Millenium / Artigos e reportagens de games / League of Legends /

LoL: Reginald, fundador da TSM, é investigado pela Riot após denúncias de assédio moral

LoL: Reginald, fundador da TSM, é investigado pela Riot após denúncias de assédio moral
1

Empresário é acusado de cometer abusos verbais e humilhar funcionários da organização

Um dos donos de organização mais proeminentes dos esports, Andy "Reginald" Dinh, CEO da TSM, está sendo investigado pela Riot Games por assédio moral após várias denúncias feitas por ex-funcionários e colegas do fundador do Team Solo Mid. Conforme confirmado pela revista Wired, estas acusações vão desde assédio moral até abuso verbal e humilhações de Reginald contra funcionários da organização 7 vezes campeã da LCS, a liga norte-americana de League of Legends.

Após a série de denúncias, a Riot teria aberto uma investigação que está em andamento desde dezembro do ano passado para verificar se as acusações contra Reginald são verdadeiras. A TSM é sediada no sul da Califórnia e tem atualmente 51 funcionários em seu escritório, onde teriam ocorrido os casos de assédio moral por parte de Reginald.

Vários desses trabalhadores informaram à Wired que foram atraídos pela TSM por causa da importância da organização no mundo dos esports, mas muitos deles ficaram desiludidos por causa da postura de Reginald no dia a dia e o tratamento dispensado por ele aos funcionários da organização. Todas as pessoas ouvidas pela reportatem pediram anonimato por medo de repercussões negativas em suas carreiras, uma vez que os profissionais desejam permanecer no mundo dos esports.

"A indústria é muito jovem e tóxica", diz um dos denunciantes. "Os relacionamentos que você faz resultam em mais trabalho do que qualquer outra coisa." Duas fontes ouvidas pela Wired comentam que Reginald e juntamente com outros proprietários e profissionais do alto escalão da organização convenceram funcionários ou jogadores da organização assumir a responsabilidade pelos casos de assédio moral.

Ainda de acordo a reportagem da Wired, quatro das pessoas que trabalharam na TSM comentaram que a organização é dominada pela cultura do medo. Já em 2013 , Reginald era conhecido por abusar verbalmente e gritar com jogadores e funcionários . Ele passou a chamar muitos de seus trabalhadores de "estúpidos" ou "inúteis". UM ex-profissional da TSM comentou que Dinh ligava para os funcionários horas após o término do expediente para gritar com eles, enquanto outros três disseram que às vezes o CEO da TSM os ridicularizava por horas.

Em outras ocasiões, Reginal com funcionários da TSM na frente de seus colegas como parte de uma "exposição", e outro profissional que trabalhou na organização se lembra de ouvir Reginald dizer que queria "dar o exemplo" a uma pessoa que ele humilhava publicamente.

Após a publicação da reportagem, o próprio Reginald entrou em contato com a imprensa americana para falar sobre as acusações veiculadas na Wired: “Tenho expectativas extremamente altas para mim mesmo e compartilho essas mesmas expectativas com todos com quem trabalho . Eu tenho tolerância zero para desempenho ruim. Sou intenso, apaixonado, motivado e implacável na busca de vencer, é a minha natureza. Eu estabeleço um padrão extremamente alto e, quando sinto que alguém não está entregando, compartilho esse feedback diretamente e sem rodeios." Ele, no entanto, acrescentou que, quando olha para trás, sente que seu vocabulário às vezes foi "muito duro e ineficaz".

Conteúdo original de Iván "Zenitsu" González (MGG Espanha)*

esports-lol

O que esperar do Flamengo para o CBLOL 2022?

Com aposta nos jogadores que fizeram sucesso na base, o rubro-negro busca desenvolver os seus talentos junto de Tutsz, outro jovem atleta que permaneceu na equipe do elenco que disputou o CBLOL 2021

esports-lol

O que esperar da FURIA para o CBLOL 2022?

Os Panteras finalmente investiram na modalidade de LoL e montaram uma equipe com cinco jogadores referência e muito bons individualmente para a próxima etapa

esports-lol

CBLOL suspende venda de ingressos após nova alta de casos de Covid

Decisão da Riot é válida por tempo indeterminado. Disseminação rápida da variante Ômicron foi determinante para a decisão

1
luiz fernando baroni há 6 dias

Esse cara é um bosta. Existem outras maneiras de buscar o alto nível de eficiência sem ser desse jeito.

Mais Reportagens

16:53 Yuumi é tão forte no LoL que deu uma vitória para um jogador com a mão quebrada
14:06 "Temida pelos pro", Caitlyn é a campeã mais banida no começo da Temporada 12 de LoL
13:56 CBLOL 2022 deve voltar ao formato online após aumento de casos de Covid-19
13:14 Amumu já é o maior counter pick de Zeri no LoL graças a uma habilidade única
12:20 O que esperar da Liberty para o CBLOL 2022?
12:00 Bug do ARAM diminui em 25% todo dano a tropas; Riot pensa em manter efeito no League of Legends
10:48 Rumores indicam Vi em Fortnite em novo crossover com League of Legends
09:41 Riot revela qual é a relação entre Zeri do LoL e Neon do Valorant
17:47 Os 23 recordes mundiais do LoL que qualquer jogador pode bater
17:27 Turtle é novo Head Coach de LoL da Evil Geniuses e estreia com vitória na LCS

Recomendados

As escalações da primeira etapa do CBLOL e Academy 2022
Tudo o que você precisa sobre a segunda temporada do ULT, o reality show de LoL
Por dentro da LOUD: como é e como funciona a estrutura para os atletas da organização

Descubra guias

Quanto gastei no LoL? Site oficial mostra dinheiro investido no game
Tudo sobre o passe Galante e suas missões no League of Legends
Tudo sobre o passe do Mundial 2020 e suas missões