objetivo

0
Luis Santana
Showtana  - Redator

Estudante de jornalismo com paixão em contar histórias. Amante do cenário competitivo de League of Legends e assíduo comentarista de coisas que não sou pago para fazer.

Mais Reportagens

18:27 LoL: Riot anuncia as primeiras mudanças da 13ª temporada e promete revolução na selva
16:06 Fizz receberá atualização visual em todas as suas skills no LoL; veja como ficou em cada skin
14:31 Quem é bom no LoL tem QI mais alto? Pode parecer absurdo, mas cientistas dizem que sim
13:37 CBLOL 2022: Quais foram os campeões mais contestados no 2º split? Veja top 5 de maior presença
13:16 Riot revela o retorno mais temido pela comunidade: o Dragão Quimtec voltará ao LoL
12:00 Fluxo adquire vaga da Rensga no CBLOL para 2023, diz site
20:00 Formato, calendário e mais informações sobre os playoffs do CBLOL 2022
18:32 Tinowns tem o KDA mais alto do 2º split do CBLOL 2022, ao lado de outros meios e atiradores
16:51 Filho do campeão mundial de LoL Ambition se chamará Jarvan V
16:30 Ex-topo da INTZ no LoL, Tianci é banido do competitivo por manipulação de resultados

Recomendados

Guia do 2º split do CBLOL 2022: tabela, times, jogos, ingressos e mais informações
LoL: 4 vezes em que a Riot Games foi acusada de plágio
As maiores novidades do LoL: novas skins, campeões, reworks e mais

Descubra guias

Guardiãs Estelares 2022 no LoL: Tudo que você precisa saber sobre o evento
Tudo sobre o passe Guardiãs Estelares 2022 e suas missões no League of Legends
LoL: Qual é o personagem mais forte de acordo com a lore?