Millenium / Artigos e reportagens de games / PUBG /

"Amo essa pressão", conta Sparkingg, brasileiro que disputa mundial de PUBG

"Amo essa pressão", conta Sparkingg, brasileiro que disputa mundial de PUBG
0

O brasileiro disputa no mundial de PUBG, na Coreia do Sul, como parte do elenco da Dignitas

Na última sexta-feira (19) começou o PUBG Global Championship 2021, mundial do battle royale, e o Brasil está representado na competição por Pedro “Sparkingg” Ribeiro, pro player da Dignitas que diz "amar a pressão" de carregar a imagem de um país na hora da disputa.

Como funciona o mundial de PUBG?

O PUBG Global Championship 2021 conta com 32 equipes disputando no total e terá exatamente um mês de duração, passando por seis etapas distintas, cada uma servindo para selecionar uma quantidade específicas de equipes para a fase seguinte, culminando em uma grande final.

No início da corrida, os times foram separados em quatro grupo com oito integrantes cada. A Dignitas de Sparkingg foi alocada no Grupo C, com GNL ESPORTS, Natus Vincere, MaD Clan, ENCE, Petrichor Road, KPI Gaming e BN United:

Não é a primeira vez que Ribeiro representa o país internacionalmente, o pro player já jogou em torneios de escala semelhante pela organização Meta Gaming. Sobre isso, Sparkingg conta que espera fazer isso melhor ainda e mais vezes.

"Obviamente, sinto essa pressão, pois estou representando o Brasil e sou o único brasileiro que vai jogar. Penso que essa pressão é algo positivo pra mim, me motiva a querer melhorar, e essa é uma cobrança constante."

Importância para o cenário

Obviamente, o pro player destaca a importância de representar o Brasil nesta que é a competição mais importante do cenário do battle royale. Para ele, é uma chance de mostrar que o país consegue gerar bons jogadores.

"É muito importante estar aqui. Nossa região, em comparação às outras, tem um investimento menor. É uma oportunidade de mostrar que o Brasil pode produzir ótimos jogadores. Eu vim do Brasil, joguei e aprendi com muitas pessoas, e elas comigo, então elas também têm plena capacidade."

Em resumo, Sparkingg ressalta que sua participação no mundial jogando pela Dignitas é mais que uma disputa por um título, e sim uma chance de voltar os holofotes não apenas para si, mas para o Brasil como região.

"A minha mensagem é: acreditem. Eu vejo muita gente com muito potencial em nossa região. Quero mostrar pro mundo que o Brasil tem jogadores bons e com muito potencial, o que falta mesmo é que as pessoas e o jogo olhem mais pra nós."

Como acompanhar o mundial de PUBG?

Os jogos são transmitidos na Twitch oficial de PUBG, e com narração e comentários em português na Twitch, YouTube e Facebook.

PUBG New State recebe data de lançamento

A sequência oficial do battle royale chega em breve e gratuitamente para mobile, tanto Android quanto iOS

0
Matheus Oliveira
Math  - Repórter

Repórter com paixão por ser tryhard e amassador de hambúrguer.

Mais Reportagens

10:00 Os melhores momentos do Brasil nos Esports em 2022
15:34 Mundial de PUBG Mobile: Final do PMGC 2022 terá brasileiras Influence Chemin, Alpha7 e INCO Gaming
17:52 Vivo Keyd anuncia fusão com Stars Horizon e novo nome
15:12 Copa Nobru expande para PUBG MOBILE e traz premiação total de R$ 100 mil
16:28 Neymar é anunciado como novo embaixador de PUBG
18:43 5 momentos incríveis em que esports e k-pop andaram juntos
12:00 Krafton processa Garena alegando que Free Fire copia elementos de PUBG
16:37 PUBG Mobile foi o jogo para celulares mais rentável de dezembro de 2021; Genshin Impact fica em 2º
14:05 Criadores de cheats em PUBG Mobile são condenados a pagar indenização de US$ 10 milhões
16:00 Os 10 campeonatos de esports mais populares de 2021

Recomendados

Mudando de vida: como Free Fire e LoL trouxeram novas perspectivas para a favela
PogChamp, LUL, Kappa: O significado e origem dos memes dos esports

Descubra guias

Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
Dicionário PUBG: O glossário completo de termos e gírias
PUBG: Guia de acessórios de armas e suas funcionalidades