Millenium / Artigos e reportagens de games /

Sony teme receber versão "bugada" de CoD se Microsoft adquirir Activision Blizzard

Sony teme receber versão "bugada" de CoD se Microsoft adquirir Activision Blizzard
0

Em documentos enviados ao CMA, órgão regulador do Reino Unido, fabricante do PlayStation adotou tom especulativo para se opor à venda da Activision Blizzard

Sony teme receber versão 'bugada' de CoD se Microsoft adquirir Activision Blizzard

A aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft ainda não foi aprovada pelos maiores órgãos regulatórios do mundo, e a Sony tem frequentemente argumentado que a aprovação do negócio seria prejudicial à indústria e criar um desequilíbrio no mercado de consoles, principalmente em função da enorme popularidade da franquia Call of Duty.

Além disso, em documento enviado recentemente ao CMA, órgão regulador do Reino Unido, a Sony adotou um tom especulativo e disse que a Microsoft poderia lançar versões "bugadas" de CoD nos consoles PlayStation. A informação foi revelada pelo jornalista Tom Warren, do site The Verge

"Microsoft pode lançar uma versão PlayStation de Call of Duty na qual bugs e erros surgem somente nos níveis finais ou após uma atualização realizada mais tarde. Mesmo que tais degradações possam ser detectadas rapidamente, qualquer remediação viria tarde demais”, disse a Sony no documento enviado ao CMA.

Na sequência, a fabricante do PlayStation afirma que, caso as versões de Call of Duty para PlayStation tenham performance inferior à dos consoles Xbox, isso poderia fazer a base de jogadores migrar para a plataforma da Microsoft.

"Se ficasse conhecido que o desempenho do game no PlayStation fosse pior que no Xbox, os jogadores de Call of Duty poderiam decidir mudar para o Xbox, por medo de jogar seu game favorito em um lugar de segunda classe ou menos competitivo”, prosseguiu.

Nas tentativas de tentar acelerar a aprovação da compra da Activision Blizzard, a Microsoft ofereceu à Sony um acordo no qual os jogos de Call of Duty seriam lançados por 10 anos nos consoles PlayStation, mas a companhia japonesa não aceita o acordo e continua trabalhando para impedir a transação.

Diretota de operações da Activision Blizzard, Lulu Cheng afirmou recentemente que o CEO da PlayStation, Jim Ryan, não tem interesse em um acordo por Call of Duty e que o único objetivo do executivo é "bloquear" a aquisição da publisher de franquias como Overwatch e Diablo.

"A Microsoft ofereceu à Sony (a líder dominante do console por mais de uma década, com 80% de participação no mercado) um contrato de 10 anos em termos muito melhores do que a Sony jamais obteria de nós.Também oferecemos à Sony acesso garantido de longo prazo ao Call of Duty. Mas eles continuam recusando", comentou Lulu Cheng, que na sequência acrescentou:

"Por que? O CEO da SIE (Sony Interactive Entertaiment) respondeu a essa pergunta em Bruxelas. Em suas palavras: Não quero um novo contrato de Call of Duty. Quero apenas bloquear sua fusão", disse Cheng, que na sequência pontuou que a declaração de Ryan teria sido dada em 21 de fevereiro deste ano.

Compra da Activision Blizzard: Órgão regulador dos EUA pode ser maior obstáculo para Microsoft

Seundo o portal de notícias Politco, a Federal Trade Comission deve abrir um processo antitruste para barrar a venda da companhia dona de franquias como Call of Duty, Diablo e Overwatch para a fabricante dos consoles Xbox

xbox
Reino Unido sugere que Call of Duty seja retirado do acordo entre Microsoft e Activision Blizzard

CMA, órgão regulador britânico, considera que inclusão de Call of Duty na compra da Activision Blizzard criaria desequilibrio no mercado dos games, dada a enorme popularidade da franquia

Executiva da Activision Blizzard diz que CEO da PlayStation não quer acordo por Call of Duty

De acordo com Lulu Chen, diretora de operações da Activision Blizzard, afirmou que único interesse de Jim Ryan é bloquear aquisição da publisher pela Microsoft

0
Gabriel SALES
Gabriel Sales

Jornalista apaixonado por games desde o jardim de infância e fã de quase todo tipo de RPG, especialmente os da série Chrono. Nos esports, shooters e jogos de luta são minhas maiores paixões, mas abraço qualquer jogo com uma cena competitiva pulsante.

Mais Reportagens

16:15 Genshin Impact: o que esperar da versão 4.4?
10:00 Jogador constrói arma estranha em Zelda Tears of the Kingdom e pode ser uma das mais poderosas do jogo
22:35 “Minha família respeitou minha decisão”, Faker explica motivo de ter recusado proposta milionária de equipe chinesa
20:57 Há uma referência ao GTA San Andreas em Cyberpunk 2077 e você provavelmente não percebeu
20:15 Próximos banners Honkai Star Rail: Cronograma completo de dezembro de 2023
23:30 Baldur's Gate 3: Existem 17 mil finais no RPG? Larian Studios explica a verdade
19:30 The Legend of Zelda Tears of the Kingdom: Bug permite jogar como Link em primeira pessoa e torna o jogo ainda mais envolvente
21:00 Próximos banners Genshin Impact: Cronograma completo de dezembro de 2023
17:30 Honkai Star Rail: Lista de códigos de itens grátis ativos e como resgatá-los
21:30 Avatar: Frontiers of Pandora está disponível! O que esperar do novo ação e aventura do universo da maior franquia da Disney?

Recomendados

Mudando de vida: como Free Fire e LoL trouxeram novas perspectivas para a favela
PogChamp, LUL, Kappa: O significado e origem dos memes dos esports

Descubra guias

Códigos de GTA San Andreas PC: Dinheiro infinito, armas, veículos e lista completa
Guia TFT: Melhores composições e sinergias do Conjunto 9.0 de Teamfight Tactics
Quais são os melhores personagens de Genshin Impact?