Millenium / Artigos e reportagens de games / Rainbow Six Siege /

Rainbow Six Mobile é anunciado com "mesma ambição competitiva" das versões de PC e consoles

Rainbow Six Mobile é anunciado com "mesma ambição competitiva" das versões de PC e consoles
0

Em entrevista ao MGG Brasil, o diretor criativo do jogo, Justin Swan, ressalta que jogo terá calendário próprio de atualizações e seguirá modelo gratuito com conteúdos cosméticos e Passes de Batalha pagos

Em breve, a Ubisoft lançará uma versão mobile de Rainbow Six Siege, FPS tático lançado originalmente em dezembro de 2015 para PC, PlayStation 4 e Xbox One e que se tornou o game multiplayaer competitivo de maior sucesso da história da empresa, tendo sido jogado até hoje por mais de 80 milhões de pessoas, segundo a própria Ubisoft.

Ainda sem data oficial de lançamento, o jogo chegará para os sistemas Android iOS e tem como proposta alcançar um público mais amplo. Por isso, o game seguirá pela primeira vez na história da franquia o modelo free to play (gratuito), mas com uma série de conteúdos pagos, como skins de personagens e armas, outros tipos de cosméticos e Passes de Batalha que darão acesso a novos operadores. E embora mantenha as características de gameplay tradicionais da franquia, Rainbow Six Mobile terá partidas mais rápidas, com séries menores e rounds mais curtos.

Em entrevista ao MGG Brasil, o diretor criativo do jogo, Justin Swan, falou sobre os antigos planos da Ubisoft em desenvolver Rainbow Six Mobile, os desafios em adaptar o gameplay do FPS tático para os celulares e o calendário próprio que jogo terá ao longo dos próximos anos.

Ideia antiga que finalmente ganhou vida

Rainbow Six Mobile é o primeiro game da franquia a adotar o modelo gratuito com conteúdos pagos - Rainbow Six Siege
Rainbow Six Mobile é o primeiro game da franquia a adotar o modelo gratuito com conteúdos pagos

Segundo Justin Swan, o desejo de criar Rainbow Six Siege Mobile é antigo e existe há, pelo anos, 3 anos e meio. Segundo o desenvolvedor, o game chega com a proposta de ser um game AAA (de alto orçamento) para celulares, mas ao mesmo tempo otimizado para atender, ao mesmo tempo, um novo público e jogadores veteranos da franquia.

"É um jogo AAA para celulares, focado em oferecer uma experiência bastante próxima da versão de PC e consoles, mas otimizada para atingir um grande número de jogadores e obviamente adaptada para oferecer uma experiência fluida e com as características que um FPS para celulares deve ter. Eu mesmo sou um fã de Rainbow Six, e quando essa ideia chegou à mesa, eu só disse ‘vamos fazer!’”, ressaltou Justin, pontuando também a integração do time com a equipe da Ubisoft Mont

"Trabalhamos aqui em Montreal, no mesmo prédio que o time do Rainbow Six Siege de PC e consoles, então tudo que precisei fazer foi mudar de andar para conhecer a equipe e desde então temos trabalhado muito, trocado informações constantemente para fazer que todas as características que fizeram do R6 um sucesso em outras plataformas se repetir nos celulares. É um trabalho feito do zero, e do qual estamos realmente orgulhosos.”

Objetivo é agradar veteranos e novatos do R6

Rainbow Six Siege

Dentro da lista de objetivos que Justin Swan destaca como prioridades, um dos principais é fazer Rainbow Six Mobile alcançar uma nova audiência ao mesmo tempo e, ao mesmo tempo, trazer também fãs de longa data para a versão de celulares. Segundo o desenvolvedor, embora vários controles precisem ser adaptados e isso seja, sim, um desafio, a proposta é oferecer o "cerne" do R6 clássico na versão para celulares.

Até o momento, 10 personagens foram confirmados no elenco: entre os operadores de ataque, estão, Ash, Twitch, Sledge, Thermite e Hibana, enquanto a lista de defensores conta com Caveira, Bandit, Smoke, Valkyrie e Mute. Além disso, 2 mapas estão confirmados no lançamento de R6 Mobile: Banco e Fronteira. Swan, contudo, destaca que a lista de personagens e mapas será constantemente atualizada e, em algum momento, Rainbow Six Mobile terá tanto conteúdo quanto as demais versões.

"Nosso objetivo é fazer um jogo que atraia para os celulares as pessoas que já jogam o Siege no PC e em consoles e conquiste um novo público. Sabemos que hoje existe uma grande audiência que joga principalmente em celulares, inclusive FPSs competitivos, e queremos chegar a esse público. Alcançar o equilíbrio de agradar veteranos e novatos de R6 é nossa principal missão e maior motivação. Naturalmente, há coisas que precisam ser adaptadas, tanto nos controles quanto na duração das partidas, que serão mais curtas, mas o cerne do que faz o Siege um jogo único precisa estar lá."

Swan pontua ainda que o game tem passado por uma bateria constante de testes, especialmente pela série de características "únicas" de Rainbow Six. Uma vez que cada operador conta com um equipamento único e até hoje já foram lançados 63 personagens, o desenvolvedor que o game é pensado para os celulares de uma forma diferente dos demais FPSs competitivos.

"Muitas coisas que funcionam em outros FPSs competitivos não se encaixam tanto na proposta do R6, que tem características muito próprias. Temos dezenas de operadores com gadgets únicos e que são perfeitos para um determinado mapa, mas podem não são ser tão efetivos em outros, combinações de operadores com características que se complementam ou que são feitos para anular um operador rival. Tudo isso estará no R6 Mobile", frisa.

Elenco mais enxuto no lançamento e calendário próprio de atualizações

Rainbow Six Siege

Justin Swan já adianta que Rainbow Six Mobile não terá no lançamento todos os 63 operadores que as versões de PC e consoles têm disponíveis hoje, funcionando inicialmente com um elenco mais enxuto, assim como foi o game original em seu lançamento. Embora não adiante quantos operadores estarão no jogo logo de cara, ele destaca que o elenco será variado o bastante no aspecto estratégico, para permitir diferentes formações de acordo com as características do mapa ou time adversário.

"O elenco de Rainbow Six hoje é muito extenso, com 63 operadores, e por isso não teremos todos esses personagens no lançamento. O que precisamos oferecer é um elenco que possibilite variedade de estratégias, assim como foi feito nas outras plataformas desde o Ano 1. Como seguiremos o modelo de temporadas, haverá muito conteúdo para ser trabalhado ao longo dos próximos anos, e teremos nosso próprio calendário de lançamentos e atualizações. Ao mesmo tempo, não necessariamente lançaremos 2 operadores por temporada. Podemos lançar um número maior de personagens e, em algum momento, alcançar o número de personagens das demais versões. Tudo isso será avaliado após o lançamento do jogo”, adianta o desenvolvedor, que destacou ainda o trabalho individualizado com os operadores.

"Cada operador no R6 tem características únicas, e por isso o trabalho em cada um deles precisa ser bastante minucioso. Queremos nos certificar que cada personagem só chegará o jogo quando estiver perfeitamente adequado à gameplay dos celulares”

Pensado para o competitivo

Rainbow Six Siege

Justin não dá qualquer pista sobre um possível cenário de esports de Rainbow Six Siege Mobile, mas salienta que desde o começo do desenvolvimento, o FPS foi pensado para o aspecto competitivo, mas diz que a criação ou não de um cenário de esports será reflexo de uma demanda da comunidade.

"Posso afirmar que o jogo foi pensado também para o aspecto competitivo, então se houver uma grande demanda da comunidade por um cenário de esports no Rainbow Six Mobile, o jogo já estará totalmente pronto para isso. Nossa proposta é oferecer um título abrangente, que atenda os jogadores casuais, que jogam apenas por diversão, mas também os jogadores competitivos, que dedicam até milhares de horas a aprimorar suas habilidades.”

Ao falar sobre o Brasil, Swan pontua que o país é, desde o lançamento de Rainbow Six, um dos principais mercados do FPS em todo o mundo, e que por isso haverá servidores dedicados na América do Sul para oferecer aos jogadores uma experiência fluida em termos de conexão.

"O mercado brasileiro é uma das nossas prioridades, pois desde o lançamento do Rainbow Six Siege o Brasil sempre foi um dos países que mais abraçaram o jogo, e acredito que isso se repetirá na versão mobile. O Brasil é um país apaixonado por FPSs competitivos, e não por acaso tem uma história extremamente vencedora nos esports, dominando o cenário de Rainbow Six em 2021 e tendo vários dos melhores jogadores do mundo", enfatiza.

"Além disso, sabemos que o Brasil é um dos maiores mercados do mundo no mercado de jogos mobile, e a partir do momento que decidimos fazer o Rainbow Six para celulares, pensamos também em toda a infraestrutura para oferecer uma experiência fluida para os jogadores, o que inclui um servidor dedicado na América do Sul para reduzir ao máximo as chances de lags. Esperamos muito alcançar um novo público no país com a versão mobile, deixando o jogo mais acessível.”

esports
Ubisoft cancela Six Major de R6 nos Emirados Árabes após pressão da comunidade

Após ser criticada pela comunidade, que não concorda com a postura dos EAU sobre direitos de pessoas LGBTQIAP+, Ubisoft cancelou o Six Major na confederação árabe

esports
Silence deixa comando técnico da Liquid no Rainbow Six e anuncia aposentadoria do FPS

Treinador conquistou dois títulos brasileiros, a Pro League Season 7 e foi vice-campeão do Six Invitational 2021. Profissional continuará na organização, mas exercendo outra função

esports
Paluh, Alem4o e Cyber são eleitos os melhores jogadores de Rainbow Six do mundo

O trio brasileiro Paluh, Alem4o e Cyber garantiu o pódio do do ranking de melhores jogadores do mundo, realizado pelo SiegeGG

0
Gabriel SALES
Gabriel Sales

Jornalista apaixonado por games desde o jardim de infância e fã de quase todo tipo de RPG, especialmente os da série Chrono. Nos esports, shooters e jogos de luta são minhas maiores paixões, mas abraço qualquer jogo com uma cena competitiva pulsante.

Mais Reportagens

17:16 Rainbow Six: Los One vence FURIA e conquista vaga para o mundial de R6
19:14 "Esport é uma indústria de entretenimento, não é esporte", diz Ana Moser, Ministra do Esporte
16:38 As maiores personalidades de 2022 nos esports
10:00 Os melhores momentos do Brasil nos Esports em 2022
10:00 Retrospectiva Rainbow Six 2022: Brasileiros ficam no quase em campeonatos internacionais
12:57 Aspas vence Atleta do Ano no Prêmio eSports Brasil e mais duas categorias; veja todos os vencedores
18:00 Rainbow Six: Ubisoft fecha parceria com BLAST, altera Majors e expande nº de regiões
13:20 Kheyze é eleito o melhor jogador de Rainbow Six no R6 Awards 2022; confira todos os vencedores
11:20 Team Liquid é tricampeã do Brasileirão Rainbow Six; Black Dragons é bi do Circuito Feminino
15:00 Finais do Brasileirão R6 e Circuito Feminino de Rainbow Six acontecem na CCXP 2022

Recomendados

Mudando de vida: como Free Fire e LoL trouxeram novas perspectivas para a favela
PogChamp, LUL, Kappa: O significado e origem dos memes dos esports

Descubra guias

Aim Lab: Como usar para treinar mira no Valorant, CS:GO e outros jogos de tiro
Conheça os operadores mais banidos no competitivo de Rainbow Six
Dicionário Rainbow Six: O glossário completo de termos e gírias