Millenium / Artigos e reportagens de games / Counter-Strike: Global Offensive /

CS:GO: Yel, da MIBR, fala em jogo ruim na Vertigo contra a Heroic e promete rever lado TR

CS:GO: Yel, da MIBR, fala em jogo ruim na Vertigo contra a Heroic e promete rever lado TR
0

Capitão do time brasileiro também lamentou virada sofrida no Overpass. Próximo compromisso da equipe no cs_summit 7 é contra Faze Clan

CS:GO: Yel, da MIBR, fala em jogo ruim na Vertigo contra a Heroic e promete rever lado TR

O capitão da MIBR, Gustavo "yel" Knittel, falou sobre a derrota da equipe para Heroic na estreia do cs_summit 7, primeiro campeonato de Counter-Strike: Global Offensive da nova line-up da organização. O jogador reconheceu que o time fez uma partida ruim no mapa Vertigo, onde Heroic conseguiu uma vitória tranquila por 16 a 19, e lamentou a virada sofrida em Overpass, no qual a equipe brasileira chegou a abrir 13 a 5, mas fez apenas um ponto nas 12 rodadas seguintes e acabou derrotada por 16 a 14. Para yel, o lado TR do time precisa melhorar para o duelo contra Faze Clan, nesta quarta-feira.

"Infelizmente não conseguimos fechar a Overpass e jogamos muito mal a Vertigo, (precisamos) rever nossos tr's para nos prepararmos melhor contra a Faze.", disse o capitão da MIBR.

O técnico da MIBR, Alessandro "Apoka" Marcucci, que não pôde ficar com o restante do time por ainda estar cumprindo suspensão pelo bug do coach, também avaliou a partida. A exemplo de yel, Apoka considera que o time precisa melhorar suas performance no lado terrorista, reconheceu que a Heroic "é um time melhor no momento" e falou sobre a readaptação da equipe à rotina de campeonatos internacionais, uma vez que Boltz, Yel, Chelo e shz passara toda a temporada de 2020 jogando no Brasil.

O treinador da MIBR também disse que o time ainda está se adaptando à chegada de Danoco, que diferentemente de Felps, hoje na GODSENT, não é um jogador com experiência em campeonatos internacionais, e pediu paciência à torcida nesse momento de transição.

O CS_Summit 7 de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) acontece online, nos servidores europeus, entre 25 e 31 de janeiro. O campeonato terá a presença de 12 equipes. Além da nova MIBR, o Brasil também é representado pela FURIA, e ainda conta com Marcelo "Coldzera" David jogando pela FaZe Clan. A premiação total do torneio é de US$ 200 mil - cerca de R$ 1,093 milhão.

esports-csgo

Duelo entre Na'Vi e Vitality pela BLAST Global Final foi o mais assistido da era online do CS:GO

De acordo com o site Esports Charts, duelo entre S1mple e ZywOo teve mais de 687 mil espectadores simultâneos

esports-csgo

FURIA estreia CS_Summit 7 com vitória sobre a Cloud9

O primeiro compromisso da FURIA pelo CS_Summit 7 foi com triunfo sobre a Cloud9

esports-csgo

Gaules se torna o emote global PogChamp da Twitch por um dia

Figurinha do streamer brasileiro está disponível gratuitamente para usuários nesta segunda-feira

0

Mais Reportagens

16:00 Jogadores e times que colocaram seus países no mapa dos esports
20:11 Da perda dos pais ao domínio no Brasil e ida ao NA: a ascensão de biguzera
12:49 CS:GO: Campeão mundial em 2018, Tarik vai para o banco da Evil Geniuses
11:51 Major de CS:GO: CBCS sediará dois eventos RMR da América do Sul
15:27 CS:GO: v$m poderá disputar Majors e RMRs após Valve mudar regras sobre banimento
15:47 FURIA vence MIBR, mas jogadores lamentam estreia contra brasileiros
15:10 FURIA elimina MIBR e avança na BLAST Premier Spring Showdown 2021
17:47 "Derrota decepcionante", diz EliGE após eliminação da Liquid
17:22 Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
16:23 Liquid perde para Dignitas e é eliminada da BLAST Showdown 2021

Recomendados

Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
Sete jogadoras para ficar de olho no cenário feminino de CS:GO e Valorant
Vsm pode ter uma carreira internacional no CS:GO?

Descubra guias

Quando a MIBR joga?
Agenda completa de quando o FalleN joga pela Team Liquid
Quando a FURIA joga?