Millenium / Artigos e reportagens de games /

Conheça 10 personagens LGBTQIAP+ dos games

Conheça 10 personagens LGBTQIAP+ dos games
0

Em homenagem ao Dia Internacional do Orgulho LGBQTIAP+ selecionamos personagens inseridos nos jogos de esports que em suas histórias revelam fazer parte da comunidade

Não é de hoje que pessoas buscam representatividade no que consomem, seja na televisão, em séries ou em filmes. Nos jogos isso não é diferente. Em uma comunidade considerada um tanto quanto hostil para os LGBTQIAP+, personagens atrelados a essa vivência são essenciais para que mais jogadores se identifiquem e sintam que ali também é o seu lugar.

Nesta matéria veja personagens dos mais variados jogos dos esports que integram a comunidade LGBTQIAP+.

League of Legends

Embora League of Legends esteja recheado de personagens com histórias que dão brechas para a comunidade criar teorias sobre suas orientações sexuais, apenas alguns dos campeões foram confirmados pela desenvolvedora como LGBTQIA+.

Recentemente, a Riot Games confirmou por meio de de um conto a teoria de que Leona e Diana são, ou pelo menos foram, um casal lésbico. A história já rondava a comunidade de LoL desde 2016, quando a atualização sobre o Monte Targon chegou ao jogo. Ao longo do mês de junho, no qual se comemora o Dia Internacional do Orgulho LGBQTIA+, a desenvolvedora deu algumas pistas de que a dupla era, na verdade, um casal, através das missões dentro do jogo, adicionando, inclusive, um emote com as duas.

Em 2017, a empresa alterou a história do campeão Varus e confirmou que ele é gay, o que o tornou o primeiro campeão LGBTQIA+ da história do jogo. Na ocasião, a Riot Games divulgou um vídeo que mostrou o campeão se sacrificando pelo seu namorado. Valmar, Kai e o espírito darkin tornaram-se uma única pessoa repleta de ódio e vingança: Varus.

Lançada em 2018, Neeko é uma Vastaya de milhares de anos. Entretanto, segundo o seu desenvolvedor, Matt Dunn, a campeã ainda está na sua adolescência. Ele também revelou que Neeko se identifica como lésbica e já foi apaixonada por Nidalee, mas o amor acabou não sendo correspondido.

Reprodução: Riot Games - Millenium
Reprodução: Riot Games

Apex Legends

Pouco tempo após seu lançamento, Apex Legends surpreendeu a comunidade ao promover uma grande inclusão dentro do jogo. Isso porque dois personagens do game foram confirmados como pertencentes à comunidade LGBTQIA+.

Em sua história, Makoa Gibaltrar é descrito como alguém dedicou a vida a ajudar outros após os pais dele resgatarem "ele e o namorado" de um deslizamento de terra enquanto o casal desfrutava de um passeio com a motocicleta que ele roubara do pai. Além de Gibaltrar, uma das gerentes de comunidade jogo revelou que a Rastreadora Tecnólogica Bloodhound, cujos nomes, raça e país natal são desconhecidos, é não-binária, e não tem um gênero definido.

Reprodução: Apex Legends - Millenium
Reprodução: Apex Legends

Overwatch

Em Overwatch, dois personagens do jogo fazem parte da comunidade LGBQTIA+. A Blizzard, desenvolvedora do jogo, revelou suas identificações em contos produzidos para explicar melhor a história do game.

No caso de Tracer, a empresa revelou que a personagem se identifica como lésbica. A informação foi contada através de uma história em quadrinhos em comemoração ao natal, em 2016. Lá, é possível ver a ilustração de uma namorada da agente. Com isso, ela se tornou a primeira personagem LGQBTIA+ do jogo.

O segundo foi Soldado 76, ele foi revelado como gay pela Blizzard também em uma HQ sobre a história do game. Intitulado como "Bastet", o conto resgata memórias do soldado com sua colega Ana. Enquanto olham as fotos do passado, a parceira relembra Vincent, um homem com qual 76 se relacionou antigamente. O soldado conta que seu antigo companheiro agora está casado e que é feliz por ele.

Reprodução: Blizzard - Millenium
Reprodução: Blizzard

Legends of Runeterra

No jogo de cartas da Riot Games, também encontramos dois personagens LGBTQI+. Mesmo com o lançamento recente do game, a desenvolvedora segue a mesma linha do seu MOBA e busca a inclusão dos mais variados estilos de personagens dentro de suas diretrizes.

Em Legends of Runeterra, a carta Tyari, o Viajante, simboliza o primeiro e único personagem transsexual em jogos da Riot Games. Segundo confirmado por um escrito narrativo, Tyari também se identifica como não-binário, pois usou os pronomes ele/dele antes de subir a montanha e usa os pronomes ela/dela depois de se tornar A Viajante. A ascensão da montanha é uma metáfora para uma transição do velho para o novo.

Uma outra curiosidade importante é que a voz de Tyari é feita por Maddie Taylor, uma atriz transsexual.

Reprodução: Riot Games - Millenium
Reprodução: Riot Games
Reprodução: Riot Games - Millenium
Reprodução: Riot Games

Outra carta que representa um personagem LGBTQIA+ é o Veterano da Legião, cuja descrição revela que é casado com um homem. "Ele voltou da guerra à beira da morte e só sobreviveu graças ao amor do marido e aos bálsamos do boticário. Noxus fez de tudo para garantir os valiosos conselhos dele após se aposentar da batalha".

Reprodução: Riot Games - Millenium
Reprodução: Riot Games

Rainbow Six Siege

Por fim, em Rainbow Six Siege recentemente também foi adicionado um personagem que pertence a comunidade LGBTQIA+. A adição viralizou na internet e mostrou uma faceta homofóbica bem presente na comunidade de jogos em geral. O preconceito foi altamente combatido pela ala que comemorou o primeiro personagem gay do FPS.

Flores, o novo agente, foi introduzido ao Siege na atualização Operação Crimson Heist, que além do operador trouxe algumas outras novidades ao título. Em sua história oficial, a Ubisot revelou que o personagem é casado com um homem.

Reprodução: Ubisoft - Millenium
Reprodução: Ubisoft
influenciadores

Sneaky é a Ahri K/DA All Out perfeita em novo cosplay de LoL

Surpreendendo a comunidade com mais um cosplay, o ex-pro player da Cloud9 trouxe um novo visual completo da Raposa de Nove Caudas de Runeterra

LoL: Fanart de Leona Destruída mostra a campeã consumida pela Névoa Negra

Esta fanart de Leona Destruída é linda e mostra a Solari sendo consumida pela Névoa Negra

influenciadores

13 streamers LGBTQIAP+ dos games e esports

Para celebrar a data de 28 de junho, quando é comemorado o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAP+, apresentamos streamers que fazem parte dessa comunidade

0
Luis Santana
Showtana  - Redator

Estudante de jornalismo com paixão em contar histórias. Amante do cenário competitivo de League of Legends e assíduo comentarista de coisas que não sou pago para fazer.

Mais Reportagens

16:00 LoL: Quantos tipos de dano existem em League of Legends? A resposta pode surpreender
14:00 Disney Dreamlight Valley Missões: Amizade, reinos, história... como funciona?
14:00 Brasileira é a Seraphine perfeita neste cosplay da skin Canção do Oceano do LoL
10:00 5 jogos que não precisam de remake porque envelheceram muito bem
10:00 Como evoluir os Temtem? Requisitos variam entre níveis, localização e mais
10:00 CS:GO, Valorant, Free Fire e mais: Todas as vezes em que o Brasil foi campeão mundial nos esports
19:34 Bolão do Worlds 2022 ganha novo formato com Bola de Cristal e mais recompensas; veja novidades
18:56 Youtuber de games destrói a própria carreira de 8 anos por um simples tweet
18:00 Final brasileira do Red Bull Solo Q de LoL: como e onde assistir, formato e informações
18:00 Disney Dreamlight Valley Coins: 6 maneiras de ficar rico

Recomendados

Mudando de vida: como Free Fire e LoL trouxeram novas perspectivas para a favela
PogChamp, LUL, Kappa: O significado e origem dos memes dos esports
Conheça os jogos que foram sucessos ou fracassos na história dos games

Descubra guias

21 jogos inesquecíveis do PS2 para deixar a nostalgia tomar conta de você
Collei em Genshin Impact: build, armas, recursos e artefatos
Hora em destaque Pokémon GO setembro de 2022: tudo sobre eventos que você não pode perder