Menu
Millenium / Artigos e reportagens de games / Apex Legends /

Dr Disrespect: dos holofotes da Twitch ao banimento permanente

Dr Disrespect: dos holofotes da Twitch ao banimento permanente
0

Saiba quem é e conheça a história de um dos maiores streamers do mundo

Dr Disrespect: dos holofotes da Twitch ao banimento permanente

Herschel “Guy” Beahm, mais conhecido como Dr Disrespect, é um dos maiores streamers do mundo. O norte-americano já teve muito destaque na Twitch, mas em junho de 2020 um súbito banimento da plataforma assolou a carreira do influenciador. Nesta matéria, conheça a história de como ele chegou aos holofotes do cenário de games e esports, incluindo uma passagem pelo mercado de desenvolvimento de jogos.

A criação de Disrespect

Disrespect é um personagem popular por suas reações e provocações um tanto incisivas em jogos online, personalidade que serve como núcleo do entretenimento gerado em suas transmissões.

A história da persona começou bem antes do nascimento do streamer que vimos na Twitch atualmente, na época de famosos FPS como Halo e Call of Duty. Naquele tempo, tais títulos contavam com o recurso de comunicação por proximidade, que permitia inimigos interagirem com os jogadores caso estivessem próximos o suficiente.

Guy aderiu à mecânica como uma maneira de provocar adversários durante as partidas e assim, em 2010, foi criado o personagem que faz jus a seu título, Disrespect: com um canal no YouTube com vídeos desses jogos ou com comentários pós-jogo com a interpretação do “homem cuja toxicidade e atleticismo lembram um astro de ação dos anos 80”, como diz o próprio:

Pouco mais de um ano depois, após um expressivo crescimento de seu canal e parcerias formadas com outros youtubers e grandes empresas como Machinima, Guy decidiu congelar a produção de vídeos em seu canal para apostar em outro caminho para a carreira e trabalhar diretamente com a indústria de jogos.

O personagem Disrespect foi deixado de lado para que Guy pudesse investir seu tempo com um cargo fixo de gerente de comunidade da Sledgehammer, uma das desenvolvedoras dos games da franquia Call of Duty.

Imagem: Engadget/Reprodução - Apex Legends
Imagem: Engadget/Reprodução

Disrespect na Twitch

Em 2015, após anos trabalhando na Sledgehammer e mesmo depois de uma promoção que o transformou em level designer - ele foi responsável por metade dos mapas de Call of Duty: Advanced Warfare - Guy abandonou seu emprego e anunciou o retorno de Disrespect, desta vez já na Twitch, depois de ter promovido transmissões anteriormente quando o site ainda era chamado de Justin.tv.

O retorno do personagem foi bem à tempo para acompanhar um dos lançamentos mais importantes da última década: H1Z1, um dos principais responsáveis pela explosão do gênero battle royale e dos influenciadores que atrelaram seus nomes a este estilo de jogo, entre eles o próprio Disrespect.

Logo depois de H1Z1 veio PlayerUnknown's Battlegrounds (PUBG), o que trouxe ainda mais destaque ao gênero. Disrespect se destacou na comunidade tanto por sua habilidade singular dentro de jogo quanto por seu estilo caracterísitico de provocações e reações exageradas a qualquer coisa que acontecesse durante as partidas.

O battle royale foi revolucionário para o ambiente de streaming e devido à sua característica de dar holofotes ao melhor dos melhores em qualquer partida, este cenário formou a combinação perfeita para Disrespect. Com o lançamento oficial de PUBG em 2017, os números do influenciador decolaram, fazendo-o manter cerca de 30 mil espectadores simultâneos e passar a ser conhecido como “o rosto da Twitch”. O sucesso foi tanto que ele foi reconhecido como streamer e gamer do ano pelo Esports Industry Awards.

Polêmicas e afastamentos

Pela natureza apresentada pelo personagem de Disrespect, o streamer teve diversas de suas declarações e atitudes demonstradas ao vivo destacadas como violentas e ofensivas. Por tal razão, ele recebeu muitas advertências durante o período de atividade.

Um dos momentos mais impactantes para os fãs do streamer foi ainda em 2017, quando a transmissão tradicional de Disrespect começou, mas não com o Disrespect na câmera e sim Guy, demonstrando uma personalidade completamente oposta à de seu personagem autoral. Na ocasião, ele confessou ao vivo ter traído sua esposa em diversas ocasiões e comunicou sua decisão de se afastar da Twitch:

O streamer retornou meses depois, em fevereiro de 2018, quebrando todos os recordes registrados pela Twitch até o momento, com mais de 388 mil espectadores simultâneos em seu canal.

Após isso, o streamer manteve sua atuação como Disrespect “comedida” como possível, sem deixar de lado a persona que entretém seu público, mas de uma maneira diferente e mais amigável. Porém, algumas atitudes dele foram novamente punidas pela plataforma, como a já clássica ida ao banheiro público durante a E3 2019, transmitida em uma live de IRL, categoria na qual os streamers compartilham rotinas no mundo real.

E, assim como da última vez em que se afastou, o público aguardou pelo retorno, chegando ao ponto de o canal de Disrespect registrar ao menos três mil espectadores simultaneamente mesmo com o canal offline.

Banimento permanente da Twitch

Em junho deste ano, aconteceu o mais recente episódio de punições sofridas por Disrespect, e também o mais obscuro e misterioso. Em 26 de junho, o streamer comunicou que um banimento foi aplicado a seu canal. Devido a muitas atitudes da Twitch nos últimos tempos, muitos acreditam se tratar de uma remoção permanente da plataforma.

Guy encerrou sua transmissão repentinamente, além de compartilhar com seus fãs repetidas vezes mensagens dizendo “vamos passar por isso” e afins. O dinheiro investido por apoiadores por meio de inscrições foi ressarcido, de acordo com comunicado oficial da plataforma.

Sua última interação nas redes sociais foi em 27 de junho e até o momento nenhuma informação oficial foi divulgada pelo streamer ou pela Twitch sobre o real motivo do banimento.

Apenas rumores foram gerados sobre a situação do streamer, mas nenhum foi reforçado. O mais expressivo deles foi uma doação feita a Nick “nickmercs” Kolcheff, popular influenciador da Twitch e amigo de Guy que, segundo ele, acompanhou uma mensagem “ao estilo de Disrespect”:

Em 16 de julho, a primeira atualização oficial de Dr Disrespect sobre o banimento veio por meio de uma entrevista concedida ao jornal The Washington Post, na qual o streamer diz não saber ainda os motivos que resultaram na punição.

"Foi como chegar ao trabalho e as portas estarem fechadas", diz Guy. "Perguntei o que estava acontecendo e disseram que fui demitido, sem explicar o porquê. Isso é o que eu e minha esposa fazemos para viver. Trabalhamos duro para chegar onde chegamos, podemos dizer que sentimos tudo que é possível sentir."

Guy contou que se deu conta do que aconteceu com seu canal na Twitch enquanto acompanhava uma transmissão de outro streamer. Assim que notou a falta de alguns recursos na plataforma, entrou em contato com o serviço via e-mail e foi informado do banimento.

A resposta é reforçada em outra entrevista, publicada pelo site PC Gamer, na qual Guy confirma não saber dos motivos e ressalta a falta de alerta da paltaforma antes da aplicação da punição. Mesmo assim, o streamer compartilhou que está ansioso pelo retorno do personagem, em qualquer plataforma ou serviço de entretenimento, cravando que não há nenhum contrato de exclusividade sendo analisado no momento.

O que você acha que aconteceu com este que é um dos maiores streamers da Twitch? Deixe sua opinião nos comentários.

0

Mais Reportagens

09:00 Quem dá mais? A regulamentação das apostas no Brasil e seu impacto nos esports
16:40 Dr Disrespect: dos holofotes da Twitch ao banimento permanente
16:08 Estudo aponta que vício em games não está relacionado a jogos eletrônicos
18:32 Dia do Orgulho LGBTQIA+: Esports de todas as cores

Recomendados

Lista de códigos de itens grátis em Genshin Impact e como resgatá-los
Quem dá mais? A regulamentação das apostas no Brasil e seu impacto nos esports
Adaptação e crescimento: os impactos da pandemia nos esports

Descubra guias

Como resgatar códigos do battle royale da Garena com o Free Fire Rewards
Quais os melhores personagens para começar em Genshin Impact?