Millenium / Artigos e reportagens de games / Rainbow Six Siege /

Brasileirão Rainbow Six: Quais as chances de cada equipe no campeonato?

Brasileirão Rainbow Six: Quais as chances de cada equipe no campeonato?
0

Com elencos de 2020 mantidos, Ninjas in Pyjamas e Team Liquid despontam como favoritas ao título ao lado da Faze Clan, que contratou a antiga base da MIBR

Neste sábado, às 13h, começa a edição de 2021 do Brasileirão Rainbow Six, principal evento do cenário nacional do FPS da Ubisoft. Com premiação total de R$ 500 mil, sendo R$ 200 mil para o time vencedor, a competição reúne dez equipes: Black Dragons, Faze Clan, FURIA, INTZ, MIBR (atual campeã), Ninjas in Pyjamas, Santos e-Sports, Team Liquid, Team One e W7M.

A maioria das organizações passou por reformulações grandes em seus elencos, enquanto Ninjas in Pyjamas, vice-campeã mundial em 2020 e campeã do Six Major Brasil de agosto; e Team Liquid, campeã do Six Major Brasil de novembro e vice-campeã do BR6 no ano passado, apostaram na manutenção de seus elencos.

Alguns outros elencos mantiveram suas bases, mas estão de casa nova. A Faze Clan, por exemplo, contratou quatro dos cinco jogadores campeões brasileiros pela MIBR em 2020: Cameram4n, Bullet1, Soulz1 e Cyber. A MIBR, por sua vez, agiu rápido no mercado e trouxe a line-up inteira da Team One, time de melhor campanha na fase regular do Brasileirão 2020, forçando os Golden Boys apostarem num time formado por jovens promessas do cenário.

Já a Black Dragons, uma das mais tradicionais organizações brasileiras do cenário de R6, manteve somente Hugzord e Patoxy do time que terminou apenas na oitava posição em 2020 e trouxe três jogadores dispensados pela Faze Clan, mas que devem elevar bastante o nível da equipe: Yoona, Ion e Live, os dois últimos com com passagem de destaque pela BD antes de defenderem a Faze.

Com base nessas movimentações, o MGG Brasil preparou com power ranking com as cotações das equipes em quatro categorias: principais candidatas ao título (Tier 1), correm por fora (Tier 2), brigam por playoffs (Tier 3) e brigam para não cair (Tier 4). Confira a nossa análise.

Tabela de todos os jogos do primeiro turno do BR6 - Rainbow Six Siege
Tabela de todos os jogos do primeiro turno do BR6

Tier 1: Principais candidatas ao título

Ninjas in Pyjamas

Equipe brasileira com melhor resultado na história do Six Invitational, com um vice-campeonato em 2020, a Ninjas in Pyjamas fechou a temporada jogando abaixo do nível apresentado até o Six Major Brasil de agosto, mas com o começo de uma nova temporada é fortíssima candidata ao título.

Com um time formado por vários dos melhores jogadores do Brasil, com destaque principalmente para Murilo "Muzi" Moscatelli e Gabriel "Pino" Fernandes, a NiP é capaz de encarar, e vencer, qualquer equipe do mundo, e chega como uma das principais candidatas ao título brasileiro. A manutenção de uma formação que jogou em altíssimo nível durante boa parte do ano passado é um dos trunfos para os Ninjas conquistarem o primeiro troféu de BR6 de sua história.

Team Liquid

Campeã brasileira em 2019, do Six Major Brasil de novembro e atual vice-campeã brasileira, a Team Liquid é a única organização além da NiP que manteve o time que jogou a última temporada, e a decisão parece bastante acertada.

A Cavalaria tem como principal destaque Luccas "Paluh" Molina, eleito melhor jogador brasileiro de Rainbow Six em 2020, além de outros nomes de peso, como os experientes André "Nesk" Oliveira e João "Muringa" Deam. Organização que mais ergueu troféus no nosso cenário nos últimos anos, a Liquid mais uma vez chega para brigar forte pelo título.

Faze Clan

Vinda de uma temporada decepcionante em 2020, a Faze Clan optou por uma reformulação praticamente completa de sua equipe e manteve apenas Leonardo "Astro" Luis para a temporada de 2021. Ao mesmo tempo, a organização olhou um pouco para o passado e trouxe de volta Gabriel "Cameram4n" Hespanhol para reeditar a parceria de sucesso com Astro. Desta vez, porém, a dupla será acompanhada por José "Bullet1" Victor, Lucas "Soulz1" Romero e Jaime "Cyber" Ramos, campeões brasileiros com Cameram4n pela MIBR.

Quando entrou no cenário brasileiro, no começo de 2018, a Faze Clan fez a mesma manobra e apostou no elenco da Team Fontt, então campeã brasileira, para defender as cores da organização, e logo em seu primeiro Brasileirão conquistou o título. Desta vez, porém, o quarteto vindo MIBR precisará de um período de adaptação até se entrosar com Astro, mas o teto de desempenho da Faze tem potencial para ser altíssimo e, caso se realize, a equipe terá todas as condições de bater de frente com Liquid e NiP na briga pelo título.

Faze contratou base campeã brasileira pela MIB e manteve apenas Astro do time de 2020 - Rainbow Six Siege
Faze contratou base campeã brasileira pela MIB e manteve apenas Astro do time de 2020

Tier 2: Correm por fora

Black Dragons

Vinda de temporada para lá de decepcionante em 2020, a Black Dragons decidiu mexer bastante em sua equipe este ano. A organização manteve apenas Vitor "Hugzord" Hugo e Vinicius "Patoxy" Lima, e trouxe da Faze Clan João "Yoona" Nerici, Ronaldo "ion" Osawa e Vinícius "Live" dos Santos, os dois últimos com passagem de destaque pela própria BD.

Em relação ao time do ano passado, a Black Dragons parece vir bastante fortalecida, principalmente pela experiência de Yoona, que jogou em alto nível em grande parte de sua passagem pela Faze, e pelo talento de Ion, que mesmo sem ter realizado todo seu potencial na Faze, ainda foi peça importante da equipe no vice-campeonato brasileiro de 2019 e no top 8 do Six Major Raleigh naquele mesmo ano. Se o ex-trio da Faze se entrosar rapidamente com Hugzord e Patoxy, a BD chega como séria candidata aos playoffs e pode até mesmo sonhar com o título, embora esse já pareça um objetivo bem mais distante no momento.

MIBR

Atual campeã brasileira, a MIBR terá que começar um trabalho do zero em 2021, mas apostou na melhor line-up disponível no mercado para isso. Com a saída de Cameram4n e companhia para a Faze Clan e a dispensa de Lucca "MKing" Coser, a organização foi atrás da line-up que defendeu a Team One em 2020, time de melhor campanha na fase regular do Brasileirão e vice-campeão do Six Major Brasil de novembro.

O entrosamento de Tassus "Reduct" Issi, Kaique "Faallz Moreira, Luca "LuKid" Sereno, Felipe "FelipoX" de Lucia e Enzo "Rappz" Aziz, que surpreenderam em 2020 pela Team One e fizeram uma grande temporada, é a chave para o sucesso da MIBR. O único obstáculo para a equipe ser uma forte candidata a título é a dificuldade apresentada por esse elenco em séries mais longas contra os melhores times do país no ano passado, como nas finais do Six Major de Novembro contra a Team Liquid e as semifinais do BR6 contra o antigo elenco da própria MIBR. Se essa fragilidade for corrigida ao longo do ano, a organização pode sonhar com o bicampeonato, e o elenco contratado com o seu primeiro troféu de BR6.

MIBR apostou na line-up que fez ótima temporada pela Team One em 2020 para buscar o bi do BR6 - Rainbow Six Siege
MIBR apostou na line-up que fez ótima temporada pela Team One em 2020 para buscar o bi do BR6

Tier 3: Brigam por playoffs

INTZ

Sexta colocada na última edição do Brasileirão, a INTZ manteve sua base, e justamente por isso a expectativa é brigar por uma sexta vaga na zona de playoffs. A saída de Karl "Alem4o" Zarth, hoje na Team One, e a chegada de Victor "Hornetao" Lopes, ex-Black Dragons, representam mudanças que mudam pouco o patamar da equipe, que não deverá ser ameaçada pelo rebaixamento, mas tampouco dá sinais de que brigará pelo título.

A INTZ foi ao longo de 2020 marcada pelas oscilações em jogos decisivos, como na eliminação para a Estral Esports nas semifinais do qualificatório LATAM do Six Invitational, e mesmo com uma equipe forte o bastante para almejar a fase de mata-mata do BR6, é improvável que os Intrépidos possam bater de frente com os times mais fortes do país nos jogos decisivos.

FURIA

Time de pior campanha na última edição do Brasileirão, com apenas duas vitórias em 18 jogos, a FURIA fugiu do rebaixamento ao bater a Falkol, campeã da Série B, na Relegation, e na sequência elevou seu nível de jogo a ponto de vencer o qualificatório LATAM para o Six Invitational. Justamente por isso, parece improvável que as Panteras repitam a péssima campanha de 2020.

A organização, no entanto, passou por mudanças importantes em seu elenco, com as saídas de Victor "Bersa" Hugo e Daniel "Novys" Novy justamente num momento em que a equipe parecia ter se encaixado. As chegadas dos jovens Diogo "Fntzy" Lima e Rennan "R4re" Vitor até podem fazer o time mais forte do que o de 2020, mas no momento a dupla é uma aposta, e justamente por isso a FURIA chega ao BR6 como uma candidata aos playoffs, mas não ao título.

Team One

De todos os times que passaram por reformulações radicais, a Team One certamente foi a mais impactada. Com a saída da line-up vice-campeã de um Six Major Brasil e que teve a melhor campanha na fase regular no BR6 2020, a organização voltou seus esforços para mais uma vez apostar em jogadores jovens, como Eduardo "KDS" Fontes, ex-Faze Clan, e Lorenzo "Lagonis" Volpi, ex-Black Dragons. Vindo da INTZ, Alem4o completa o trio de jogadores contratados com passagem pela Série A na última temporada.

Os outros dois escolhidos foram Juliano "Levy" Andrade e Caio "Neskin" Szazi, dupla que se destacou na Série B pela Team Singularity em 2020. Dentro de suas possibilidades, a Team One fez um bom mercado e tem chances de brigar pelos playoffs com FURIA e INTZ, mas tudo dependerá do quão rápido o quinteto contratado será capaz de se entrosar e compensar o pouco tempo de treino juntos.

Team One apostou num time jovem para surpreender novamente no BR6 - Rainbow Six Siege
Team One apostou num time jovem para surpreender novamente no BR6

Tier 4: Brigam para não cair

Santos e-Sports

Time de segunda pior campanha no Brasileirão 2020, o Santos e-Sports certamente precisava de uma reformação, especialmente após cair ainda nas fases preliminares do Qualificatório LATAM para o Six Invitational. A organização, no entanto, apostou majoritariamente em jogadores que não atuaram na elite do BR6 em 2020, o que é um risco enorme diante de times formados majoritariamente por jogadores experientes e com passagens de destaque pela Série A.

Com exceção de Igor "Freezao" Silva, que atuou na última temporada pela W7M, mas será o sexto player do time, e Renato "Rhyze" Costa, que defendeu o próprio Santos no último BR6, todos os demais jogadores têm pouca, ou nenhuma, experiência na elite nacional. Ainda que nomes como Willian "Stk" da Costa, Raul "Kondz" Romão, campeões da Série B pela Falkol, Nicolas "Destiny" Rocha, ex-Royal Republic, e Fábio "Hxnteer" Pieri, destaque da NT Esports no ano passado, tenham ido bem na liga de acesso, o Peixe hoje parece o time mais frágil da Série A, e muito mais por falta de experiência do que por falta de talento dos jogadores.

W7M

Sétima colocada no último Brasileirão, a W7M manteve a base de um time que em nenhum momento esteve ameaçado de disputar a Relegation, mas que também nunca se mostrou um postulante aos playoffs quando apenas quatro equipes se classificavam para a fase final do BR6. O nível do time parece não ter mudado muito na atual temporada, mas há uma diferença fundamental: equipes que terminaram abaixo dos Búfalos em 2020, como Black Dragons e FURIA, parecem vir bem mais fortes este ano.

A base formada por Dimas "Panico" Junior, Guilherme "Guii" Oliveira, Pedro "Pdr1n" Medina e Gustavo "HerdsZ" Herdina foi reforçada com a chegada de Vitor "Kurtz" Monteiro, destaque da Isurus Gaming no vice-campeonato da Série B, mas o time parece, pelo menos em teoria, superior apenas ao Santos neste momento, e por isso dá a impressão de que brigará na parte de baixo da tabela.

W7M manteve a base do time que ficou em sétimo no BR6 2020 - Rainbow Six Siege
W7M manteve a base do time que ficou em sétimo no BR6 2020

Onde e quando assistir?

Os jogos do Brasileirão Rainbow Six acontecem sempre aos sábados e domingos, a partir das 13h, com transmissão ao vivo dos canais oficiais do Rainbow Six Esports Brasil no YouTube e na Twitch. Entre os dias 16 e 18 de abril, semana de encerramento do primeiro turno, os jogos serão realizados entre sexta-feira e domingo, também a partir das 13h.

Canadian anuncia afastamento do cenário competitivo de Rainbow Six

Campeão do Six Invitational 2020, Canadian anunciou que se afastará do cenário competitivo de Rainbow Six Siege e que não se enxerga jogando ou treinando num futuro próximo

esports

Black Dragons vence Fury e conquista 1ª etapa do Circuito Feminino de R6

Além do título a Black Dragons faturou R$ 20 mil de premiação!

esports

Brasileirão de Rainbow Six passará a dar drops em transmissões na Twitch

Os espectadores agora ganharão pacotes dentro do jogo por acompanhar as competições de R6

0

Mais Reportagens

19:57 Pro players de Rainbow Six rejeitam participação de mulheres na FPL
13:21 Brasileirão Rainbow Six: Semana 5 define classificados para "Libertadores do R6"
11:59 Rainbow Six recebe conteúdo de Rick and Morty em bundle
17:22 Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
12:19 Team Liquid assume a liderança do Brasileirão Rainbow Six
19:54 Qual é o futuro das loot boxes no Brasil?
13:34 Brasileirão R6: Faze perde clássico para NiP, mas termina semana 3 na liderança
12:00 Brasileirão Rainbow Six: Semana 3 tem clássico entre NiP e Faze Clan
14:37 Brasileirão Rainbow Six: Faze Clan termina segunda semana na liderança
10:00 Ligas regionais de Rainbow Six batem recordes de audiência em todo o mundo

Recomendados

Qual é o futuro das loot boxes no Brasil?
Afrogames e a luta coletiva de jovens negros por mais oportunidades nos games
Exposed nos esports: como denunciar e agir diante de casos de violência sexual

Descubra guias

Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
Brasileirão Rainbow Six 2020: Tabela, calendário, horário e mais sobre o BR6
Conheça os operadores mais banidos no competitivo de Rainbow Six