Millenium / Artigos e reportagens de games / VALORANT /

FURIA se torna primeira org brasileira a se classificar para Mundiais de CS:GO, R6 e Valorant

FURIA se torna primeira org brasileira a se classificar para Mundiais de CS:GO, R6 e Valorant
0

Conquista do Last Chance Qualifier fez Panteras completarem a trinca nos FPSs mais popula

FURIA se torna primeira org brasileira a se classificar para Mundiais de CS:GO, R6 e Valorant

Com a conquista do Last Chance Qualifier LATAM de Valorant neste domingo (17), a FURIA se tornou a primeira organização brasileira a se classificar para os Mundiais de Counter-Strike: Global Offensive, Rainbow Six Siege e Valorant, os FPSs mais populares do Brasil hoje nos esports. Além disso, a organização disputará as principais competições de cada um dos três jogos no mesmo ano, uma vez que esteve presente no Six Invitational 2021, em maio, e já está garantida no PGL Major Stockholm de CS:GO, que será disputado de 26 de outubro a 7 de novembro, e no Valorant Champions, que será realizado de 1º a 12 de dezembro, em Berlim.

A primeira classificação da FURIA para um Mundial aconteceu no CS:GO, em janeiro de 2019. Na ocasião, a equipe formada por Art, KSCERATO, Yuurih, Vini - todos ainda na equipe - e AbleJ foi vice-campeã do Americas Mino, evento classificatório que com equipes de todo o continente, e garantiu vaga na IEM Katowice Major 2019. Em sua primeira participação em um Major, a FURIA somou 1 vitória e 3 derrotas e terminou apenas na 20ª/22ª posição entre 24 participantes.

Ainda em 2019, a FURIA conseguiu mais umaclassificação para um Major de CS:GO, quando foi novamente vice-campeã do Americas Minor e se classificou para o StarLadder Berlin Major daquele ano. Mais uma vez, a equipe teve uma campanha de 1 vitória e 3 derrotas e terminou na 20ª/22ª posição entre 24 participantes.

A primeira classificação para o Six Invitational, o campeonato mundial de Rainbow Six Siege veio em janeiro de 2021. Na ocasião, a equipe venceu o qualificatório da América Latina. NO Six Invitational, a FURIA avançou aos playoffs e terminou na 9ª/12ª posição entre 18 participantes.

No dia 7 de outubro, a FURIA garantiu a classificação para o terceiro Major de CS:GO em sua história, ao avançar às semifinais da IEM Fall: North America, último evento RMR da região na temporada. Embalada pela conquista, a equipe, agora com Drop jogando ao lado de Art, KSCERATO, Vini e Yuurih, ainda derrotou as compatriotas Pain e GODSENT para conquistar o título da competição. A equipe avançou com o status de Legend para a disputa do PGL Major de Estocolmo.

A classificação mais recente da FURIA para um Mundial veio no Valorant. Neste domingo, a organização foi campeã do Last Chance Qualifier da América Latina para o Valorant Champions, ao atropelar a Australs com um contundente 3 a 0 e conquistar o prêmio de R$ 90 mil. O Mundial do FPS da Riot acontecerá de 1º a 12 de dezembro, em Berlim.

Entre as modalidades nas quais a FURIA têm investido regularmente e ainda não se classificou para campeonatos mundiais, estão o League of Legends e o Free Fire. No MOBA da Riot, a melhor campanha foi um 3º/4º lugar no 2º Split do CBOL 2020. No battle royale da Garena, a melhor campanha foi um 8º lugar na primeira edição da LBFF, disputada entre fevereiro e março de 2020.

esports-csgo
CS:GO: FURIA domina GODSENT e é campeã da IEM Fall North America 2021

Panteras venceram grande final por 3 a 0, conquistaram segundo título da temporada e terminaram na liderança do RMR da América do Norte

esports-valorant
Valorant: FURIA vence Australs e é campeã do Last Chance Qualifier LATAM

Com atuação dominante do início ao fim, Panteras se juntam a Team Vikings e Vivo Keyd e representarão o Brasil no Valorant Champions

esports-valorant
Valorant: Xand diz que "Riot pode focar mais em outras regiões" se Brasil for mal no Mundial

Apesar do alerta, jogador da FURIA projeta campanha de destaque no Valorant Champions

0
Gabriel SALES
Gabriel Sales

Jornalista apaixonado por games desde o jardim de infância e fã de quase todo tipo de RPG, especialmente os da série Chrono. Nos esports, shooters e jogos de luta são minhas maiores paixões, mas abraço qualquer jogo com uma cena competitiva pulsante.

Mais Reportagens

13:32 Riot inaugura lounge de LoL e VALORANT em aeroporto na Coreia do Sul; veja imagens
12:39 Atualização 5.12 de VALORANT traz nerfs para Spectre e mudanças em quase todos os agentes
11:00 VCT Lock In Brazil: Riot anuncia data e preços de ingressos do campeonato internacional de VALORANT
15:23 Riot confirma retorno de Split ao VALORANT em 2023; Bind e Breeze serão removidos da rotação
18:23 Quando vem o Mercado Noturno no VALORANT? Datas, funcionamento e detalhes da loja
13:17 Patch de VALORANT mais aguardado de todos trará nerfs para Chamber, possível retorno da Split e mais
19:01 Yayah entra para LOUD como nova influenciadora e streamer da organização
13:00 VALORANT: Artista realça a beleza dos agentes com artes absurdamente realistas
13:21 Faker no VALORANT? Astro do LoL brilha em primeira partida casual e termina como MVP
17:42 VALORANT: Estádio do Pacaembu será palco de mundial universitário em dezembro

Recomendados

Amassando dentro e fora do CS:GO: como Olga cresceu e se tornou a referência LGBTQIAP+ que não teve
Mudando de vida: como Free Fire e LoL trouxeram novas perspectivas para a favela
PogChamp, LUL, Kappa: O significado e origem dos memes dos esports

Descubra guias

4 jogos viciantes que os pro players usam para treinar
Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
Tudo sobre elos e o sistema de partidas ranqueadas