Millenium / Artigos e reportagens de games / PUBG /

Novo mapa, NPCs e mais: Tudo sobre a Season 10 de PUBG

Novo mapa, NPCs e mais: Tudo sobre a Season 10 de PUBG
0

Caminhões táticos, NPCs inimigos, mapa pequeno, inteligência artificial, saiba tudo sobre a temporada que está chegando em PUBG

Novo mapa, NPCs e mais: Tudo sobre a Season 10 de PUBG

PlayerUnknown’s Battlegrounds (PUBG) recebe em breve sua décima temporada que trará consigo um mapa inédito e novos recursos para o battle royale, como NPCs inimigos, e outros sistemas jamais vistos no game.

Dave Curd, diretor criativo de PUBG, conversou com o MGG Brasil sobre o que os desenvolvedores planejam para as adições e o que os jogadores podem esperar do futuro do jogo.

Temporada 10 e o futuro de PUBG

O maior foco da atualização da Temporada 10 de PUBG é, sem dúvida, o novo mapa Haven e a adição de NPCs inimigos no jogo. Segundo Curd, isso será a conclusão de 2020 para PUBG, que foi um “ano de experimentação e inovação. Uma grande oportunidade de construir novas coisas nas bases criadas por Brendan Greene”.

Ainda de acordo com o diretor criativo, o ano seguinte será o período de pegar todas as lições aprendidas com o ano anterior e aplicá-las no game, “2020 será como um aperitivo e 2021 o prato principal”, afirma.

O novo mapa Haven, na visão do desenvolvedor, é algo atípico para PUBG, com muitos recursos interessantes, implementando em um mapa de 1x1 km² o ritmo de jogo de um mapa bem maior, muito pelas configurações de zona azul, limite de jogadores - que é 32 -, filas de matchmaking - apenas solo ou duo -, e mais importante, a verticalidade.

“É um mapa pouco extenso, mas há muitos edifícios com mais de 6 andares, por exemplo. Nossos testes de partidas duram entre 15 e 18 minutos, com duas ou três trocas de tiro. É muito legal ter essa sensação trazida por um mapa como Erangel de novo, mas precisando de apenas 15 minutos.”

Imagem do novo mapa de PUBG, Haven. | Imagem: PUBG Corp./Reprodução - PUBG
Imagem do novo mapa de PUBG, Haven. | Imagem: PUBG Corp./Reprodução

Novas escolhas no fim de 2020 e em 2021

A última grande adição desta que é a temporada derradeira de 2020 em PUBG é a chegada de NPCs inimigos, que trazem um aspecto “PvPvE”, segundo Curd, inesperado e atípico, para a Season 10, mas que também serve como métrica.

“Diversas dessas novidades são consideradas até controversas, mas tudo é justificado por esse ser um mapa quase sazonal, para gerarmos um tipo de engajamento especial e avaliarmos o que os jogadores pensam sem muito risco.”

Quando indagado sobre os planos para o futuro do jogo em 2021, agora como diretor criativo do game, Curd esclareceu que seu foco será três pilares: manter a identidade de PUBG, voltar os esforços ao desenvolvimento de mapas maiores que “fazem PUBG ser PUBG”, e fomentar novas experiências e escolhas:

“Quando olhamos para os trechos de confronto armado, as armas têm muitas ferramenteas diferentes, acessórios, formas de serem usadas, o ‘gunplay’ é realmente aprofundado, mas 90% do jogo é na fase de sobrevivência, só jogadores muito bons passar por duas ou no máximo três trocas de tiros. Queremos enriquecer os ambientes e promover experiências diferentes em mais formas de interagir com os mapas”, esclareceu.

O tal “ambiente de inteligência artificial”

Trailer de lançamento da Temporada 10 de PUBG

O foco da Temporada 10, assim como adição que mais empolga o desenvolvedor é a implementação do chamado ambiente de inteligência artificial, que envolve os três tipos de NPCs e estruturas inimigas encontradas em Haven, helicópteros, caminhão tático e “strongholds”.

O primeiro e segundo se relacionam de forma direta no jogo, o helicóptero sobrevoa uma determinada área e, caso encontre um jogador, o ilumina com um holofote e convoca o caminhão tático, que nas palavras de Curd “é como se fosse o irmão mais velho malvado do caminhão de loot” e pode ser visto no trailer da temporada acima.

Já os strongholds são instalações repletas de soldados e um comandante que possuem equipamentos de alta qualidade escondidos, mas ao custo de um risco também relevante, já que os NPCs causam dano e possuem muita resistência.

NPCs inimigos de Haven em PUBG. | Imagem: PUBG Corp./Reprodução - PUBG
NPCs inimigos de Haven em PUBG. | Imagem: PUBG Corp./Reprodução
Caminhão tático de Haven em PUBG. | Imagem: PUBG Corp./Reprodução - PUBG
Caminhão tático de Haven em PUBG. | Imagem: PUBG Corp./Reprodução

“Todas as adições são ferramentas para ajudar o jogador a viver histórias diferentes”, conta o diretor, que reforça o fato de esses inimigos servirem ao propósito também de avançar com a história contada em PUBG: “esse grupo militar ‘The Pillar’, está espalhado pela ilha protegendo computadores e servidores. Não queremos que os jogadores saibam ainda o que é, mas sim que busquem pistas. Queremos contar mais histórias e que o jogador se sinta compelido a buscar mais e mais informações”.

Bagagem de outros jogos

Dave Curd, agora diretor criativo de PUBG, possui uma extensa bagagem na indústria de games, principalmente no gênero shooter. Tendo trabalhado com cinco títulos da franquia Call of Duty, o desenvolvedor reforça o fato de que cada jogo requer atenção a aspectos diferentes.

“O que eu trouxe foi o conhecimento sobre uma espécie de ‘construção’ do jogo e o que é necessário para fazer um título sair de AA para AAA. Como fazer tudo da melhor maneira possível em questões como experiência do usuário, acessibilidade, valores reforçados como o de ter respeito pelo tempo do jogador e o que o jogador ocidental espera de um jogo de tiro de alta escala assim, principalmente nos consoles”, conta.

"Outra coisa que aprendi é que quem reina é a jogabilidade. Gráficos bonitos são legais, mas nunca ao custo de sacrificar a performance, visuais podem ser incríveis, mas nunca salvarão um jogo ruim. Quando se trabalha em AAA por tanto tempo acostuma-se a sempre querer levar o visual a um novo delta, sempre espantar o jogador, mas uma hora a tecnologia começa a influenciar a jogabilidade. Se quer o jogo estupendamente lindo, o tamanho do mapa será limitado ou o número de jogadores jogando juntos."

"Em PUBG funciona diferente, é ok as coisas não serem perfeitas, ou um ou outro modelo não ser o mais bonito de todos, o que queremos é dar a experiência que prometemos ao jogador. Ver a quantidade de pessoas que decidiram dar uma chance a PUBG mostra que estamos certos.”
Dave Curd - Diretor Criativo de PUBG

A Temporada 10 de PUBG chega em 16 de dezembro. O game está disponível para PC, Xbox One, PlayStation 4 e Google Stadia.

esports

Circuito competitivo de PUBG Mobile em 2021 dará US$ 14 milhões em premiação

Calendário de torneios contará com sete novas edições regionais da Pro League e Brasil está entre os países contemplados

0

Mais Reportagens

16:30 Projeto Valkirias se torna organização de esports e terá line-ups de LoL, Valorant e PUBG
09:00 Relembre casos de streamers que foram banidos ao vivo na Twitch
17:39 Alpha 7 vence a PUBG Mobile Pro League Brasil 2021 e fatura R$ 60 mil
16:00 PUBG MOBILE bane mais de 1,6 milhão de trapaceiros em apenas uma semana
13:21 Streamer BarcelloS, do Flamengo, anuncia live com pelo menos 30 dias de duração
17:22 Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
14:42 PUBG Mobile: goodZiN é suspenso por 1 ano de torneios após fazer comentário racista
12:28 Microsoft quer comprar Discord por mais de US$ 10 bilhões, diz site
13:23 PUBG Mobile e Projeto Valkirias criam torneio feminino com R$ 48 mil de premiação
13:27 PUBG Mobile Club Open terá Toboco como host e times de Richarlison e Douglas Costa

Recomendados

Conheça as maiores viradas da história dos esports
Afrogames e a luta coletiva de jovens negros por mais oportunidades nos games
Exposed nos esports: como denunciar e agir diante de casos de violência sexual

Descubra guias

As funções de cada jogador do modo esquadrão nas partidas competitivas de PUBG
Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
Dicionário PUBG: O glossário completo de termos e gírias