Millenium / Artigos e reportagens de games /

Os 10 melhores jogos de terror de todos os tempos

Os 10 melhores jogos de terror de todos os tempos
0

O terror sempre cativou muitos jogadores e algumas relíquias ficaram em gerações passadas, mas com certeza ainda permanecem na memória dos amantes desse gênero

Os jogos de terror sempre estiveram entre os gêneros mais cobiçados por jogadores. Parece que a ideia de se assustar e enfrentar seus medos simplesmente encanta algumas pessoas… quem é que não gosta de ver seu streamer favorito levando um bom susto? Por conta disso, separamos os 10 melhores jogos de terror em todas as gerações. Será que você tem coragem de se aventurar neles?

E não se engane! Não é porque um jogo é antigo que necessariamente não funcione mais nos dias de hoje, de modo que alguns jogos de gerações passadas conseguem até mesmo superar os atuais em muitas características.

Outlast

Millenium

Esse jogo é um dos melhores do gênero e consegue causar uma agonia do começo ao fim. Sua DLC, Whistleblower, é considerada ainda melhor por alguns jogadores. Na trama você é um jornalista que vai investigar uma denúncia em um hospital psiquiátrico e descobre um verdadeiro mar de horrores, com psicopatas terríveis o caçando. Para piorar, você não pode lutar, só correr, se esconder e usar uma câmera para enxergar no escuro, que ainda por cima tem bateria limitada.

O segundo título não foi tão aclamado assim, mas não deixa de ser assustador em vários momentos, se passando em uma vila pacata na qual cultistas insanos de seitas rivais o caçam. E não podemos deixar de citar o próximo jogo, The Outlast: Trials, que terá seu beta lançado em breve.

Resident Evil 7: Biohazard

Millenium

A franquia Resident Evil começou como um Survivor Horror, mas passou a ser um jogo com bastante elementos de ação a partir de Resident Evil 4. No sétimo game ela “voltou às origens”, inclusive com o nome Biohazard, que foi utilizado no primeiro jogo para PS1. RE7 é tão intenso que boa parte dos usuários de PlayStation nem se quer passam do primeiro vídeo.

Claro que os jogos clássicos do PS1 podem aterrorizar, com o Mr. X ou o Nemesis correndo atrás de você, cães ferozes o perseguindo e a escassez de recursos que é tão tradicional nos primeiros jogos. O PS2 não fica para trás, com Code Veronica trazendo tudo o que há de mais clássico na franquia para o console, para futuramente ser ofuscado pelo RE4 que é um dos mais famosos da série, de modo que um remake está em produção, assim como o de seus antecessores.

A franquia da Capcom continua em andamento, o oitavo jogo foi um excelente título, cheio de momentos assustadores e bizarros, embora você saiba que seu protagonista tem alguns poderes e as coisas não ficam tão intensas assim.

Todos sabem bem que a trama gira em torno da Umbrella Corporation, que faz inúmeras experiências que não acabam bem, gerando os famosos zumbis e criaturas ainda mais perigosas.

Resident Evil 7 e 8 são em primeira pessoa, ao contrário dos outros títulos da franquia (aqui não estamos contando com os remakes e adaptações feitos para plataformas). Todos são jogos de tiro.

Silent Hill

Millenium

Quem lembra da sirene sabe quanto essa franquia pode ser agoniante, com personagens terríveis como o Piramid Head ou as enfermeiras. O clima intenso que trás uma desesperança do começo ao fim e bosses bizarros em cada um de seus títulos.

Não é preciso saber muito sobre a franquia para categorizá-la como um dos ícones do gênero de terror do mundo dos games, inspirando vários outros jogos, de modo que poucos conseguem trazer a mesma atmosfera sinistra.

A trama é complexa e envolve o surreal misturado com o psicológico. Todos os jogos são survivor horror e você pode enfrentar as criaturas com armas de fogo e corpo-a-corpo.

Siren/Forbidden Siren

Millenium

Falando em inspiração, essa franquia é altamente inspirada em Silent Hill, trazendo também enfermeiras sinistras e… uma sirene. Não é por acaso, já que alguns desenvolvedores estiveram envolvidos nos dois projetos. O título não é tão conhecido, pois foi ofuscado por outros mais famosos, mas entre os amantes de terror é uma relíquia e é considerado um dos melhores.

É um jogo japonês e o nome Siren pode significar sirene, já que existe uma no jogo (assim como em Silent Hill) e também sereias, já que na trama os inimigos são “encantados” ficando em estados que mais remetem a zumbis.

Ao todo são três jogos, de modo que os dois primeiros têm relação entre si e o terceiro, e mais famoso, é uma espécie de releitura do primeiro, que não é tão original, mas funcionou bem. De modo geral a trama envolve aldeões que fazem rituais sinistros para uma entidade de trevas que controla a mente deles e você joga com vários protagonistas tentando sobreviver no modo stealth, se escondendo e fugindo.

Os inimigos são shibitos, que são zumbis na cultura japonesa, mas são um pouco diferenciados por terem um certo nível de consciência e até mesmo conseguirem se comunicar entre si.

Fatal Frame

Millenium

O jogo o coloca no comando de protagonistas que só podem usar uma câmera fotográfica para lidar com fantasmas. A atmosfera consegue ser assustadora e agoniante do começo ao fim, de modo que você nunca sente que está em um lugar seguro.

Na trama você entende que as câmeras emitem luz em seu flash, que viajam por ondas em determinadas frequências que podem afetar os fantasmas, assim como os gravadores conseguem identificar a frequência de sons que esses fantasmas emitiriam. Você usa esses recursos e consegue impedi-los de prejudicá-lo enquanto descobre mais sobre a história.

Clock Tower

Millenium

Um jogo de terror que deu origem ao Haunting Ground, um outro título bastante reconhecido no meio, além de ser um dos games que ajudou a definir o terror nos games mais atuais. A ideia da franquia sempre foi trazer uma atmosfera mais investigativa, cheia de mistérios, com um perigo iminente. Você não joga com protagonistas fortes, mas sim que precisam sobreviver e suas ações levam a finais diferentes.

O primeiro título é point and click e o segundo, que saiu para consoles, é mais adaptado ao que estamos acostumados como em Resident Evil. Você não enfrenta os monstros como um herói e sim dá um jeito de fugir e usar elementos para atrapalhá-los para criar uma abertura.

Nas tramas, que são diferentes a cada jogo, você entra na pele de protagonistas frágeis em ambientes rurais, bem afastados e pouco movimentados, que estão infestado de criaturas horrendas. Sua missão é sobreviver e descobrir mais sobre o que está acontecendo.

Alone in the Dark

Millenium

O primeiríssimo jogo de terror em 3D (ao menos entre os mais famosos). É pai de Resident Evil, Silent Hill e outros títulos que usaram exatamente o mesmo tipo de técnica, puzzles e posicionamento de câmera, inclusive até mesmo hoje em dia.

Infelizmente, embora a franquia tenha sido uma influência para games futuros, esses mesmos títulos ofuscaram Alone in the Dark e o deixaram… sozinho na escuridão do esquecimento. Talvez não seja para tanto, já que um reboot para o PS5 está sendo produzido.

Cada jogo tem personagens e uma história diferente, mas o gênero é sempre survivor horror, com criaturas sombrias tentando matá-lo. Você também precisa investigar e resolver puzzles.

Parasite Eve

Millenium

Terror e RPG não são dois gêneros que combinam muito bem quando paramos para pensar, mas esse definitivamente não é o caso de Parasite Eve, que é lembrado por muitos até hoje, sendo um título excelente, com inimigos e momentos icônicos, uma gameplay diferenciada e bastante à frente de seu tempo.

As sequências do primeiro jogo nem chegaram perto do original, de modo que muitos fãs nem sabem que existem continuações. Mas os fãs de terror sabem o quanto esse game foi bem trabalhado, conseguindo equilibrar bem os puzzles, os momentos de terror e o combate.

A história segue uma protagonista policial novata que está no meio de uma grande confusão: criaturas horrendas começam a aparecer, pessoas e animais se transformam, eventos paranormais ocorrem e você precisa sobreviver a tudo e descobrir de uma vez por todas como acabar com isso.

P.T (Silent Hills)

Millenium

P.T significa “Playabe Teaser” e se trata de um jogo de terror que não foi completamente desenvolvido, com o magnífico trabalho de Hideo Kojima. O projeto morreu e isso deixou os fãs bastante tristes, já que, mesmo sendo um game inacabado, ele consegue ser superior a muitos títulos produzidos atualmente.

O jogo é em primeira pessoa e cheio de sustos e momentos aterrorizantes. Você acorda em uma casa, sem entender direito o que está acontecendo, vai juntando pistas e entra em um mundo alternativo, descobrindo que espíritos vingativos estão lá para fazer mal. Tudo é construído em uma atmosfera bem sombria e você se sente impotente diante dos inimigos, já que não pode atacá-los e às vezes, nem mesmo fugir ou evitá-los.

Five Nights at Freddy’s

Millenium

Começou como um jogo indie, mas foi fazendo mais e mais sucesso entre os jogadores, com sua temática diferenciada, e conquistou um espaço considerável entre os games de terror. A história é complexa e tem vários personagens envolvidos na trama, que parecia bem… simples no primeiro jogo. Esse título com certeza foi uma inspiração para Poppy Playtime, que também é um bom jogo de terror.

Os primeiros jogos são point and click, no qual você precisa manter bem a sua atenção para sobreviver aos horrores que o cercam. Um survivor horror chamado FNAF Security Breach foi lançado, no qual você joga com um protagonista em primeira pessoa e precisa resolver puzzles enquanto foge dos mechatronics.

A história se passa em uma fábrica e é diferente em cada jogo, sempre acrescentando mais personagens e pontos no enredo, mas a ideia é que você fica preso lá dentro e precisa sobreviver a qualquer custo, enquanto os mechatronics, que são seres mecanizados, querem desmembrá-lo.

Outros jogos de terror conhecidos

Millenium

Sei que você pode estar pensando em The Evil Within, Metro, Alien, Amnsesia, Soma, F.E.A.R e tantos outros, mas você acha que eles foram tão incríveis quanto os jogos de terror listados acima? Atualmente temos The Dark Pictures Anthology, que se trata de uma série de jogos de narrativa, com escolhas e finais distintos, sempre trazendo uma trama diferente, mas a ideia começou com Until Dawn, já que vários desenvolvedores envolvidos no primeiro projeto continuam no segundo.

Jogos de terror cooperativos estão em alta hoje em dia, como Dead by Daylight, Friday the 13th, Evil Dead e outros, mas convenhamos… com companhia nós não sentimos tanto medo, não é? DBD é um título tão conhecido que personagens do terror são introduzidos no game, como Nemesis e Wesker de Resident Evil.

Millenium

E quanto a você? Tem algum outro jogo de terror que te assustou muito, mas não está nessa lista? Compartilhe conosco. Queremos saber mais sobre as suas experiências no mundo dos games.

fyng
Overdose: esse seria o nome do suposto novo jogo de terror criado por Hideo Kojima

Um vazamento fornece os detalhes do que seria um trailer de um game de Hideo Kojima que pode ser exibido esta semana no Summer Game Fest

Os melhores (e piores) jogos da história de Resident Evil

Entre sucessos de crítica e público e títulos que não agradaram a quase ninguém, franquia da Capcom é uma mais importantes e influentes da indústria dos games

Inteligência artificial reimagina campeões e faz LoL parecer um filme de terror

Uma inteligência artificial recriou todos os campeões de League of Legends, alcançando resultados capazes de incomodar os jogadores, que estão assustados com o quanto essas tecnologias evoluíram ao longo dos anos

0
Vika Rosa
Vika Rosa  - Redatora

Jornalista, apaixonada por games, especialmente RPGs e mais especialmente ainda Final Fantasy e Kingdom Hearts. Amo fantasias, sejam em livros, filmes ou animações.

Mais Reportagens

14:43 Esports World Cup anuncia parceria de três anos com Esports Awards
11:44 Ubisoft Foward 2024: Assassin's Creed Shadows, Star Wars Outlaws e remake de Prince of Persia: The Sands of Time! Confira tudo o que rolou na conferência
12:02 MMORPG League of Angels: Pact já está disponível no Brasil
18:38 O guia definitivo da Esports World Cup: de 3 de julho a 25 de agosto
18:15 Times brasileiros entram em programa de apoio financeiro da Esports World Cup; confira lista completa.
18:15 Esports World Cup 2024 terá Mobile Legends: Bang Bang, Counter-Strike 2, Dota 2, Honor of Kings e StarCraft II
18:14 Mobile Legends: Bang Bang, MOBA de sucesso nos celulares, é o primeiro título anunciado da Esports World Cup 2024
18:14 Esports World Cup terá primeira edição disputada Riad, em 2024
16:03 Esports World Cup terá premiação total marcante de US$ 60 milhões
12:23 Lançamento de Eternal Fury 3 Brasil traz eventos temáticos do BARÇA e recompensas gratuitas

Recomendados

Mudando de vida: como Free Fire e LoL trouxeram novas perspectivas para a favela
PogChamp, LUL, Kappa: O significado e origem dos memes dos esports

Descubra guias

Códigos de GTA San Andreas PC: Dinheiro infinito, armas, veículos e lista completa
Guia TFT: Melhores composições e sinergias do Conjunto 9.0 de Teamfight Tactics
Quais são os melhores personagens de Genshin Impact?