Millenium / Artigos e reportagens de games / Apex Legends /

Comunidade de Apex Legends faz campanha reclamando de hackers, DDOS e matchmaking ruim

Comunidade de Apex Legends faz campanha reclamando de hackers, DDOS e matchmaking ruim
0

Hashtag "SaveApexRanked" tem mobilizado jogadores do mundo inteiro

Comunidade de Apex Legends faz campanha reclamando de hackers, DDOS e matchmaking ruim

Embora seja um dos um jogos multiplayer mais populares do mundo desde o seu lançamento, em fevereiro de 2019, Apex Legends vem sendo de diversas críticas dentro de sua própria comunidade, principalmente devido aos problemas nas partidas ranqueadas. Em protesto à enorme presença de hackers, matchmaking ruim e problemas relacionados a DDoS - tentativa de tornar os recursos de um sistema indisponíveis para os seus utilizadores e invalidá-lo por meio de uma sobrecarga artificial de acessos -, foi lançada no Twitter a campanha com a hashtag #SaveApexRanked, que mobilizou jogadores de várias regiões do mundo.

O movimento foi iniciado pela comunidade pouco após a própria EA, publisher do battle royale desenvolvido pela Respawn Entertainment, publicar um comunicado ressaltando que está buscando "diversas opções" para enfrentar a onda de cheaters dentro do game.

A campanha ganhou força após o americano Chris "Sweetdreams" Sexton, pro player da NRG e um dos jogadores mais vencedores na história do competitivo de Apex Legends, publicar um texto no TwitLonger apontando os diversos problemas que tem afetado a qualidade das partidas ranqueadas.

Campeão de eventos como a TwitchCon Europe Showdown 2019, a GLL Masters Summer - Americas a Apex Legends Global Series Winter Circuit Playoffs - North America, Sweetdrams não escondeu sua frustração com o estado atual do jogo, falou sobre as "promessas vazias" e "falsa esperança" promovidas pela EA em relação aos cuidados com as ranqueadas do Apex. A postagem ganhou enorme repercussão mundial desde sua publicação no fim da tarde do dia 28 de, e até o momento da publicação desta matéria conta com mais de 29 mil curtidas e 12,2 mim retweets.

Após a publicação, Sweetdreams disse ainda que chegou a ser bloqueado e chamado de não profissional pelo diretor de comunicação da Respawn Entertainment, Ryan K. Rigney, mas que o executivo havia lhe mandado uma mensagem pouco após o imbróglio e que agora eles eram "melhores amigos", simbolizando um "momento épico para a humanidade.

O pro player e streamer Christian "Nokokopuffs" Feliciano, vice-campeão da TwitchCon San Diego pela Counter Logic Gaming, apoiou o protesto de Sweetdreams, dizendo que "palavras são ditas e mentes são acalmadas, mas o problema permanece" ao se referir às promessas de melhorias no jogo feitas por Respawn e EA.

Já o jogador norueguês Kha "iPN-k0u" Nguyen, vice-campeão da GLL Masters Summer 2020 - EMEA pela Alliance, disse que perdeu a motivação de disputar partidas ranqueadas porque não considera divertido ou produtivo enfrentar constantemente problemas com DDoS e cheaters. No Brasil, steamers conhecidos da comunidade de Apex, como Fuinha e Amanda St0rm também fizeram coro ao protesto.

"É isso. Agora que vi esse post. Ou fazem algo, ou o game não vai continuar sendo viavel na ranked. Eu mesmo nem entro na ranked mais, cansei de tanto DDOS. FATO", disse Fuinha.

Amanda, por sua, vez, fez críticas ao matchmaking do jogo, dizendo que mesmo jogadores com ranking mais baixo, como prata ou ouro, caem constantemente em partidas contra jogadores de rankins Predador, o mais alto do jogo.

"Ninguém mais aguenta morrer para predador, não importa o seu rank, seja prata/ouro/platina tu vai estar em um lobby full predador, não tem um horário safe, seja de manhã ou de noite. Parada insuportável", disparou.

Após a enorme repercussão do caso, Ryan Rigney, reconheceu que Sweetdreams tem algumas "reclamações válidas", e disse que a equipe de desenvolvimento do jogo vai "acabar com os cheaters" e fazer um "progresso real" nas correções de problemas do jogo. "Ações são necessárias, não apenas palavras", completou Rigney.

Brian Vidovic, Game Designr de Apex Legends, também se pronunciou no Twitter sobre a repercussão do caso. Ele comemorou o fato de que a comunidade se importa "tanto com o jogo" que em vez de simplesmente abandoná-lo devido à insatisfação com o estado atual do game, decidiu lutar por melhorias. Ele garantiu que os desenvolvedores trabalharão duro por melhorias no jogo, pediu paciência à comunidade e disse que trabalhar no desenvolvimento de um jogo é "insanamente difícil".

A Respawn, por sua vez, também lançou um comunicado oficial no Twitter, destacando que o estúdio irá contratar mais pessoas para fazer bans manualmente sempre que algum tipo de ataque ou trapaça for identificado, trabalhará no desenvolvimento de ferramentas para automaticamente identificar e parar ataques originários de DDoS e, ainda, investigará formas de identificar e remover mais rapidamente cheaters do game.

esports

FalleN faz belo clutch em sua primeira lobby no Apex Legends

O verdadeiro é o verdadeiro em qualquer jogo de FPS do mundo

esports

Apex Legends: Brasileira Paradox conquista o Global Series South America 2021

Com o título do maior campeonato do cenário sul-americano, equipe de artiNN1, Besk9 e N3LAS faturou mais de R$ 550 mil em premiação

Conheça 10 personagens LGBTQIAP+ dos games

Em homenagem ao Dia Internacional do Orgulho LGBQTIAP+ selecionamos personagens inseridos nos jogos de esports que em suas histórias revelam fazer parte da comunidade

0
Gabriel SALES
Gabriel Sales

Jornalista apaixonado por games desde o jardim de infância e fã de quase todo tipo de RPG, especialmente os da série Chrono. Nos esports, shooters e jogos de luta são minhas maiores paixões, mas abraço qualquer jogo com uma cena competitiva pulsante.

Mais Reportagens

10:36 DarkZero é campeã mundial de Apex Legends; GODFIRE e Singularity caem na semifinal
22:25 Singularity termina 1ª fase do Mundial de Apex Legends no top 4 e avança pela Winner's Bracket
12:36 Singularity fecha primeiro dia do Mundial de Apex Legends no top 4
14:00 Mundial de Apex Legends: Brasileiros miram campanha histórica para o país
18:00 Team Liquid anuncia loja oficial no Brasil com novas coleções e colaboração com Fortnite
11:00 Política de aprovação de visto nos EUA prejudica eventos de esports realizados no país
11:48 Fade, veja habilidades do personagem exclusivo de Apex Legends Mobile
11:26 Apex Legends Mobile: Download, requisitos... tudo sobre o batte royale no celular
14:40 Apex Legends Mobile recebe novo vídeo com data de lançamento
11:30 Elevate, do Brasil, termina Mundial de Apex Legends em 14°

Recomendados

Mudando de vida: como Free Fire e LoL trouxeram novas perspectivas para a favela
PogChamp, LUL, Kappa: O significado e origem dos memes dos esports

Descubra guias

Apex Legends Mobile: Download, requisitos... tudo sobre o batte royale no celular