Millenium / Artigos e reportagens de games / Counter-Strike: Global Offensive /

A evolução gráfica do Counter-Strike clássico até o CS:GO

A evolução gráfica do Counter-Strike clássico até o CS:GO
0

FPS Valve já teve desde versões com grande sucesso no competitivo até títulos com propostas rejeitadas pelo público

FPS competitivo mais popular da história, o Counter-Strike surgiu originalmente como um mod de outro clássico da Valve: Half-Life, em 14 de abril de 1999. O sucesso do jogo que colocava equipes terroristas e contra-terroristas para se enfrentarem em duelos 5x5 foi tanto que o título foi recebendo várias atualizações até finalmente ganhar uma versão oficial, lançada pela Valve em 8 de novembro de 2000.

O sucesso se repetiu após o lançamento oficial e o CS continuou recendo recebendo atualizações regularmente, com pequenas melhorias visuais e de balanceamento até 15 de setembro de 2003, quando foi lançada a atualização 1.6 do jogo, que se popularizou enormemente no ainda incipiente cenário de esports dos anos 2000.

Desde então, a franquia ganhou várias versões, com maior destaque para Counter-Strike Source, lançado em 11 de agosto de 2004, que mesmo com diversas melhorias gráficas, não conseguiu repetir o sucesso de seu antecessor, e Counter-Strike: Global Offensive, lançado em 21 de agosto de 2012 e primeiro título da série a conseguir substituir de fato o CS 1.6 no coração do público.

A franquia, no entanto, ganhou diversas versões que ficaram bem menos conhecidas pelo grande público, como as iterações Condition Zero, 2D NEO, Online e Online 2.

O MGG Brasil preparou um artigo detalhando cada uma dessas versões e a evolução gráfica da clássica franquia da Valve em mais de 22 anos de existência. Confira.

Jogos da série principal

Counter-Strike (Versões 1.0 a 1.6)

Criado originalmente como um mod de Hal-Life, Counter-Strike ganhou milhões de fãs no mundo inteiro - Counter-Strike: Global Offensive
Criado originalmente como um mod de Hal-Life, Counter-Strike ganhou milhões de fãs no mundo inteiro

Ainda que graficamente pareça datado hoje em dia, o Counter-Strike clássico ainda conta com uma legião de fãs que o consideram o melhor jogo da história da franquia. O jogo trazia o clássico modo 5x5 de terroristas versus contra-terroristas que popularizou a franquia, especialmente no aspecto competitivo, e outros modos de jogo solo. Visualmente, a franquia evoluiu bastante desde então, mas o CS 1.6 permanece como o queridinho de muita gente, e vale lembrar que para os padrões da época, esta versão do jogo tinha visuais e animações de excelente qualidade.

Counter-Strike: Condition Zero

Condition Zero foi o primeiro com evoluções gráficas visíveis em relação ao CS clássico, mas não fez sucesso - Counter-Strike: Global Offensive
Condition Zero foi o primeiro com evoluções gráficas visíveis em relação ao CS clássico, mas não fez sucesso

Primeiro jogo a trazer melhorias gráficas significativas em relação ao CS clássico, Counter-Strike: Condition Zero teve como único grande mérito as melhorias visuais. Desenvolvido em parceria com a Gearbox em 23 de março de 2004, o jogo era a aposta da Valve para suceder o CS 1.6, mas acabou tendo uma recepção ruim de crítica e, principalmente, do público, que mesmo diante da evolução visual, permaneceu jogando a versão clássica de Counter Strike

Counter-Strike: Source

Counter-Strike: Source teve boa recepção da crítica e trouxe grandes melhorias gráficas, mas não explodiu em popularidade - Counter-Strike: Global Offensive
Counter-Strike: Source teve boa recepção da crítica e trouxe grandes melhorias gráficas, mas não explodiu em popularidade

Lançado oficialmente em 16 de novembro de 2004 e desenvolvido em parceria com a Turtle Rock Studios, Counter-Strike: Source cumpriu a missão de trazer melhorias gráficas à franquia mantendo a fluidez na jogabilidade que fez do CS 1.6 um sucesso. O jogo teve uma recepção muito melhor da crítica do que Condition Zero, e além de manter as clássicas partidas competitivas 5x5, trouxe modos de jogo novos e chegou a ter grandes campeonatos, compondo inclusive a lineup da ESWC em algumas edições do Mundial de Counter-Strike. Ainda assim, o jogo nunca conseguiu ser um sucessor de fato do CS 1.6, que continuou sendo o preferido do público e de competidores.

Counter-Strike: Global Offensive

CS:GO foi o jogo que finalmente conseguiu
CS:GO foi o jogo que finalmente conseguiu "aposentar" o CS 1.6 no cenário competitivo

Desenvolvido pela Valve em parceria com a Hidden Path Entertainment e lançado em 21 de agosto de 2012, Counter-Strike: Global Offensive foi o game da franquia que finalmente conseguiu "aposentar" o CS 1.6 do cenário competitivo. Com grandes melhorias gráficas em relação a CS: Source, mapas remodelados e o mesmo "feeling" do primeiro game da franquia, CS:GO não engrenou logo de cara, mas explodiu em popularidade nos anos seguintes, especialmente com os Majors.

O jogo também foi o primeiro no qual os principais nomes do competitivo do CS 1.6 decidiram migrar com tudo para a nova iteração. Com grandes premiações em dinheiro, torneios estruturados em parcerias com grandes empresas e ampla cobertura em plataformas de transmissão gratuitas, o jogo se tornou uma febre e, mesmo com as diversas críticas da comunidade à Valve pelo pouco cuidado com o game, CS:GO permanece até hoje como o FPS competitivo mais popular do mundo. Na parte visual, o jogo está claramente datado para os padrões atuais, mas nada indica uma nova iteração sendo lançada tão cedo.

Spin-offs

Counter-Strike 2D

Counter-Strike 2D trouxe o CS para uma perspectiva totalmente nova - Counter-Strike: Global Offensive
Counter-Strike 2D trouxe o CS para uma perspectiva totalmente nova

Lançado originalmente em 2003 e incluído na Steam em dezembro de 2004, CS2D não representa nenhuma evolução gráfica na série, mas traz os principais modos de jogo da franquia para uma perspectiva totalmente nova, com jogabilidade bidimensional e uma câmera com uma visão de cima de tudo que acontece no jogo. Embora não tenha explodido em popularidade, o jogo foi elogiado pela pequena parcela da comunidade que deu uma chance ao título.

Counter-Strike: Neo

De todos os jogos da franquia, CS: Neo é certamente o mais diferente em sua proposta. Uma adaptação da série lançada exclusivamente para os arcades japoneses, o game foi publicado pela Bandai Namco e roda no sistema operacional Linux. Em vez de times TR e CT, aqui o duelo é entre as equipes CSF, que cumpre o papel de plantar a bomba e NEO, que atua para impedir esse objetivo. O jogo tem um estilo artístico mais similar ao de animes, embora a dinâmica do jogo seja a clássica do Counter-Strike.

Counter Strike Online e Counter-Strike Online 2

Desenvolvido e publicado pelo estúdio sul-coreano/japonês Nexon originalmente em 2008, Counter-Strike Online ganhou sua primeira versão originalmente em julho de 2008 e uma sequência em dezembro de 2003. Voltado exclusivamente para o mercado asiático, o game traz uma série de novidades, como a inclusão de personagens femininas, várias armas inéditas e uma série de skins exclusivas. T

Embora traga os modos clássicos de jogo da franquia, CS Online e Online 2 contam com um sistema que permite a compra de skins, armas e power-ups com dinheiro virtual. Embora seja originalmente um jogo gratuito, algumas armas podem ser compradas com pontos adquiridos com dinheiro real, assim como vários outros itens especiais.

A versão mais recente do jogo conta com um padrão visual bastante próximo de Counter-Strike: Global Offensive, embora a jogabilidade pareça um pouco mais travada do que do game principal da franquia hoje.

esports-csgo
Los Grandes anuncia lineup de CS:GO com Caike, Tatazin, Land1n, Mawth e Kai

Equipe pretende começar atuando no cenário brasileiro e depois disputar campeonatos internacionais

CS:GO: Pro players elegem games favoritos depois do FPS da Valve

Títulos como Age of Empires, League of Legends, Dota 2, Days Gone e FIFA aparecem na lista

CS:GO: S1mple é o jogador com maior rating em todos mapas em 2021, exceto um

Único mapa no qual ucraniano não lidera sempre é banido pela NaVi nas partidas

0
Gabriel SALES
Gabriel Sales

Jornalista apaixonado por games desde o jardim de infância e fã de quase todo tipo de RPG, especialmente os da série Chrono. Nos esports, shooters e jogos de luta são minhas maiores paixões, mas abraço qualquer jogo com uma cena competitiva pulsante.

Mais Reportagens

20:00 "Um dia de CS estupidamente vergonhoso", diz Drop após eliminação da FURIA em Katowice
14:50 BLAST Paris Major 2023: Gamers Club e LnK abrem inscrições para seletivas do RMR Américas
10:30 Guia IEM Katowice 2023: Times participantes, tabela, horários dos jogos e mais
14:00 "Não vi e não verei. Quero que se f***", diz Gaules sobre documentário do IEM Rio Major de CS:GO
18:00 CS:GO: Documentário sobre IEM Rio Major "Game and Glory" estreia em janeiro com KSCERATO
11:24 CS:GO: FURIA completa 4 anos no Top 30 do ranking HLTV
11:13 HLTV elege Olga como a 2ª melhor jogadora de CS:GO do mundo em 2022
19:14 "Esport é uma indústria de entretenimento, não é esporte", diz Ana Moser, Ministra do Esporte
18:07 IEM Brazil 2023 de CS:GO será realizada em abril; confira datas de seletivas
12:26 HLTV elege KSCERATO como o 9º melhor jogador de CS:GO do mundo em 2022

Recomendados

Comandos para treinar e como montar sua configuração no CS:GO
Quais são as piores armas do CS:GO? Pro players opinam
"O time que eu estiver será o melhor" e outras frases marcantes da história do CS

Descubra guias

Guia IEM Katowice 2023: Times participantes, tabela, horários dos jogos e mais
Comandos para treinar e como montar sua configuração no CS:GO
Todas as patentes e ranks do CS:GO